Empreendedorismo

Como montar um Restaurante? Passo a passo e principais dicas

18 jun 2020

Para lhe ajudar nessa jornada montamos esse guia. Nele, você vai descobrir:

A escolha de uma profissão fica mais fácil para quem já tem uma aptidão. Você é um daqueles cozinheiros elogiados por onde passa e sempre sonhou em ter um restaurante? Teoricamente, esse investimento não é muito diferente de qualquer outro negócio, mas a atenção para alguns detalhes faz toda a diferença.

A paixão e vontade de empreender é uma parte do percurso. No entanto, a jornada da abertura de uma empresa pode gerar algumas dúvidas. Dedicação, resiliência e organização são alguns dos atributos necessários para o empreendedor. Mas, saber que não está sozinho nos novos desafios também é importante. 

Mas não é só para quem tem o “sangue na cozinha”. Se você é um empreendedor e entende que pode ser um bom negócio abrir um restaurante, siga em frente. Você vai precisar de um cozinheiro de confiança dentro da sua cozinha enquanto você administra o empreendimento. 

Pensando em tudo isso, esse artigo traz um passo a passo e algumas dicas para ajudar você montar um restaurante de sucesso.

O que é preciso para montar um restaurante? 

Montar um restaurante envolve etapas – algumas mais simples e outras estratégicas – para o sucesso do negócio. Nada pode ficar para trás, ou seja você deve levar o plano de negócios a risca para que seu cronograma não atrase e os custos se tornem elevados.

Lembre-se que é um espaço – este texto foi escrito durante a pandemia de 2020 mas tentamos deixar ele universal e atemporal pois acreditamos que tudo vai passar – em que as pessoas querem se divertir, compartilhar interagir. Deve ser limpo, organizado, bonito, agradável e principalmente ter comida e bebida boa.

Neste cenário existem vários pontos que precisam ser considerados, tais como localização, decoração, produtos que serão oferecidos, mão-de-obra necessária para atender aos cliente etc.

Confira nosso passo a passo de como montar um restaurante e construa um empreendimento de sucesso!

Crie seu plano de negócio

O Plano de negócios, independente do tipo de empresa, é fundamental para garantir que nada será esquecido ou deixado de lado. É a partir dele que se delimita todas as atividades, espaços, profissionais, responsabilidades e propósito.

Além disso, é fundamental para alinhar investimento disponível ao investimento necessário para abrir e se manter. O plano de negócios é fator decisivo em todas as tomadas de decisões importantes.

O plano de negócios do seu restaurante deve ter:

  • resumo do seu projeto (objetivos);
  • descrição do público que pretende alcançar;
  • detalhes sobre a estruturação (instalação, equipamentos etc);
  • investimento inicial necessário;
  • estimativa de faturamento;
  • estimativa de custo operacional;
  • plano de marketing e de vendas;
  • potenciais fornecedores;
  • produtos e serviços que serão ofertados.

Escolha o local de instalação

Com tudo especificado, o segundo passo de como montar um restaurante é o ponto comercial. É fundamental que esteja bem localizado, tenha fácil acesso, seja seguro, possibilite estacionar ou tenha serviço de valet e também possa ter espaço de espera e retirada de alimentos solicitados por aplicativos.

Dependendo do seu público – por exemplo se seu restaurante espera atrair trabalhadores da vizinhança – é importante observar os escritórios, comércios e fábricas próximas. Se você quer atrair pessoas de maior poder aquisitivo a região deve contar com segurança privada e servicos de estacionamento.

Para que isso se torne um fator chave de sucesso faça uma boa pesquisa, pensando em questões como comportamentos, costumes, poder aquisitivo, entre outros.

Dica extra: cuidados com a escolha do imóvel

É muito impo que você tenha em mente a disponibilidade e condições gerais do imóvel, seja alugado ou comprado, que você vai instalar seu restaurante. As instalações de cozinha devem ser postas em perfeitas condições sanitárias, bem como o salão e os banheiros. A vigilância sanitária não dá trégua e pode inviabilizar seu restaurante na primeira visita. Não negligencie de maneira nenhuma.

O primeiro passo na escolha do local é ver se existem outros empreendimentos do tipo próximos, se não concorrem diretamente e se a relação com a vizinhança é tranquila. Você não quer brigar com seu vizinho pelo barulho quer? A prefeitura pode informar se a região permite comercio de alimentos e bebidas e se o seu empreendimento não vai comprometer o fluxo viário do bairro.

Monte a estrutura

Estruturar um restaurante vai além de adquirir os equipamentos necessários para o seu funcionamento.

Sim, o ambiente que irá criar é um importante fator competitivo, que ajuda a atrair e a fidelizar o público. Se não tiver muito dinheiro confie no seu bom senso, mas consulte amigos e profissionais da área quando tiver o projeto.

Alguns exemplos de ambientes que você pode criar no seu restaurante:

  • escolher um tema (normalmente baseado na comida) 
  • optar por música ao vivo ou não
  • criar espaço para crianças e se atender durante o dia um deck externo para pets.
  • Separar uma área do restaurante para um bar mais descontraído.

Além disso, é fundamental que pense na questão da acessibilidade, garantindo um estabelecimento democrático que possa ser frequentado por todas as pessoas. Hoje em dia não existe a opção de não ter um restaurante acessível. Não espere ser multado para torná-lo acessível.

Ainda sobre a estrutura, atente-se para distribuir os móveis no salão de maneira que atenda a demanda de clientes, mas que não atrapalhe a circulação do público nem dos garçons.

IMPORTANTE:

Enquanto durar a pandemia do coronavírus, atente-se as regras específicas de distanciamento de mesas, higiene pessoal e cuidados gerais.

Banheiros, estoque, cozinha, balcão e iluminação

Cada vez mais os clientes querem o serviço completo. Não adianta ter um salão lindo e um banheiro sujo e sem equipamentos adequados.

O estoque (espaço destinado para o armazenamento de comidas e bebidas) deve seguir os padrões de higiene e conservação e, preferencialmente, montado em um espaço distante do fluxo de pessoas, banheiros e lixeira. Os cuidados com as datas de validade e nível de refrigeração devem ter responsáveis e serem expostos nos produtos.

A cozinha deve seguir o mesmo princípio de higienização, sendo que no final do expediente devem estar limpos para a jornada seguinte. Os alimentos embalados e guardados com cuidado na câmara fria ou geladeira.

Caso tenha buffet, os cuidados com a segurança alimentar devem ser redobrados. 

A iluminação deve estar de acordo com o projeto do restaurante e fornecer o ambiente e o cenário adequado ao que os clientes esperam.

Equipamentos

Quanto aos equipamentos propriamente ditos, a quantidade vai depender do tamanho do seu estabelecimento. Mas, de modo geral, você vai precisar de:

  • mesas, cadeiras e/ou banquetas, 
  • armários para armazenamento de insumos e para os empregados,
  • áreas quente fria de preparação de alimentos,
  • prateleiras para bebidas; 
  • geladeira (vertical e/ou horizontal);
  • freezer;
  • fogão industrial; 
  • chapa com aquecimento a gás; 
  • forno de micro-ondas;
  • exaustor; 
  • estufas para salgados;
  • fritadeira elétrica; 
  • panelas, assadeiras;
  • liquidificadores, espremedores de frutas;
  • utensílios gerais, tais como pratos, talheres, copos.

Ar condicionado que atenda a necessidade, TVs, computador para controle (reservas, pedidos, delivery) são fundamentais para o sucesso do restaurante.

Dica extra: meios de pagamento

Os meios de pagamento que você vai usar também fazem parte do planejamento. Tenha mais de uma opção de adquirência (máquinas de cartão) e uma boa internet. Cartões refeição também devem ser aceitos. Não aceite cheques em nenhuma hipótese pois é o meio de pagamento mais suscetível a fraudes. Meios eletrônicos com pagamento através do celular (PicPay, WhatsApp, entre outros) estão começando no mercado mas devem ser muito considerados pelo seu restaurante.

Pense no seu cardápio

Lembram que falamos, no item de plano de negócios, sobre definir os produtos e serviços que serão ofertados ao seu público? Pois então, é fundamental que você defina sua estratégia de serviço em comida e bebida.

Obviamente isso vai depender do seu público, da sua forma de entrega e principalmente dos seus recursos para dar início ao negócio. 

A partir disso é importante analisar e escolher os fornecedores e também treinar a sua equipe, questão essa que falaremos a seguir.

Tipos de serviço para o seu restaurante 

Importante ressaltar que aqui não estamos definindo o tipo de comida (brasileira, italiana, asiática, etc)

  • A la carte
  • Buffet
  • Delivery
  • Petiscos e mini porções

E para as bebidas:

  • Bar
  • Serviço na Mesa
  • Bebidas que não precisem de preparação (cerveja, refrigerantes)
  • Bebidas que precisam de manipulação (drinks, sucos)
  • Bebidas que precisam de uma adega (vinhos, espumantes)
  • Bebidas de sobremesa

Dica extra: crie pratos/porções exclusivas

O sucesso de um restaurante é quando as pessoas visitam porque é único. É neste momento que o preço se torna secundário e você maximiza os lucros. 

Crie a sua assinatura pessoal ou do seu chef. Pratos exclusivos que as pessoas indiquem para outros e você tenha menos custo de aquisição de clientes. A propaganda boca a boca é a melhor (e mais barata) alternativa sempre.

Defina a sua equipe

A sua equipe é a alma do restaurante. São eles que vão dar o sabor e a gentileza que os seus clientes querem. Pode ser um restaurante simples ou sofisticado, o importante é ter pessoas boas que fazem e servem comida boa. Por isso, o próximo passo de como montar um bar consiste em definir a sua equipe.

Aqui, a mão-de-obra necessária também vai depender do tamanho do seu comércio e da quantidade de clientes que pretende atender por dia.

Dentro disso, verifique a contratação de:

  • Cozinheiros
  • Atendentes
  • garçons;
  • auxiliares de cozinha;
  • auxiliares de limpeza.
  • Gerente

Dica extra: treinamento

Importantíssimo que a equipe este constantemente treinada e focada na entrega. Os cuidados com a saúde, com a limpeza e a segurança no ambiente de trabalho também formam um bom time – brigada do restaurante. 

Provenha uniformes limpos todos os dias e garanta que todos entendam porque não é possível usar maquiagem pesada ou barba. Cabelos aparados e uso de máscara, luvas e toucas são obrigatórios dentro das cozinhas.

Saber como lidar com o público é um grande diferencial atrativo, ajuda a fidelizar os clientes e colabora para que esses façam propaganda positiva do seu bar a outras pessoas.

Quanto custa abrir um restaurante?

O custo deve considerar a reforma e instalações do imóvel, mobiliário, equipamentos e utensílios de cozinha e do salão de atendimento, estoque de produtos e capital de giro. Já o custo de registro da empresa é uma preocupação a menos com a ajuda da Contabilizei. 

No entanto, mesmo com todos esses itens em mente, o capital a ser aplicado vai depender do objetivo, estrutura planejada e público-alvo. Para ter uma ideia, de acordo com o Sebrae, a estimativa de investimento para montar um restaurante por quilo, de aproximadamente 200 metros quadrados e capacidade para atender em média 150 clientes por dia, é de R$120 mil.

CNAE: qual a classificação nacional dos estabelecimentos comerciais do meu restaurante

CNAE: qual a classificação nacional dos estabelecimentos comerciais do meu restaurante

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas ou CNAE é o código que define quais operações ou atividade que sua empresa realiza.  Restaurantes e similares se enquadram no código 5611-2/01.

Veja mais informações sobre CNAE e suas variações, aqui.

Dicas para abrir o seu restaurante com pouco dinheiro

A estimativa do investimento em um restaurante varia com planejamento e parceiros. Um exemplo de simplificação do processo e redução de custo já é na abertura da empresa com ajuda dos nossos especialistas.

Outras coisas a levar em consideração quando tem pouco dinheiro para investir:

  1. Possibilidade de começar com delivery, podendo ou não oferecer serviços em um estabelecimento físico;
  2. Estude os custos e benefícios de ser um franqueado;
  3. Procure por investidores;
  4. Opções de cardápio reduzido;
  5. Tenha definido o público-alvo e horários de funcionamento;
  6. Invista em divulgação nas redes sociais.

Quais são os tipos de restaurantes

Itens anteriores como cardápio reduzido e opções de delivery são algumas das características que vão definir o tipo do seu restaurante. Paralelamente, existe a definição do público-alvo para nortear os próximos passos, identificando o tipo de atendimento e serviço. 

Nesse texto, já foi citado opções como self-service e delivery. Além dessas, existem:

  • À la carte: escolha a partir de opções no cardápio. O pedido é preparado na ocasião do pedido.
  • Fast-food: refeições práticas e rápidas
  • Rodízio: não existe a quantidade pré-determinada de consumo do alimento. 
  • Típico: pratos peculiares de um país, região ou alimentos específicos, entre tantas opções: comida chinesa, japonesa, italiana, vegana e churrascaria.

Quantos funcionários precisa para abrir um restaurante?

A contratação de funcionários depende do tamanho, perfil e horários de funcionamento do seu restaurante. Para cada período de oito horas, é necessário ter no mínimo um chef e dois cozinheiros ajudantes.

Já para o atendimento é preciso ter um garçom para cada cinco mesas. Além disso, é importante contratar um funcionário para o caixa e um para a limpeza do local.

Se precisar de divisão de tarefas na chefia, contrate um funcionário para cumprir o papel de gerente. Ele ficará responsável por gerenciar os demais e atender os clientes quando solicitado.

Como começar o restaurante do zero? 

Começar uma empresa do zero pode ser um pouco desafiador, mas o resultado pode ser muito bom se você se dedicar ao empreendimento. Além de todos os passos que descrevemos até aqui, é preciso se atentar às exigências legais desse ramo de atividade, por exemplo:

É fundamental também legalizar o seu negócio, evitando assim problemas com a fiscalização e com o Fisco.

Como legalizar seu restaurante?

Saber como abrir empresa é um passo importantíssimo quando se começa a empreender. 

No caso de como montar um restaurante, por exemplo, você vai precisar:

  • fazer o registro do seu negócio na Junta Comercial;
  • obter a inscrição do CNPJ na Receita Federal;
  • registrar seu estabelecimento na Secretaria da Fazenda;
  • realizar a inscrição na prefeitura para obtenção do alvará de localização;
  • obter autorizações de funcionamento junto ao Corpo de Bombeiros e outros órgãos reguladores.
  • Ter alvará da vigilância sanitária.

Em meio a todos esses trâmites é preciso também:

  • definir o tipo de empresa que será aberta, por exemplo, MEI (Microempreendedor Individual), ME (Microempresa), EPP (Empresa de Pequeno Porte);
  • escolher a natureza jurídica, que pode ser EI (Empresário Individual), Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), LTDA (Sociedade Limitada);

Quanto aos impostos, eles são definidos com base no CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) do seu negócio, que já falamos acima. Os restaurantes e similares estão enquadrados no CNAE 5611-2/01.

Com essa definição é possível escolher entre os regimes tributários:

  • Simples Nacional: para empresas com faturamento anual de até 4,8 milhões;
  • Lucro Presumido: indicado para negócios que faturam até R$ 78 milhões ao ano;
  • Lucro Real: para empresas com renda bruta anual superior a R$ 78 milhões.

Pareceu um tanto complicado? A maneira mais indicada de fazer isso é buscar a ajuda de um escritório de contabilidade desde o início do processo.

O contador é a pessoa mais indicada para lhe orientar sobre todos esses pontos que acabamos de citar. Além disso, sua atuação é obrigatória na prestação de contas mensais de todos os tipos de empresa (exceto MEI).

E se precisar de ajuda especializada com valor justo, a Contabilizei é uma contabilidade que atende empreendedores em diversas cidades do Brasil. Procure a Contabilizei e tenha o parceiro ideal para a sua contabilidade.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre abertura de um restaurante?Procure os nossos contadores para te ajudar com a parte burocrática ou o processo de abertura da empresa!

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar