Cálculo MEI Simples Nacional: como fazer, quanto pode faturar no ano e limite de nota fiscal por mês

| Atualizado em 15/09/21 | 7 minutos de leitura

O cálculo MEI Simples Nacional é bastante simplificado. O motivo é que os valores dos impostos a serem pagos por empresas dessa natureza jurídica são fixos, alterados somente quando há reajuste do salário mínimo ou determinação da Receita Federal.

Na prática, o MEI optante pelo SIMEI, sistema de recolhimento em valores fixos mensais dos tributos abrangidos pelo Simples Nacional, recolhe os seus tributos utilizando o DAS, que é uma guia única.

Mas para se manter enquadrado e continuar usufruindo de todas as facilidades de ser Microempreendedor Individual, a exemplo do recolhimento simplificado dos impostos, o empreendedor desse modelo empresarial precisa se atentar a diversos outros pontos.

Quais seriam? Quais outros cálculos MEI precisa conhecer? Continue a leitura deste artigo e confira, agora, tudo sobre esse assunto!

Quanto o MEI pode faturar em 2021?

O cálculo MEI Simples Nacional só é válido se o microempresário seguir as regras de enquadramento dessa categoria, sendo uma delas o faturamento anual.

O limite MEI para o ano de 2021 é de R$ 81 mil, o que dá uma média de receita bruta de R$ 6.750 por mês.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Uma vez que esse valor é ultrapassado, o empreendedor é obrigado a migrar a sua empresa para outro formato e começar a trabalhar como uma microempresa.

Sobre o limite de faturamento do MEI é preciso chamar a atenção para um ponto. Recentemente, foi aprovado no Senado projeto de lei complementar PLP 108/2021, que aumenta esse valor para R$ 130 mil.

Essa mudança também modifica a quantidade de funcionários que podem ser contratados, que passa de 1 (um) para 2 (dois).

Vale destacar que essa alteração ainda não está vigorando, pois foi enviada para a Câmara dos Deputados para aprovação. 

Desse modo, até que finalize esse processo, o limite MEI continua o que informamos: R$ 81 mil por ano, considerando a receita bruta da empresa.

calculo-mei-simples-nacional-dois-empresarios-

O que é o Simples Nacional MEI?

O Simples Nacional MEI é um regime de tributação que determina quais impostos devem ser pagos por essa categoria.

De modo geral, o Microempreendedor Individual é enquadrado automaticamente no Simples Nacional no momento da abertura da empresa. Com isso, ele paga apenas os impostos pertinentes a essa natureza jurídica (ISS, ICMS e INSS), ficando dispensado da cobrança de outros tributos federais.

Porém, é necessário saber se a atividade econômica a ser exercida pode fazer parte desse regime jurídico.

Para isso, é preciso começar definindo a CNAE, Classificação Nacional de Atividades Econômicas, da empresa e, em seguida, consultar a tabela de atividades enquadradas.

A Contabilizei disponibiliza uma ferramenta exclusiva para isso. Consulte agora mesmo a nossa Tabela de CNAE Simples Nacional.

Como é feito o cálculo MEI Simples Nacional?

Quanto ao cálculo MEI Simples Nacional, como dissemos no início deste artigo, o seu valor é fixo e o recolhimento feito via DAS.

O DAS, Documento de Arrecadação do Simples Nacional, é uma guia que deve ser paga até o dia 20 de cada mês. Nela estão inseridos os impostos de responsabilidade do Microempreendedor Individual, que são:

  • R$ 5,00 de ISS, para prestadores de serviço;
  • R$ 1,00 de ICMS, para comércio e indústria;
  • 5% do valor do salário mínimo para INSS todas as empresas da categoria.

Quanto aos valores, no ano de 2021, a DAS MEI aponta para o seguinte recolhimento:

  • R$ 56,00 para comércio ou indústria: R$ 55,00 do INSS + R$ 1,00 do ICMS;
  • R$ 60,00 para prestadores de serviços: R$ 55,00 do INSS + R$ 5,00 de ISS;
  • R$ 61,00 para comércio e serviços: R$ 55,00 do INSS + R$ 1,00 do ICMS + R$ 5,00 de ISS.

Ou seja, o cálculo MEI Simples Nacional não precisa ser feito pelo empreendedor mensalmente, visto que a guia de recolhimento é emitida com a cobrança certa.

Vale destacar que o atraso no pagamento do DAS MEI, ou o não pagamento, gera acúmulo de dívidas e cobrança de multa e juros — diária de 0,33%, limitada a 20% do valor da guia + 1% de juros ao mês até que seja quitada, e a perda dos direitos do MEI.

Como calcular imposto de renda MEI?

Outro cálculo MEI que empresários dessa categoria precisam conhecer é o referente ao Imposto de Renda.

O primeiro passo para isso é entender que nem todo MEI precisa fazer a Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física. Esse processo só é necessário quando os seus rendimentos tributáveis chegam ao valor determinado pela Receita Federal.

Por exemplo, a declaração enviada em 2021, referente ao ano-calendário 2020, apontava para rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Há outros critérios que levam à obrigatoriedade do envio da DIRPF, como o recebimento de rendimentos isentos acima de R$ 40 mil.

Para saber se você precisa, ou não, fazer a Declaração de Imposto de Renda, é preciso identificar o seu rendimento tributável, que difere do seu lucro e da sua receita bruta.

Assim, para cálculo MEI de Imposto de Renda, é preciso considerar o percentual de isenção da receita bruta anual, que é de:

  • 32% para prestadores de serviço;
  • 16% para empresas de transporte de passageiros;
  • 8% para comércio, indústria e transporte de carga.

Por exemplo, se uma empresa prestadora de serviços faturou R$ 60 mil, 32% desse valor é isento, ou seja, R$ 19.200.

Mas para saber se há a necessidade de declarar IR ou não, o MEI precisa considerar também as despesas que teve ao longo do ano.

Dessa forma, o cálculo MEI para Imposto de Renda é feito com base na seguinte fórmula:

Renda do MEI = Receita bruta – Parcela isenta do Imposto de Renda – Despesas

Somente para ficar mais claro, vamos considerar que a empresa do nosso exemplo teve R$ 20 mil de despesas anuais. Aplicando a fórmula, chegamos ao seguinte resultado:

  • Renda do MEI = R$ 60.000 – R$ 19.200 – R$ 20.000
  • Renda do MEI = R$ 20.800

Nesse caso, não é necessário declarar IR.

Qual o valor limite de nota fiscal MEI por mês?

Quanto ao limite de nota fiscal que um MEI pode emitir por mês, é bem importante destacar que o Microempreendedor Individual não é obrigado a gerar nota para transações comerciais realizadas com pessoas físicas.

Porém, existe a obrigatoriedade quando o negócio é feito com pessoa jurídica, ou seja, com outra empresa.

Desse modo, se considerarmos que a média mensal de receita bruta do MEI é de R$ 6.750, considerando o limite de faturamento atual, podemos entender ser esse o limite de notas fiscais a serem emitidas.

No entanto, tenha em mente que se trata de uma média. Isso quer dizer que o MEI pode faturar mais em um mês e menos em outro, desde que a soma da receita bruta anual não ultrapasse R$ 81 mil.

calculo-mei-simples-nacional-mulher-azul-computador

Quantas notas o MEI pode emitir?

O mesmo princípio vale para a quantidade de notas fiscais que podem ser emitidas pelo MEI. Se quiser continuar nessa categoria, basta que a soma de valor anual não ultrapasse o teto.

Ou seja, não há uma quantidade limite de notas fiscais que podem ser geradas por empresas desse modelo. É preciso considerar apenas que, todas as transações com pessoas jurídicas, exigem a emissão desse documento.

O que fazer se ultrapassar o limite de faturamento?

Considerando os dois pontos anteriores, pode acontecer de o MEI gerar várias notas fiscais durante o ano e ultrapassar o seu limite de faturamento.

Quando isso acontece, o empreendedor é obrigado a mudar a natureza jurídica da sua empresa e passar a atuar como ME, Microempresa.

Há duas formas de fazer isso: migrando o negócio de MEI para ME e mantendo o mesmo CNPJ, ou dando baixa no MEI e abrindo uma empresa nova como ME.

Você ultrapassou o faturamento e agora não pode ser MEI? Precisa fazer a mudança de categoria e não sabe como?

Então baixe agora mesmo o nosso guia “Não posso ser MEI. E agora?” e confira todos os detalhes!

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Charles Gularte

Escrito por:

Charles Gularte

Charles é formado em contabilidade pela FAE Centro Universitário e MBA em Gestão Empresarial, Administração e Negócios. Depois de começar sua carreira como contador, trabalhou por 14 anos em uma empresa de logística como superintendente de negócios e diretor, até chegar à Contabilizei na gestão de atendimento ao cliente, operações contábeis e serviços.

Deixe um comentário

avatar