C.

Contabilidade

Como abrir um CNPJ de forma rápida?

Vamos mostrar quais são os fatores que interferem no prazo da abertura de empresas e qual o melhor caminho a seguir.

por Vitor Torres 8 Ago 2019

Está precisando abrir um CNPJ e quer fazer isso da maneira mais rápida possível? Tem dúvidas sobre como funciona o processo? Aqui vamos mostrar quais são os fatores que interferem no prazo da abertura e qual o melhor caminho a seguir.

O número do CNPJ é o que garante a formalização das pessoas jurídicas perante o governo e permite a emissão de notas fiscais. Por isso, com esse cadastro tudo se mantém regularizado e você fica em dia com impostos e documentações.

Se você acha o assunto burocrático, saiba que é possível abrir uma empresa de forma prática. Confira!

Por que ter CNPJ é importante?

O Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) é a identificação de uma empresa, assim como o CPF é para as pessoas físicas. Mas o CNPJ não é interessante apenas para quem tem, de fato, um negócio. Ele também é importante para o profissional autônomo que precisa emitir nota fiscal pelo serviço prestado a uma empresa.

Além dos modelos de empresas propriamente ditos, também existe o Microempreendedor Individual (MEI), que é o CNPJ para quem fatura até R$ 81.000,00 por ano, tem no máximo um funcionário e exerce atividades específicas em que tal registro é permitido. Entretanto, como a abertura do MEI é simplificada, ela não será nosso foco neste artigo, ok?

Quais são os passos para abrir um CNPJ?

O número do CNPJ é emitido pela Receita Federal após a abertura da empresa. Para conseguir o cadastro, no entanto, é necessário cumprir alguns passos, como explicamos a seguir.

Contrate um contador

O primeiro passo para abrir uma empresa é contratar um contador. Afinal, não existe motivo para fazer tudo sozinho, ter que descobrir cada detalhe do processo e se atrapalhar com a documentação, não é mesmo? Com a Contabilizei é possível abrir a empresa gratuitamente, assim o investimento em uma assessoria especializada não pesa tanto.

Escolha o tipo de empresa

Ao abrir um CNPJ, é necessário escolher o porte da empresa de acordo com atividade e faixas de faturamento. Como falamos acima, algumas atividades mais simples e com baixo faturamento podem optar pelo MEI. As outras precisam de estruturas um pouco mais complexas.

A maior parte das pequenas empresas se enquadra como ME ou EPP. O primeiro exemplo é a microempresa, que permite um faturamento de até R$ 360.000,00 anuais. Já a empresa de pequeno porte (EPP), é para negócios mais complexos, pois o faturamento é maior, de até R$ 4.800.000,00 ao ano.

Selecione a natureza jurídica

Natureza jurídica é o tratamento legal de uma empresa. Quando escolhemos a natureza jurídica, estamos selecionando as leis aplicáveis, o valor necessário de capital para abertura e também o número de sócios.

A primeira possibilidade é o Empresário Individual, que fornece um registro de CNPJ sem que exista um patrimônio separado da empresa. É, portanto, um empreendimento sem sócios, com capital social mínimo de R$ 1.000,00.

Outra opção muito popular entre os prestadores de serviço por não precisar de sócios é a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). Nesse caso, a empresa tem um patrimônio próprio e o dono não paga as dívidas do negócio. Para isso ser possível, é necessário investir, pelo menos, 100 salários mínimos no capital social para a sua fundação.

Quem quiser ou precisar ter sócios pode abrir uma Sociedade de Responsabilidade Limitada (LTDA). Ela oferece a mesma separação de patrimônio da EIRELI e não tem previsão de capital social mínimo.

Identifique o código CNAE das suas atividades

O governo separa as atividades das empresas por códigos. Isso é feito para indicar os regimes de tributação (Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real), obrigações burocráticas e também limitar as atividades que um negócio pode exercer. Ou seja, esse é um passo importante para definir quanto pagará de imposto.

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas-Fiscal é o chamado código CNAE, que deve ser escolhido no momento da abertura. Ele pode ser alterado depois, se for necessário, lembrando que há um principal (atividade primária), mas há a possibilidade de escolher códigos complementares (atividades secundárias). Para saber como escolher os códigos corretos, o melhor caminho é consultar seu contador.

Separe os documentos necessários

Agora que tudo está decidido, falta arrumar a documentação, como:

  • RG e CPF;
  • comprovante de endereço;
  • certidão de casamento de quem for casado;
  • cópia do IPTU ou documento que indique a inscrição municipal do imóvel em que será a sede da empresa.

Quem quiser abrir uma empresa com sócios deve providenciar os mesmos documentos de todos os envolvidos. Algumas atividades ou situações podem exigir documentos adicionais, mas não se preocupe! O contador avisa e orienta sobre como tudo isso funciona em situações especiais.

O que pode influenciar no tempo para abrir um CNPJ?

O tempo para emitir um CNPJ depende bastante da cidade e do Estado onde você está. Alguns lugares são mais ágeis, enquanto outros demoram um pouco mais para concluir a solicitação. Essa diferença se deve ao fato de que cada órgão público de cada cidade funciona de acordo com suas próprias regras.

É nessa hora que contar com um bom serviço de contabilidade fará toda a diferença, pois um profissional qualificado pode fazer com que o processo corra mais rápido, sem erros e com toda a transparência para que você saiba os próximos passos.

Como fazer a abertura do CNPJ mais rápida?

A melhor maneira de acelerar a abertura de uma empresa envolve três aspectos básicos: escolher um bom serviço de contabilidade, otimizar os deslocamentos e prevenir erros na documentação. Todos eles podem ser resolvidos com a Contabilizei.

Para quem é da cidade de São Paulo e de Curitiba, não é preciso mais sair de casa nem mesmo para entregar a documentação aos órgãos públicos: a Contabilizei cuida de tudo para você. Emitimos toda a documentação necessária e buscamos onde você estiver, após ter assinado. Assim, você não precisa perder tempo em filas, nem esperar ter um dia livre para fazer isso. E a melhor notícia: tudo isso sem nenhum custo.

Além da questão logística, outro entrave comum são as devoluções de documentos para correção de informações. Quem não conta com o apoio de um bom contador tende a errar mais, não saber o que fazer para cumprir a burocracia e, entre idas e vinda, acaba atrasando todo o processo.

Como você pode notar, abrir um CNPJ envolve alguns passos burocráticos e atenção com a documentação, mas o processo não precisa ser um martírio. A Contabilizei torna o trabalho mais simples, além de auxiliar o cliente em todos os passos, sem cobrar nada a mais por isso.

Então, que tal saber mais sobre o nosso processo de abertura de empresa? Se você é de São Paulo, saiba mais aqui. Se você for abrir uma empresa em Curitiba, clique aqui. Para outras cidades, todas as informações estão nesse link 😉

Vitor Torres
Siga no FacebookSiga no Twitter

Contabilidade online sem complicação

Receba os melhores conteúdos sobre contabilidade e empreendedorismo,
feitos especialmente para você!

Contabilizei

A Contabilizei surgiu para descomplicar a contabilidade e democratizar seu acesso. Venha descobrir o que podemos fazer por você!