Novidade: Confira as dicas dos nossos parceiros para o seu negócio. Acesse e se programe.

Empreendedorismo

8 motivos para você empreender em São Paulo

12 out 2020

Boas oportunidades de negócio, facilidade de acesso a programas de desburocratização para abertura de empresa e alto índice populacional são apenas alguns dos motivos para empreender em São Paulo.

Quais são os motivos e as vantagens de empreender em São Paulo? Essa costuma ser uma dúvida bem comum entre as pessoas que pensam em abrir um negócio nessa região.

Podemos responder essa pergunta dizendo que a cidade ocupa o 1º lugar no índice de cidades empreendedoras, segundo relatório elaborado pela Endeavor Brasil, recebendo nota 8,492.

A prefeitura, inclusive, fomenta o empreendedorismo no município com o programa Empreenda Fácil, que traz uma série de facilidades para quem quer abrir empresa na capital paulista.

Mas se o seu foco for outra cidade dentro do estado de São Paulo, pode contar com o Programa Empreenda Rápido, lançado pelo governo estadual com o objetivo de auxiliar empreendedores formais e informais.

Somado a tudo isso, o Sebrae-SP fez uma pesquisa com donos de pequenos negócios da cidade para saber quais eram as maiores vantagens e desafios de empreender em São Paulo.

Entre os benefícios que se destacaram estão: 

  • o fato de o município ser um centro empresarial;
  • contar com diversos fornecedores e parceiros de negócio próximos;
  • ser uma região populosa;
  • ter um mercado atraente;
  • ter circulação de capital bastante ativa.

Mas quais seriam os outros motivos para escolher São Paulo como o lugar para abrir o seu negócio? Confira agora!

Motivos para empreender em São Paulo

O relatório do Sebrae-SP denominado “Cidades empreendedoras. Uma análise das condições para empreender na maior cidade do país” entrevistou 1.050 empresários e começou a pesquisa perguntando se a capital paulista era um bom lugar para abrir empresa.

Entre os participantes do estudo — 350 empreendedores de cada setor (comércio, indústria e serviços) — 88% respondeu que sim e apenas 12% não.

Dos que veem bons motivos para escolher São Paulo como lugar para abrir um negócio:

  • 24% consideram que há muitas oportunidades de negócios;
  • 15% entendem que a quantidade de pessoas na região gera grande demanda;
  • 14% acreditam que há público para qualquer que seja o negócio aberto;
  • 14% que é devido à grande circulação de capital;
  • 13% veem a região como um amplo centro de negócios, o que facilita encontrar fornecedores.

Se adicionarmos à lista de motivos para empreender em São Paulo as informações apresentadas no relatório da Endeavor Brasil, ela fica ainda mais extensa.

Como mencionado anteriormente, a cidade é considerada a mais empreendedora do Brasil, posição que ocupa há três anos consecutivos.

No levantamento da Endeavor Brasil, especificamente, são analisados o ambiente regulatório da cidade, a infraestrutura, o mercado, o acesso a capital, a inovação, o capital humano e a cultura empreendedora.

São Paulo conquista a primeira posição na soma das notas e se destaca nos quesitos infraestrutura e acesso a capital.

Somando as duas análises, podemos dizer que os maiores motivos para empreender em São Paulo são:

  • acesso fácil a programas que visam a desburocratização da abertura de novos negócios, como o Empreenda Fácil (municipal) e o Empreenda Rápido (estadual);
  • rede de conectividade favorável ao empreendedorismo, com dois grandes aeroportos, próxima de importantes rodovias e do Porto de Santos, o que também facilita a logística;
  • índice de desenvolvimento econômico que se destaca das outras regiões do país;
  • melhor acesso a capital para investimento quando comparada a outras cidades;
  • alto índice populacional, o que gera variadas oportunidades de negócios;
  • recebe bem diferentes segmentos;
  • é uma cidade ativa, por isso, conta com grande circulação de capital;
  • por ser um importante centro de negócios, facilita o acesso a bons fornecedores e parceiros de negócios.
investir-sao-paulo-paulista

Vantagens de empreender em São Paulo

Todos esses motivos, por sua vez, resultam em uma série de vantagens. 

Entre os empreendedores entrevistados pelo Sebrae-SP, os pontos considerados bons e ótimos de empreender em São Paulo são:

  • facilidade no processo de emissão de nota fiscal (62%);
  • leis de incentivo ao empreendedorismo (41%);
  • acesso aos procedimentos necessários para abertura, funcionamento e fechamento das empresas (37%);
  • boa capacitação da mão de obra local (36%).

São Paulo em números

Mas antes de decidir empreender ou não em São Paulo, seja na capital ou em alguma cidade do estado, é bem importante conhecer também os seus números. Afinal, eles podem influenciar na lucratividade do seu negócio.

O último Censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2010, apontou que o estado de São Paulo contava com 41.262.199 habitantes. Para este ano de 2020, a população estimada passa da casa das 46 milhões de pessoas.

Se falarmos especificamente da cidade de São Paulo, sua capital, o número de habitantes em 2010 era de 11.253.503 e a estimativa para 2020 de mais de 12 milhões de residentes. 

Esses números colocam o município como o mais populoso tanto do seu estado quanto do país.

No Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) — análise da qualidade de vida e do desenvolvimento econômico do local — o estado de São Paulo recebe nota 0,783 em uma graduação que vai de 0 a 1, ficando em segundo lugar no ranking nacional.

Novos empreendimentos abertos em São Paulo

Mas será que outros empreendedores também estão percebendo todas as vantagens de empreender em São Paulo?

Considerando o número de novas empresas abertas nos últimos meses, a resposta é sim!

O relatório denominado “Nascimento de Empresas” do Serasa Experian, referente à quantidade de empresas abertas em todo o Brasil, aponta para o estado de São Paulo 938.891 novos empreendimentos em 2019.

Se desmembrarmos por mês, temos os seguintes números:

  • janeiro: 77.482
  • fevereiro: 75.867
  • março: 74.136
  • abril: 81.263
  • maio: 78.649
  • junho: 70.926
  • julho: 82.148
  • agosto: 87.141
  • setembro: 88.613
  • outubro: 91.989
  • novembro: 75.824
  • dezembro: 54.853

Já para o ano de 2020, o mesmo relatório registra 371.262 novas empresas no estado de São Paulo até maio.

Por mês foram abertas:

  • janeiro: 94.417
  • fevereiro: 81.484 
  • março: 85.153
  • abril: 51.477
  • maio: 58.731

Dados ainda mais recentes da Junta Comercial do estado, órgão responsável pelo registro de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), apontou um recorde histórico de novas empresas abertas em São Paulo.

Somente no mês de agosto foram 22.825 novos empreendimentos registrados. De acordo com a Junta Comercial é o maior índice desde 1998.

Ainda que estejamos em plena pandemia, esse é o segundo maior número de aberturas de empresas em 2020 — em julho foram criados formalmente 21.788 novos negócios.

investir-sao-paulo-marginal-pinheiros

Como ter sucesso ao empreender em São Paulo

Por mais que se tenha uma ideia incrível em mente, antes de abrir um negócio é fundamental estudar a região onde pretende se instalar.

Esse cuidado é bem importante para verificar se o produto ou serviço como o qual pretende trabalhar é realmente interessante para o público local. 

Por exemplo, você acha que vale a pena montar um bar voltado para o público jovem em uma região cujos moradores são, na grande maioria, idosos?

No caso das vendas on-line essa análise acaba não tendo o mesmo peso. No entanto, é essencial não se esquecer que a localização da sua empresa vai influenciar diretamente em questões relacionadas à logística, contato com fornecedores, aquisição de matéria-prima etc.

Entre as vantagens de empreender em São Paulo está no fato de ser uma cidade bem populosa. 

Essa característica, inclusive, foi apontada pelos empreendedores paulistas como um dos motivos que contribui para abertura de empresas dos mais variados segmentos. Ou seja, os negócios tendem a sempre contar com público, independentemente segmento.

Negócios em alta na cidade de São Paulo

Ainda assim, é bastante válido saber em qual região o seu negócio tem mais chances de ter sucesso antes de se instalar definitivamente.

Um estudo fez uma análise dos perfis de negócios na cidade de São Paulo e apontou dados bem interessantes.

De acordo com o levantamento, empresas da área de saúde, serviços de manutenção domiciliar, tecnologia digital, educação suplementar, pet shops e salões de beleza tomaram os espaços dos comércios tradicionais, como papelarias, armazéns e armarinhos.

Não deixe de ler: “Como Montar um Salão de Beleza? Passo a Passo Completo

Consultórios e clínicas médicas também tiveram grande crescimento nos últimos tempos (77% entre os anos de 2006 e 2016).

Parte disso pode ser atribuída às falhas deixadas pelos modelos de atendimento tradicional de saúde, os quais, de modo geral, não atendem às necessidades da população, seja em qualidade, seja em valores cobrados.

Não se pode deixar de citar também que o uso cada vez maior da internet impulsionou o comércio eletrônico e causou forte impacto nos negócios tradicionais.

Livrarias e lojas de CDs, por exemplo, são cada vez mais raras de serem encontradas. No entanto, São Paulo é uma cidade cheia de surpresa e as lojas de vinis têm feito grande sucesso entre os apaixonados por música.

Segundo o estudo, fatos assim ocorrem quando se atende um nicho específico. Dentro desse conceito também se encaixam os pet shops, que tiveram crescimento de 77% de acordo com o relatório.

Veja alguns segmentos que se destacaram separados por região:

  • Pinheiros: consultórios, clínicas e fast food;
  • Jaraguá: conserto de computadores e celulares, mini e supermercados, loja de material de construção;
  • Tatuapé: consultórios, clínicas, fast food, loja de roupas;
  • Itaquera: mini e supermercados, loja de material de construção e fast food;
  • : lojas de roupas e varejo de bijuteria;
  • Moema: conveniência, mercados, consultórios e clínicas.

Negócios em alta no estado de São Paulo

Mas se a sua intenção não é empreender na capital, o Mapa da Economia Paulista, elaborado pelo Desenvolve SP, instituição financeira do estado de São Paulo pode lhe ajudar.

Foram mapeadas 16 regiões administrativas a fim de identificar suas características econômicas e oportunidades de negócios. Veja o resultado:

  • Araçatuba
    • características: indústria de papel e celulose;
    • oportunidades: biocombustíveis, couro e calçados, alimentos.
  • Barretos
    • características: agroindústria, turismo;
    • oportunidades: biocombustíveis, setor químico, plástico, máquinas e equipamentos.
  • Bauru
    • características: produção de açúcar e álcool, setor de sapatos, papel e celulose, máquinas e equipamentos;
    • oportunidade: biocombustíveis e exportação de produtos tecnológicos.
  • Campinas
    • características: indústrias de atividades tradicionais e especializadas;
    • oportunidades: economia criativa, biocombustíveis, medicamentos, aparelhos ortopédicos, itens para controle de análise química, indústria e serviços de eletrônica, informática e telecomunicações.
  • Central
    • características: indústria têxtil, minerais e máquinas, produção de açúcar e suco de frutas;
    • oportunidades: modernização da agropecuária, biocombustíveis, plástico, setor químico, material de transporte.
  • Franca
    • características: produção de sapatos, café, empresas de alimentos;
    • oportunidades: pescado para importação, setor químico, têxtil, plástico, borracha, bebidas.
  • Itapeva
    • características: produção de papel e celulose, indústrias de alimentos;
    • oportunidades: agricultura familiar, turismo ecológico.
  • Marília
    • características: indústria de alimentos, álcool e carne bovina;
    • oportunidades: biocombustíveis, investimento na renovação de canaviais.
  • Presidente Prudente
    • características: produção de biocombustível e açúcar, pecuária, vestuário, calçados, couro e móveis;
    • oportunidades: investimento na renovação de canaviais, biocombustíveis, indústria de transformação.
  • Registro
    • características:  produtos químicos, agropecuária e agroindústria, pesca, cultivo de banana e chá, mineração, turismo;
    • oportunidades:  processamento de produtos artesanais, turismo, produção orgânica, sustentabilidade ecológica.
  • Ribeirão Preto
    • características: produção de alimentos, máquinas, equipamentos, agronegócio; 
    • oportunidades: centros de pesquisas de transgênicos, exportação de produtos hospitalares, aparelhos de odontologia, medicamentos, vacinas veterinárias.
  • Santos
    • características: construção de embarcações, siderúrgica; 
    • oportunidades:  construção civil, rede de hotéis, infraestrutura portuária, modernização de hospitais, negócios ligados ao pré-sal.
  • São José do Rio Preto
    • características:  agropecuária, biocombustível, móveis, produtos de metal, têxtil, produção de cana-de-açúcar;
    • oportunidades: investimento em indústria de móveis, renovação de canaviais, biocombustíveis.
  • São José dos Campos
    • características: indústria tecnológica, exportação de automóveis e aeronaves;
    • oportunidades:  investimento em estradas locais, reaparelhamento das Forças Armadas, produção de novos modelos de automóveis.
  • Sorocaba
    • características: alimentos, máquinas e equipamentos, setor farmacêutico, couro, calçados, eletroeletrônicos;
    • oportunidades: empresa de produção de energia, embalagens e papel, eletrônicos, setor farmacêutico, vestuário, couro, calçados.
investir-sao-paulo-santander

Características do empreendedor paulistano

Como você pôde ver, uma das vantagens de empreender em São Paulo é a diversidade de setores que podem ser explorados.

Considerando isso, é possível dizer que uma das principais características que um empreendedor paulistano deve ter é: vontade de empreender

Afinal, as possibilidades são muitas, porém, a concorrência também pode ser acirrada dependendo da região e do segmento escolhido.

O ideal é juntar o setor ou atividade que você gosta com as oportunidades oferecidas em cada região.

Não deixe de ler “Dicas para Empreendedores: Invista na própria capacitação

Melhores negócios para abrir em São Paulo com pouco dinheiro

Fazendo uma análise de todas as informações que trouxemos até agora, é possível até criar uma lista com os melhores negócios para abrir em São Paulo com pouco dinheiro.

Veja algumas boas opções:

Quer outras sugestões? Então leia o artigo “13 ideias de negócios lucrativos – veja as tendências em alta

Terceiro setor como polo gerador de negócios

Ainda que as empresas do terceiro setor não visem lucros, elas são parte importante da composição do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro.

Uma das pesquisas sobre o assunto apontou que, em participação oficial, o terceiro setor foi responsável por 1,4% do PIB nacional. Esse percentual representa a movimentação de R$ 32 bilhões aproximadamente.

Geralmente, quando uma pessoa abre uma empresa, se imagina atendendo o público em geral. 

No entanto, esses números mostram que a oferta de serviços e/ou produtos para negócios do terceiro setor também pode ser uma excelente oportunidade. 

Passo a passo de como abrir negócio em São Paulo

Agora que você sabe todas as vantagens de empreender em São Paulo, bem como as oportunidades de negócios que a cidade e o estado oferecem, que tal descobrir como abrir empresa nesta região?

Para abrir empresa na cidade de São Paulo você deve:

  • fazer uma consulta prévia sobre a disponibilidade do uso do nome que pretende dar para o seu negócio e do endereço;
  • se cadastrar nos órgãos competentes para registro do seu CNPJ;
  • obter todas as licenças necessárias para funcionamento, de acordo com o seu segmento.

Parece complicado? Mas não precisa se preocupar! Veja como abrir uma empresa em São Paulo neste guia completo!

Suporte para abertura de negócios em São Paulo

Para deixar o processo de legalização do seu negócio mais fácil, a dica é contar com a ajuda de um contador.

Ainda que não seja preciso de contador para abrir empresa, esse profissional fará parte da rotina da sua empresa para contabilização e acompanhamento da sua movimentação financeira todos os meses (exceto para quem é MEI).

Considerando isso, por que já não contar com todo o suporte logo nos primeiros passos? 

O contador é o profissional ideal para orientar quanto a escolha do melhor porte empresarial, regime tributário e muitos outros detalhes que envolvem a formalização de um empresa.

E para deixar essas etapas ainda mais fáceis e rápidas, você pode fazer tudo via internet, sem sair da sua casa ou da sua empresa.

A Contabilizei é a maior contabilidade on-line do país. São mais de 20 mil clientes em todo o Brasil, inclusive em São Paulo, que conta com benefícios exclusivos.

Aproveite a isenção de taxas e abra o seu CNPJ em São Paulo sem pagar nada!

Acesse o site da Contabilizei e confira como.

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar