Empreendedorismo

Como ser um franqueado: dicas para manter sua franquia saudável o ano todo

Atualizado em 7 jul 2020

Planejar financeiramente a sua franquia é a chave do sucesso para crescer e gerar mais receita


Se você está pensando em ingressar no fascinante mundo das franquias é muito importante conhecer as peculiaridades e as principais diferenças entre elas as demais empresas em que você poderia empreender ou investir.

Ser dono do próprio negócio demanda uma série de responsabilidades. Inicialmente, todas as demandas costumam ser controladas por uma única pessoa com apoio de um escritório de contabilidade para que nada passe despercebido e possa gerar problemas futuros. Algumas dessas responsabilidades são indispensáveis para a saúde e sobrevivência do negócio. 

Invista tempo no planejamento das receitas e despesas que todo mês colocarão você no vermelho ou no azul. 

Como ser um franqueado: planejamento financeiro é a chave

Um dos primeiros pontos que você precisa considerar é que nem todo mês a receita será a mesma. Daí a importância em fazer um fundo de reserva, pois as contas continuam chegando independentemente de você estar lucrando ou não.

É interessante fazer um orçamento com todas as despesas e os custos, aquelas que não podem deixar de ser pagas: água, luz, internet, telefone, impostos, salários dos empregados, etc.

O que entrar de dinheiro a mais, ou seja, o que for lucro, pode ser guardado em uma aplicação com liquidez. Caso seja necessário, você terá fácil acesso a este dinheiro.

Importante ficar claro que prioridade das receitas é o pagamento das contas básicas – aquelas elencadas no orçamento mensal – e quando a receita do franqueado ficar abaixo do planejado para o mês, usa-se a reserva. 

Desta forma, evita-se atrasar despesas que são necessárias para que o negócio continue fluindo. Sem falar que a empresa também se resguarda da necessidade de recorrer a empréstimos onde os juros podem criar uma bola de neve e atrapalhar meses futuros.

CTA AbrirEmpresa-G

O planejamento financeiro pessoal do franqueado

Importante também que o franqueado pense no futuro. 

Dessa forma, pagar previdência privada, por exemplo, é imprescindível para garantir um futuro com menos dor de cabeça. 

Outro hábito que deve mudar é o planejamento das férias. Quando se é empregado de uma empresa, a CLT garante 30 dias de férias a cada 12 meses trabalhados. Já quando se é dono de um negócio, existe a facilidade de poder se programar. Porém, no início, ao invés de escolher por um mês de férias, pode-se optar por 10 dias. Esta é uma forma de garantir que a franquia não fique sem os “olhos do dono” por perto.

Além disso, lembre-se sempre que ser chefe tem ônus e bônus. Ele deve ser aquele que entra mais cedo e sai mais tarde, focando sempre em garantir a melhor experiência do cliente de modo a fazê-lo voltar. Isso ajuda a garantir o retorno financeiro esperado.

O mito de que uma franquia não exige muitos cuidados, que o negócio anda sozinho é extremamente danoso para todo o negócio. 

Assim como qualquer outra empresa, as franquias necessitam de acompanhamento permanente e cuidados para que prosperem e gerem resultado. Preparamos um pequeno guia para quem está pensando em entrar no mundo das franquias ou que já está mergulhado nele. 

Confira 5 dicas práticas de como fazer com que seu negócio cresça de forma saudável.

Conheça as taxas do franchising

Antes de fechar o negócio e ter a sua sonhada franquia é importante conhecer bem o  sistema.

Ele prevê cobranças que não são normalmente aplicadas em outros negócios, como taxas de franquia e de publicidade e os royalties. 

A taxa de franquia, paga após a assinatura do contrato, é cobrada apenas uma vez. Já as demais são cobradas mensalmente. A taxa de publicidade ou os royalties podem corresponder a um percentual do faturamento bruto da unidade, ou uma taxa fixa, dependendo do negócio. Existem casos em que as franquias não cobram nenhuma dessas taxas.

Atenção ao capital de giro

O capital de giro é o dinheiro necessário para sustentar uma empresa nos primeiros meses de funcionamento quando, na teoria, o faturamento não é suficiente para pagar as contas do negócio. 

Tenha certeza que você tem esse capital porque e ele que vai garantir o seu sucesso nos primeiros meses. As redes podem (e devem!) ajudar seus franqueados a calcular o tamanho ideal do capital de giro da operação.

Planeje

Toda empresa, dentro do franchising ou não, têm dois grandes objetivos financeiros: o ponto de equilíbrio, em que as despesas da empresa são iguais às receitas; e o payback, quando o empreendedor começa a recuperar o que investiu na empresa. 

É essencial que o empreendedor tenha, na ponta do lápis, um planejamento que mostre quando esses momentos ocorrerão.

Conheça o valor econômico adicionado

É fundamental que os empreendedores saibam qual é a sua margem de lucro. Mas, além disso, é importante ter outros dados, como o EVA, um conceito muito usado no exterior, mas pouco conhecido no Brasil. 

No EVA, o empreendedor deve primeiro calcular quanto ganharia ao colocar dinheiro em um fundo de investimento. De acordo com o conceito, lucro é a quantidade de dinheiro adicional ao que ele obteria com os fundos.

Conseguir crédito é mais fácil em uma franquia

Sem dúvida é um diferencial do mercado de franquias frente a outros negócios, pois as redes são garantidoras para os empréstimos a seus franqueados.

Então, pronto para entrar no mundo das franquias? Invista tempo e dinheiro em um negócio que já tem capacidade demonstrada e, é claro, trabalhe com qualidade para que possa manter o foco permanente na empresa. 

Obrigado

Assine nossa newsletter e
receba conteúdos exclusivos


Entre para a Contabilizei

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar