Quanto custa abrir empresa no Brasil? Confira os custos e Taxas em 2021

| Atualizado em 23/07/21 | 11 minutos de leitura

Em média no Brasil pode-se abrir um CNPJ com algo em torno de R$ 1,5 mil. Claro que os valores e condições variam de cidade para cidade, Para saber quanto custa abrir empresa é preciso entender que, mesmo que haja uma média, os valores diferem de acordo com a modalidade, região, regime tributário e até ramo de atividade. Por isso, é fundamental fazer um levantamento específico e pontual para o seu negócio.


Quanto custa abrir empresa? Uma das primeiras perguntas que passam pela cabeça de quem pretende iniciar um negócio é também motivo de grande preocupação.

Para garantir que está fazendo um bom negócio ao abrir uma empresa, você deve levar em conta diversos fatores como o serviço de contabilidade que vai utilizar (decisivo para pagar menos impostos) e quais os custos que estão envolvidos nessa relação. Existem muitas diferenças entre os valores cobrados pelos escritórios e qualidade do serviço prestado.

Para não ter problema na abertura – e depois no decorrer da existência da sua empresa – você deve optar por um escritório com valores justos, com tecnologia embarcada nos processos contábeis e uma equipe de especialistas que entenda o seu negócio e demonstre confiança e segurança no dia a dia.

Incluindo impostos e taxas obrigatórias para obtenção da licença de funcionamento, até despesas mensais, tudo precisa ser muito bem pensado, calculado e colocado na ponta do lápis para que seu negócio dê certo desde os primeiros passos.

O custo para abrir uma empresa e ter um CNPJ no Brasil

O custo médio para abrir uma empresa e ter um CNPJ varia de acordo com o Estado. O gasto com documentação e contador pode variar de R$ 500,00 até R$ 1500,00. Uma vez aberta a empresa, há também os custos iniciais da operação que são: Aluguel, funcionários, conta de água, luz, telefone, contador e impostos.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Sobre a documentação, os gastos iniciais são dos seguintes documentos:

  • DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais)
  • DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais)
  • Junta Comercial
  • Certificado Digital
  • Consultoria

Isso porque, além dos custos comuns à maioria dos CNPJs, existem diversos outros valores que influenciam no custo final. Veja abaixo os principais.

1. Custos Fiscais

Apesar de variar de estado para estado e da política de incentivo de cada região, existem quatro custos que acabam sendo obrigatórios a todas as empresas. Na média, o gasto com essas despesas ficam em torno de R$ 400 e são:

  • Junta Comercial: aqui você deve pagar o Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (DARE) taxa destinada ao registro público da empresa;
  • Certificado Digital: para confirmar a autenticidade de empresas que emitem NFe (nota fiscal eletrônica).

Aqui vale lembrar que, dependendo do segmento, pode haver também despesas relativas a taxas e autorizações específicas junto à Prefeitura, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Cartório, órgãos e conselhos profissionais, entre outros.

Obrigado

Assine nossa newsletter e
receba conteúdos exclusivos



Entre para a Contabilizei

2. Capital Social

O valor do Capital Social também precisa entrar na conta quando se busca saber quanto custa abrir empresa. Por isso, o montante destinado para iniciar as atividades e manter seu negócio funcionando até que esse gere lucro suficiente para seguir sozinho deve ser considerado.

A quantia mínima indicada para definir o Capital Social de uma empresa e, assim, efetuar o registro do Contrato Social e liberação do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) é de R$ 1.000. No entanto, é fundamental reforçar que esse valor atende apenas algumas modalidades e que o ideal é definir pontualmente o valor da sua empresa.

Para saber tudo sobre Capital Social acesse este post! 

Outros custos a serem considerados para iniciar o seu negócio

Para saber realmente quanto custa abrir empresa é fundamental colocar tudo que envolve a abertura na ponta do lápis. 

Os custos abaixo não são taxas que impactam nessa etapa legalmente falando, mas são valores relativos a despesas necessárias para que o seu negócio saia do papel e se torne realidade.

1. Investimento inicial

Trata-se de tudo o que é preciso para que seu negócio comece a funcionar na prática, ou seja, desde aluguel ou compra do espaço, passando por mobiliário, tecnologia, matéria-prima, serviços terceirizados e demais itens relacionados à infraestrutura.

Por isso, esse ponto acaba sendo um dos que mais geram gastos. Para que as despesas não saiam do controle, a dica é fazer um bom planejamento, incluindo não apenas os custos iniciais, mas também aqueles que precisam ser sanados mensalmente.

CTA Abertura Personalizado_3_11/2020

2. Salários e Pró-labore

Esses são dois bons exemplos de despesas mensais que precisam estar claros e definidos na sua contabilidade mensal.

O pró-labore corresponde ao pagamento salarial do proprietário da empresa e de seus sócios. É bastante comum no início das atividades que esse valor seja um pouco mais tímido. Mesmo assim, ele precisa fazer parte das despesas fixas da empresa.

Quando há empregados, é preciso ainda mais de atenção, pois os salários pagos a eles incidem taxas e obrigações trabalhistas que precisam ser recolhidas à risca, a fim de evitar problemas futuros.

3. Registro de marca

Se quiser trabalhar com um Nome Fantasia e realizar toda a sua estratégia de marketing em cima dele é preciso, primeiro, efetuar o registro da sua marca. 

Esse processo é feito junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade industrial) e envolve pesquisa para verificar se o nome escolhido para a sua empresa está livre ou não para uso. Caso esteja, o registro da marca é liberado por um período de dez anos.

As taxas também variam, mas a média é de R$ 170 para consulta e de R$ 298 a R$ 1.115 para o registro do nome.

Quanto custa abrir empresa: os gastos de acordo com cada categoria

Além dos custos gerais e comuns a todos citados até agora, outro ponto que influencia quanto você gastará para abrir empresa é o porte e a natureza jurídica do seu negócio, pois cada uma tem sua particularidade. 

Quanto custa abrir empresa MEI

O MEI (Microempreendedor Individual), é a única categoria que não tem custos para abertura. No entanto, para se enquadrar nessa modalidade, é preciso atender à regra de faturamento, que é máximo de R$ 6.750 por mês ou R$ 81 mil ao ano.

Se formalizar como o MEI é uma excelente alternativa de legalizar as atividades de quem é profissional autônomo, sem sócios e com até 1 empregado.

Para manter a empresa funcionando, o Microempresário Individual deve apenas arcar com as despesas mensais recolhidas em taxa única através da DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) que corresponde a 5% do salário mínimo mais:

  • R$ 1 de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para comércio e indústria;
  • ou R$ 5 de ISS (Imposto sobre Serviços) para prestadores de serviços.

Quanto custa abrir empresa ME

Para abertura de uma microempresa (ME), ou seja, empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil, a formalização tem início na Junta Comercial. 

Além dos custos desse órgão, os gastos médios, que incluem registro do CNPJ e alvará de funcionamento, são:

  • ME Individual (optante do Simples Nacional e com um sócio/titular): R$ 1.029,63;
  • ME Ltda (optante do Simples Nacional e com dois ou mais sócios): R$ 1.174,63.

Quanto custa abrir  Empresa de Pequeno Porte

As EPPs (Empresas de Pequeno Porte), são as que faturam até R$ 4,8 milhões. Para abrir uma empresa nessa categoria, é preciso seguir as mesmas diretrizes da ME.

Quanto custa abrir empresa EIRELI, EI ou Sociedade 

Essas três categorias têm o mesmo processo de abertura e podem optar pelos mesmos regimes tributários. O que difere uma da outra é a titularidade que a compõe.

A EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) é caracterizada por ser formada por um titular que se responsabiliza pelo Capital Social, que deve ser 100 vezes o valor do salário mínimo vigente.

O EI (Empresário Individual), é constituído por uma pessoa física que se posiciona como proprietária da empresa. 

Já a Sociedade, que pode ser Simples, Limitada, Limitada Unipessoal ou Anônima, é formada por um ou mais sócios que dividem suas participações de acordo com o investimento inicial.

Para saber quanto custa abrir empresa dentro dessas categorias, também é preciso começar pela Junta Comercial. Em São Paulo, por exemplo, as taxas desse órgão são a partir de R$ 54. A soma de todas as despesas nesse estado pode variar de R$ 675 a R$ 751.

Quanto custa abrir empresa: os gastos mensais para manter seu negócio funcionando

Outro passo importante para determinar quanto custa abrir uma empresa no Brasil é a escolha do Regime Tributário

Responsável por determinar quanto e quais impostos sua empresa pagará mensal e anualmente, o ideal é que essa definição seja feita com a orientação de um contador, para evitar transtornos e pagamentos de tributos não compatíveis com o seu negócio.

Tipos de Regimes Tributários

  • Lucro Real: obrigatório para empresas que faturam acima de R$ 78 milhões e para as que têm atividades no setor financeiro. O cálculo das alíquotas é feito baseado nos valores da receita menos a despesa, por esse motivo o nome ‘lucro real’;
  • Lucro Presumido: indicado para empresas com faturamento inferior a R$ 78 milhões, os valores cobrados para IR (Imposto de Renda) e CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) têm como base alíquotas definidas pela Receita Federal;
  • Simples Nacional: com agenda tributária mais simples e alíquotas menores, podem se beneficiar desse tipo de regime tributário empresas com faturamento bruto de até R$ 4,8 milhões.

Em uma única guia é possível recolher impostos e arrecadações, que são:

  • ISS (Imposto sobre Serviços);
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • IRPJ (Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica);
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • PIS (Programa de Integração Social) e/ou Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público);
  • CPP (Contribuição Patronal Previdenciária)

Somados a esses impostos, é importante não esquecer de outros gastos que incidem todos os meses para que uma empresa se mantenha funcionando. Aluguel, água, luz, despesas trabalhistas, capital de giro e serviço de contabilidade são apenas alguns deles.

Quanto custa abrir empresa com a Contabilizei

Descobrir quanto custa abrir empresa pode até ser algo assustador. No entanto, é possível economizar, ou até fazer esse processo sem custo algum.

Na Contabilizei, por exemplo, você abre sua empresa gratuitamente ao adquirir um de nossos planos de contabilidade. Lembrando que o acompanhamento mensal de um contador é obrigatório para todas as empresas (exceto MEI), você já conta com o suporte de profissionais desde os primeiros passos.

abrir empresa com a Contabilizei

Valores para abrir CNPJ

A Contabilizei é uma contabilidade totalmente online que atende micro e pequenas empresas. Em mais de 6 anos de atividade, já são mais de 20.000 empresas atendidas em mais de 40 cidades.

Ao contratar um de nossos planos de contabilidade mensal, o processo de abertura da sua empresa é feito de graça, ou seja, você paga apenas as taxas governamentais e faz os protocolos públicos.

Além disso, se está pensando em abrir empresa em Belo Horizonte, São Paulo ou Curitiba, nem precisa sair de casa para dar entrada na sua documentação, pois a Contabilizei faz tudo para você! Basta assinar os documentos que um de nossos motoboys realiza as demais etapas.

Quer saber outras vantagens quando se contrata a Contabilizei? Então, olhe só!

  • contabilidade mensal completa da sua empresa, incluindo cálculos de impostos, envios de relatórios e todas as obrigações contábeis e legais junto a Receita Federal, Estadual e Prefeitura;
  • contador exclusivo para consultoria contábil e com atendimento personalizado;
  • emissor de notas fiscais e boletos;
  • cálculo de folha de pagamento e pró-labore;
  • atendimento via telefone, WhatsApp e chat.

E tudo é feito on-line, de maneira prática, rápida e muito segura! 

Que tal começar a empreender agora? Saiba mais sobre os planos da Contabilizei e escolha o serviço de contabilidade nº1 em abertura de empresas no Brasil!

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Escrito por:

Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Vítor é Administrador de Empresas, Empreendedor Endeavor, CEO e fundador da Contabilizei, o primeiro e maior escritório de contabilidade online do país. Vítor lidera a maior inovação da indústria contábil das últimas décadas ao levar a contabilidade de pequenas empresas para o mundo digital. Atualmente, Vítor lidera mais de 400 fanáticos em contabilidade que impactam positivamente a vida de mais de 20.000 empresários no país.

Deixe um comentário

avatar