O que é Freelancer? Salário, Vantagens, Desvantagens e mais

| Atualizado em 22/07/21 | 14 minutos de leitura

Você está buscando oportunidade de trabalho, mas o emprego formal está fugindo de você? Muitos profissionais nessa situação acabam encontrando a saída na ocupação por conta própria. Você pode ser um profissional liberal, autônomo, freelancer… São diversas as nomenclaturas que definem aquelas pessoas que ao invés da carteira assinada trabalham diretamente para os clientes, com pagamento por cada atividade realizada. 

Mas quem é realmente o freelancer e o que esta palavra define no formato do trabalho que é diferente dos outros tipos de atuação? Vamos ver neste artigo esta definição e tudo sobre este modelo específico.

CTA Abertura 1_11/2020

O que é freelancer?

Freelancer, o nosso autônomo traduzido para inglês, é quem trabalha por oportunidade – cada trabalho é atendido eventualmente, e o profissional não mantém relação de trabalho fixa com ninguém. A remuneração ocorre a cada entrega. 

O nome ganhou mais fama nos últimos tempos porque os diversos tipos de trabalhos que podem ser prestados digitalmente também permitem esse formato. Fotógrafos, editores, digitadores, web designers, programadores – e até agentes de viagem, babás, enfermeiros. São diversos tipos de atividades nas quais os freelancers atuam e que permitem essa contratação por evento que é a característica desse modelo.

O que é necessário para ser um freelancer? 

Vamos pensar em um fotógrafo de casamentos, por exemplo. O cliente chama ele apenas para aquele evento, e ele será remunerado pela entrega de determinado número de fotos, álbum, arquivos digitais – o que foi contratado na proposta. Este é um ótimo exemplo do que é um trabalho freelancer: embora os noivos possam querer contratar o fotógrafo em outras ocasiões da vida que mereçam fotos de qualidade, o contato entre o cliente e o prestador de serviços vai ocorrer somente quando houver atividade a ser solicitada, muitas vezes com anos de espaço entre um e outro evento.

Para que você possa ser considerado um freelancer, então, você precisa exercer algum tipo de atividade que permita essa contratação especifica – um projeto, um dia de trabalho, uma entrega.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Muitas pessoas que atuam como freelancer acabam por optar por este tipo de atividade em um momento de dificuldade, mas a prestação de serviços desta forma oferece algumas vantagens que podem ser consideradas na hora de decidir se você volta para o contrato fixo com carteira assinada ou mantém suas atividades por conta própria.

freelancer-maos

Quais são as vantagens de ser freelancer? 

A contratação por atividade permite que o profissional gerencie a sua agenda – e a sua vida, de modo geral – de acordo com as suas necessidades. Quem nunca ouviu aquele amigo reclamar que não foi feito para acordar cedo? Pois se aquele amigo for atuar como freelancer ele poderá não agendar atividades para o período da manhã, otimizando sua agenda com horários que muitas vezes são até melhores para os clientes, como o início da noite. 

Além disso, conforme você for organizar o seu trabalho também poderá escolher a melhor forma de tributação – o que normalmente implica em abrir uma empresa para a prestação dos serviços,  o que não é nenhum bicho de sete cabeças e pode contribuir para que seus rendimentos sejam melhores.

Outra vantagem de quem presta serviços dessa forma é a possibilidade de não se vincular a um cliente único, e com isso poder ter mais segurança quando houver alguma dificuldade no cenário econômico. É dizer que, se você está atuando como agente de viagens freelancer, por exemplo, pode fazer contratos com diversas operadoras e oferecer as melhores propostas para seus passageiros – mesmo quando uma empresa está com cotações ruins, haverá outra com melhores oportunidades. 

Você acaba ganhando a possibilidade de surfar entre os melhores negócios – não ter âncora em nenhum contrato é bom por isso.

Quais são as desvantagens de ser freelancer?

Como nem tudo são flores, o freelancer também encontra uma série de dificuldades  – que sempre é preciso considerar para que as coisas estejam sob controle.

Lembra quando falamos que uma das vantagens é poder surfar entre os melhores negócios? Pois isso acaba se revertendo também em desvantagem quando você encontra o obstáculo de, por atender individualmente cada projeto, não ter volume para negociar. Assim: se você for web designer freelancer, por exemplo, você irá atuar em projetos únicos, mas dificilmente poderá abarcar um grupo de projetos com diversos braços, que exija uma força de trabalho maior – e que acabará seguindo para uma agência que gerencia diversos profissionais.

Outra dificuldade que aparece também é que é um mercado competitivo: não é só você que atua no seu nicho, mas milhares de outros profissionais também. Assim, você precisa desenvolver algumas características para mantê-lo como boa opção para contratação.

Um bom profissional freelancer 

Uma das coisas que você precisa prestar atenção, sempre, é com a organização. Nisso estamos querendo dizer que devem ser cumpridas agendas e prazos. Se foi contratado um serviço para determinado dia, não dá para entregar em outro momento: a agenda tem que ser certeira. O horário deve ser o combinado, a entrega deve ter data marcada – e você precisa ser fiel ao que foi contratado.

Outro ponto importante é a qualidade do seu serviço: se você atua como enfermeiro, por exemplo, e quer prestar serviços eventuais para cuidados com idosos, quando estiver atuando deve mostrar sua melhor performance porque a indicação entre as famílias é que fará aumentar seu número de contratações. E isso vale para qualquer tipo de atividade que você faça.

Qual é a diferença entre MEI, autônomo e freelancer? 

Temos tantos nomes para designar certas coisas que fica difícil saber a diferença entre os termos. O MEI – Microempreendedor Individual – na verdade não é um tipo de trabalho, mas sim um tipo de empresa. Já autônomo e freelancer podem ser considerados termos similares para designar este tipo de profissional que atende a demandas diretamente, sem uma relação permanente com o contratante.

O MEI – Microempreendedor Individual – é um tipo de formalização de CNPJ, o menor tipo de empresa disponível no Brasil. Foi um avanço para diversas categorias, uma vez que muitas atividades econômicas eram prestadas de maneira irregular, não gerando impostos para o Governo e não oferecendo nenhum tipo de segurança para o profissional. Ele abarca aqueles que faturam até R$ 81 mil por ano, e permite que sejam enquadrados neste modelo atividades constantes da Tabela do MEI – definida pelo Comitê Gestor anualmente.

Assim que, se você for freelancer ou autônomo, conforme a atividade econômica praticada, poderá ter uma empresa formalizada como MEI.

Conforme já comentamos, não há diferença expressiva em ser um freelancer ou um autônomo. Podemos considerar apenas que como a palavra autônomo vem sendo utilizada há mais tempo pelos brasileiros, profissões mais tradicionais da prestação de serviços esporádicos são mais comumente chamadas assim: são eletricistas, encanadores, vendedores de seguros. Outras profissões mais modernas e vinculadas ao campo da tecnologia em geral tem profissionais que se autodenominam freelancers: designers e programadores, por exemplo.

freelancer-menina-costas

Quais são os principais erros de quem quer ser freelancer? 

Errar é normal, especialmente no começo de uma atividade. Se você está começando agora a atuar como freelancer, já deve ter percebido que é preciso uma boa dose de organização e comprometimento.

As pessoas saem do mercado formal e pensam na grande vantagem que é trabalhar quando for possível ou quando der vontade. A grande questão é que sem trabalho não há faturamento. Então é preciso colocar tudo na balança para evitar esse grande erro do autônomo: não ter bom resultado financeiro.

Outro erro comum é tentar fazer uma atividade para a qual você não está devidamente treinado. Mesmo que você ache que pode fazer webdesigner freelancer, isso não significa que você tenha experiência e treinamento para gerar confiança nos clientes que o contratarão. Assim, se você está começando em alguma atividade que tem potencial para freelancer, invista em treinamento e em ter um bom portfólio para conquistar a clientela.

É preciso ter diploma para trabalhar como freelancer?

Não é preciso formação específica para trabalhar como freelancer, mas é fundamental experiência. É difícil começar a atuar sem nada para mostrar, por isso muitos profissionais oferecem descontos ou mesmo trabalhos gratuitos no início, para ficarem conhecidos.

Você deve, no entanto, ficar atento a regulamentação de cada tipo de atividade: embora muitos profissionais possam ser freelancer, existem tipos de atividades que exigem formalização. 

Qual o melhor local de trabalho para um freelancer?

O local de trabalho de fato é pouco importante para as atividades freelancer. Em geral, a autonomia que vem com essa escolha também flexibiliza a necessidade do escritório.

Como a gente falou em organização, considere que você precisa mais de uma rotina que permita que você realize as atividades do que um ambiente específico. 

Trabalhar em um café serve muito bem para alguns, outros precisam de uma cadeira mais confortável. Cada um pode adequar seu estilo e se desprender das regras – ou aderir, se for sua vontade.

Sites para encontrar um trabalho freelancer

Seja qual for a atividade que você vai prestar, mas especialmente as tecnológicas, em geral a contratação ocorre pelo contato online.

Como a gente já comentou, ter um portfólio com os trabalhos realizados ajuda bastante para que o interessado no seu trabalho tenha confiança que você é realmente capaz de entregar o que ele está contratando. Há sites específicos onde você pode mostrar seu trabalho on-line, podendo ser chamado por ali mesmo.

Além desses espaços, a divulgação pela rede pode ser feita de várias formas: alguns optam por perfis em redes sociais, outros por ter um site e utilizar as ferramentas de rankeamento do Google para serem achados. O importante é que a presença virtual represente bem o seu trabalho e permita que você seja contratado.

Há ainda sites específicos para contratação de freelancers, vamos apresentar alguns:

  1. Freelancer

Este site traz bem o nome da atividade, e por isso é bastante utilizado no país. O profissional pode criar uma conta e enviar propostas.

  1. 99 freelas

Funciona mais ou menos como o anterior, e também está bastante popular. É bem voltado para os profissionais que estão iniciando nas atividades de freelancer, então tem ferramentas nesse sentido.

  1. Workana 

Também funciona com um perfil, e você poderá concorrer aos projetos disponíveis. Grandes empresas, como a Uber, contratam trabalhos neste portal.

  1. Upwork

Tem sido apontado como um dos mais interessantes porque também oferece algumas ferramentas de trabalho para apoio aos profissionais. 

Quanto cobrar por um trabalho? 

Se você está começando e não sabe o valor do serviço, faça uma boa pesquisa online e verifique quanto é o menor valor e o maior valor pago pelo seu tipo de trabalho.

Avalie sua formação, seu portfólio, sua experiência. Com base nisso tudo, você terá um valor para começar essa cobrança e poderá sentir no mercado se há clientes dispostos a pagar esse valor.

Quanto ganha um profissional freelancer?

Na verdade, o importante não é perguntar quanto ganha um freelancer, mas quanto quer ganhar. Conforme falamos acima, o profissional irá cobrar pelos serviços conforme a experiência e formação, e isso faz com que ganhe mais ou menos.

Simplesmente pensar em um valor e colocar em prática também pode não adiantar, uma vez que o mercado está cheio de outros profissionais oferecendo os serviços. Assim, descubra seu diferencial se quiser fazer seu valor subir.

Além disso, para que o rendimento fique com você e não vá cobrir custos tributários, como o Imposto de Renda, verifique a melhor forma de manter o seu negócio – na maioria dos casos isso indica a abertura de um CNPJ.

freelancer-menina-sacada

Freelancer precisa ter CNPJ? 

Tudo o que você for fazer como carreira profissional exige algum tipo de formalização. Ninguém obrigada o freelancer a ter CNPJ, podendo o profissional receber seus valores com o famoso RPA – Recibo de Pagamento de Autônomo.

De qualquer forma, como opção de uma atividade que vai ser a sua principal remuneração, vale a pena conferir as possibilidades de abertura de empresa, até mesmo para que as obrigações legais sejam as que melhor beneficia o trabalhador.

Pense que trabalhando como freelancer você precisa pagar seu Imposto de Renda corretamente, bem como contribuir individualmente para o INSS

Como abrir uma empresa para trabalhar como freelancer? 

Hoje em dia, no Brasil, é bastante fácil abrir uma empresa – e muita gente já viu que é vantajoso também. 

As opções variam, mas com faturamento até R$ 4,8 milhões é possível ter uma empresa no Simples Nacional – que é um tipo de tributação simplificado que ajuda o empresário não só a ter alíquotas mais em conta mas também cobrança simplificada.

Para fazer a abertura da empresa efetivamente, a maioria dos processos já estão online e é possível tirar o CNPJ em poucos dias nas grandes cidades do país. Contando com a ajuda de um escritório contábil, você verá que a abertura é uma opção vantajosa e simples.

Como colocar freelancer no currículo?

Isso funciona da mesma forma como seria a colocação de um tempo de trabalho autônomo – você indica o período em que ficou prestando serviços como freelancer, o tipo de serviços prestados e alguns clientes, para lhe ajudar a dar valor para as informações.

É muito importante saber que dificilmente um profissional dinâmico tem um tempo sem carteira assinada estando totalmente parado: em geral as pessoas estão realmente realizando algum projeto pessoal ou profissional, e muitas estão experimentando o trabalho por conta própria.

Se você puder apresentar dados da empresa que você montou, também ajuda aos recrutadores compreender que você esteve realmente ativo.

Profissões em alta para trabalhar como freelancer

As principais opções de trabalho freelancer estão nas áreas de tecnologia e comunicação, embora diversas outras opções possam ser encontradas.

Jornalistas, professores de português, publicitários: estas profissões criativas têm encontrado no trabalho freelancer o espaço para desenvolver escrita e design, dois tipos de materiais comunicacionais muito buscados. Fotógrafos e videomakers também aparecem nesta lista.

Na outra ponta, hoje em dia são inúmeros tipos de códigos ou linguagens que dão vida aos mais diversos produtos do mundo digital. Por isso mesmo, a opção de contratar um profissional para um projeto específico é mais interessante, porque a cada momento pode ser necessário um profissional aprimorado em outro tipo de programação. 

Como é o mercado de freelancer no Brasil? 

O Brasil ainda é um país antiquado em muitas coisas, inclusive na cultura profissional, que tende a encaminhar os jovens para o mercado formal mesmo que a vocação deles seja a atuação mais dinâmica.

Com isso, podemos dizer que está cada vez mais claro para contratante e para o prestador de serviços que este é um tipo de relacionamento profissional onde todos ganham, e o mercado vem em expansão.

Nas grandes cidades, especialmente nas capitais, há maior oferta. O bom é que muitos tipos de propostas podem ser realizadas a distância, e por isso mesmo que você não esteja nesses locais conseguirá trabalhar.

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Contabilizei

Escrito por:

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar