Novidade: Confira as dicas dos nossos parceiros para o seu negócio. Acesse e se programe.

Empreendedorismo

Como Montar um Salão de Beleza? Passo a Passo Completo

Atualizado em 26 ago 2020

Saber como montar um salão de beleza inclui a escolha do espaço ideal, os serviços que serão oferecidos, sua precificação, a aquisição de equipamentos, mas também qual o seu enquadramento tributário e o que é preciso para legalizar o negócio.

Se você gosta de lidar com público e de ajudar a elevar a autoestima das pessoas, saber como montar um salão de beleza pode ser uma opção de negócio.

Além de rentável, outra boa notícia é que é possível começar de uma maneira simples e ir expandindo depois. Por exemplo, você pode montar um salão em casa, montar um salão móvel etc.

Somado a isso, ainda há a opção de segmentar o público, como montar um salão de beleza infantil e se dedicar apenas a esse setor. Ou seja, as opções são diversas. 

Mas quais seriam os gastos para tirar um projeto como esse do papel e torná-lo realidade? O que é preciso, no que diz respeito a equipamentos, para montar um salão de beleza simples e barato? Legalmente falando, quais seriam as regras que precisam ser cumpridas? 

Essas e outras dúvidas serão esclarecidas neste artigo. Por isso, continue a leitura e descubra tudo sobre esse tipo de negócio!

Nesse post você vai ver:

Por que montar um salão de beleza?

Antes de saber como montar um salão de beleza é importante verificar se esse é um segmento no qual vale a pena investir, concorda?

Dados da ABIHPEC, Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, apontou que o setor obteve uma taxa de crescimento de 8,2%, por ano, na última década. Esse número representa uma movimentação anual de R$ 100 bilhões.

Além disso, uma pesquisa realizada pela Euromonitor, a pedido da Beauty Fair, Feira Internacional de Beleza Profissional, mostrou que há uma perspectiva de crescimento de 4,5% no número de salões de beleza até 2021 no Brasil.

Ou seja, ainda que o país passe por diversas crises, o segmento de beleza é um dos que consegue manter o público. 

Isso acontece porque, ainda que fatores relacionados à economia possam diminuir a frequência dos clientes nos salões, os serviços relacionados à autoestima acabam sempre serão procurados pelos consumidores.

Como montar um salão de beleza a partir do zero? 

Com isso em mente, que tal agora saber como montar um salão de beleza e, dessa forma, empreender nesse setor? Veja abaixo!

Escolha o local 

O primeiro passo para saber como montar um salão de beleza é um bom planejamento. Assim, o ideal é iniciar definindo o local de instalação do seu negócio.

Como mencionado, uma das vantagens desse tipo de empreendimento é que ele pode ser montado na sua casa ou até em uma base móvel (como um trailer), reduzindo os gastos iniciais.

Defina os serviços

Definido o espaço, é preciso escolher quais serviços serão oferecidos para, posteriormente, adquirir os móveis e equipamentos necessários.

Vale lembrar que um salão pode oferecer os serviços básicos, como corte de cabelo masculino, feminino e infantil, pintura, químicas etc, mas também serviços como manicure e pedicure, estética corporal, dia da noiva, entre outros.

Tudo depende do tamanho do ambiente e do público que pretende alcançar.

Equipe o espaço

A montagem da estrutura é outro ponto de dúvida para quem busca saber como montar um salão de beleza, especialmente quando se está iniciando no ramo. Quantos e quais móveis comprar é uma das primeiras questões levantadas.

Aqui, é fundamental não investir mais do que o necessário, também como uma maneira de reduzir gastos extras. Ao mesmo tempo, evitar adquirir menos do que o seu negócio precisa, pois isso pode gerar desconforto para você e para os seus clientes.

Assim, o equilíbrio é o segredo para montar um ambiente agradável aos olhos e, principalmente, funcional. 

Dessa forma, alguns dos itens básicos que todo salão de beleza precisa ter são:

  • cadeiras de corte;
  • cadeiras, poltronas ou sofás para espera;
  • lavatórios;
  • carrinhos auxiliares;
  • espelhos;
  • estufas esterilizadoras;
  • equipamentos profissionais como secador, prancha, kit de tesouras, máquinas de corte;
  • produtos profissionais para cabelo;
  • produtos profissionais para maquiagem.

Vale lembrar também que é importante determinar um espaço para servir como estoque dos produtos, bem como itens de conforto ao público, como aparelho de TV ou sistema de som, boa ventilação e pintura nas paredes que contribuam para a sensação de bem-estar e higiene.

Qual o custo para abrir um salão de beleza? 

Sabendo disso, talvez sua nova dúvida seja como montar um salão de beleza simples e barato, certo?

Um espaço pequeno, localizado em um bairro e sem funcionários, pode custar aproximadamente R$ 10 mil para montagem.

Já quem visa montar um negócio de médio porte, com alguns funcionários para serviços como manicure e maquiagem, pode gastar entre R$ 35 mil a R$ 50 mil.

Com relação aos custos mensais, também depende do porte. Na média, um salão de beleza funcionando com três funcionários, mais o proprietário, pode levar a gastos fixos entre R$ 7 mil a R$ 10 mil por mês.

Aqui, estão inclusos custos como:

  • luz;
  • água;
  • aluguel;
  • salário de funcionários;
  • telefone e internet;
  • produtos;
  • manutenção de equipamentos;
  • impostos de acordo com o enquadramento tributário escolhido.

Qual é o lucro de um salão de beleza?

Assim como diversos outros negócios, o lucro de um salão de beleza está diretamente relacionado a questões como gastos gerados por cada serviço, valores cobrados por eles e, também, ao fluxo de clientes mensais.

Por conta disso, não é fácil precisar quanto um negócio desse setor pode lucrar por mês. No entanto, é possível passar orientações quanto à precificação, um quesito que influencia no seu rendimento.

Para determinar o preço de um serviço — por exemplo, um corte — você deve começar identificando os custos que o envolvem. Ou seja, material, luz, água, mão-de-obra etc.

De modo geral, a indicação é acrescentar de 80% a 150% sobre o valor de custo e, assim, chegar ao preço que será cobrado do cliente. Porém, fatores como localização do salão e complexidade do serviço também precisam ser considerados.

Se decidir vender produtos no seu salão, o ideal é que sua margem de lucro fique entre 80% a 120% sobre cada item vendido.

Como legalizar um salão de beleza?

Ainda que seu salão seja pequeno é fundamental legalizar o seu negócio. Uma das vantagens é que a função de cabeleireiro, por exemplo, pode ser enquadrada como MEI (Microempreendedor Individual).

Inclusive, de acordo com o Sebrae, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, essa é a atividade econômica com maior registro na categoria — 8,1% de acordo com dados de 2019.

Outras atividades relacionadas a tratamentos de beleza, especialmente entre as mulheres, também são as mais procuradas para se tornarem MEI (95,9%).

Entre as vantagens de ser MEI estão:

  • possibilidade de emitir nota fiscal;
  • direitos trabalhistas como aposentadoria por idade, por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e outros;
  • recolhimento de tributos de maneira simplificada, em uma única guia denominada DAS MEI, Documento de Arrecadação Simplificada do Simples Nacional.

Porém, o MEI permite a contratação de apenas um funcionário e faturamento anual de R$ 81 mil.

Se o seu negócio expandir, ou já se iniciar com mais colaboradores, você não pode ser MEI. Assim, será preciso escolher outra categoria, como a ME (Microempresa). Essa, por sua vez, permite a contratação de até 10 funcionários e renda anual de até R$ 360 mil.

No entanto, no que diz respeito à tributação, ambas podem se beneficiar da Lei do Salão Parceiro, que reduz os impostos devidos por esse segmento.

De maneira resumida, o valor de tributo a ser pago pelo salão de beleza incide apenas à parte que cabe ao proprietário, ou seja, é calculado já retirada a quantia transferida aos demais profissionais, como manicures, outros cabeleireiros etc.

Para saber mais sobre a tributação de salão de beleza, acesse este artigo.

Como começar um salão com pouco dinheiro?

Sim, o investimento vai depender do que você tem em mãos ou do que pode conseguir no mercado. Lembre-se que começar com um dívida ativa, nem sempre é a melhor alternativa. Neste caso é melhor pensar em um negócio menor com menos atividades e expandir conforme o faturamento for aumentando. 

Sociedade também pode ser uma solução, porém sempre destacamos que é necessário um contrato e alinhamento geral de responsabilidades, direitos e deveres entre todos os sócios. Tudo que é conversado antes, depois pode ser cobrado profissionalmente e no âmbito legal.

Verifique as linhas de crédito para o micro e pequeno empreendedor, mas faça isso com acompanhamento de alguém que conhece taxas, prazos, comprometimentos e garantias. Existem excelentes oportunidades de crédito barato para quem faz tudo certo.

Salão de beleza delivery é uma opção?

As modalidades delivery estão crescendo em todas as frentes de negócio. É importante que você pense no seu público, entenda a realidade dele, os horários, a disponibilidade e trace um plano que contemple tudo isso.

Também é muito importante nessa modalidade, analisar absolutamente tudo o que você vai precisar para atender a domicílio. Não dá para pedir algodão para o cliente, certo?

Para o delivery é necessário uma estrutura a parte. Não dá para concorrer no tempo e na estrutura com o negócio físico. São coisas diferentes e devem ser tratados como negócios diferentes. O profissional da sua empresa que só faz delivery deve estar pronto para sair a qualquer momento conforme a agenda estabelecida. Ele não pode estar terminando um trabalho no salão e sair “quando der” para atender o cliente que agendou o delivery. 

Salão infantil, vale o investimento?

Os salões infantis normalmente possuem um custo maior para operação. é necessário criar um espaço lúdico com brinquedos e atrações onde a criança se sinta a vontade, relaxe e se anime para que o serviço possa ser feito. 

Equipamentos básicos para salão de beleza infantil

  • Cadeiras e bancadas com espelhos em molduras animadas, coloridas e divertidas;
  • Lavatórios e secadores;
  • Tesouras, alicates , pentes e escovas;
  • Equipamentos para manicure pedicure e podólogo;
  • Conjuntos para corte de cabelo como capa, pentes e escovas;
  • Mesas e cadeiras para manicure em tamanhos menores, fabricados especialmente para crianças;
  • Aparelhos de TV ;
  • Estufas para esterilização, etc.

Formação profissional para salão de beleza infantil

Os profissionais que trabalham com crianças precisam ter uma formação sólida, agilidade e resiliência. Muitas vezes a criança luta e estabelece uma verdadeira guerra na cadeira. Com psicologia, alguns agrados e a participação dos pais é possível transformar o momento tenso em uma experiência agradável para todos. Os melhores profissionais dessa área são disputados pelos salões pois cativam os pequenos clientes e seus pais.

Promoções: entendendo seu cliente e oferecendo ofertas interessantes

Qual o seu dia mais livre no salão? Segunda-feira? Que tal então criar uma oferta exclusiva para este dia? 20%, 30% você escolhe o percentual e quais serviços estão abarcados nela e divulgue. Acompanhe o movimento e veja se fez sentido e os clientes passaram a frequentar mais o seu salão na segunda. Pode pensar também em pacotes, como por exemplo, quatro sessões de manicure por mês pelo preço de 3. Ou cliente frequente, se fizer quatro cortes de cabelo por ano, o último sai de graça. Use a criatividade e ouça o cliente. Muitas vezes você pode fazer uma pesquisa informal e estabelecer a melhor alternativa para o seu público. 

E não esqueça daqueles clientes VIP que frequentam com assiduidade o seu Salão. Porque não oferecer um programa de cliente indica cliente? Como um programa de milhagem em que o seu cliente acumula pontos que podem ser trocados por serviço. Existem muitas alternativas. Escolha a que melhor se adapta a seu público e mãos a obra!

Salão de beleza: não é complicado, é possibilidade de negócio

Saber como montar um salão de beleza pode parecer um tanto complicado quando chegamos à parte burocrática.

O bom é que você pode resolver todas essas questões sem sair da sua casa, pois abrir empresa pela internet é totalmente possível e bastante rápido!

Qual o CNAE se enquadra o meu salão de beleza?

São várias as possibilidades e você pode consultar a tabela de CNAEs aqui. O CNAE é o registro da atividade para a Receita Federal e é obrigatório para toda PJ que quer se estabelecer no mercado. Ele indica a atividade principal as atividades secundárias que aquele CNPJ pode exercer.

Ao acessar a tabela e se ainda estiver com dúvidas, procure a Contabilizei que te ajudamos a fazer as escolhas corretas.

Passo a Passo para abertura do seu Salão de Beleza com uma contabilidade de confiança

Após ter entendido como se abre um salão de beleza, você pode Conferir o Passo a Passo de como abrir uma empresa aqui com tudo o que você precisa saber. O seu diferencial – com uma contabilidade de confiança é não cair no lugar comum e ser reconhecido como cumpridor de todas as obrigações legais necessárias. Dessa forma você terá sua empresa sempre dentro das normas e não tomará sustos que podem inclusive levar a falência.

A Contabilizei, contabilidade on-line, oferece a abertura de empresa gratuita para clientes que contratam o serviço de contabilidade mensal, que é obrigatório a todos os segmentos (exceto MEI). Se você pensa em abrir um salão de beleza, procure a Contabilizei que os especialistas vão dar toda a assessoria durante o processo de maneira gratuita. 

Veja como abrir empresa gratuitamente e legalize seu negócio quanto antes!

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar