Profissional liberal: como lidar com a contabilidade de um jeito mais fácil?

| Atualizado em 22/07/21 | 9 minutos de leitura

Se você é um profissional liberal e pretende crescer no mercado, é provável que já tenha se deparado com boas oportunidades para trabalhar como Pessoa Jurídica (PJ). Mas você sabe qual é a melhor forma de resolver as questões que surgem ao abrir um CNPJ? Boa leitura!

Afinal, o que é um profissional liberal?

O profissional liberal é aquele que tem formação técnica em determinado ramo, obtida por meio de graduação ou curso técnico. O profissional liberal é registrado em um conselho de classe ou ordem e pode trabalhar como pessoa física (com vínculo trabalhista ou exercendo trabalho autônomo) ou como pessoa jurídica (com CNPJ).

Alguns exemplos de profissionais liberais são médicos, dentistas, corretores de imóveis, arquitetos, advogados, jornalistas, engenheiros, etc.

Muitas pessoas confundem esse conceito com o de profissional autônomo. No entanto, o autônomo se dedica a uma atividade de maneira independente, sem precisar de formação acadêmica ou técnica na área nem registro em órgão de classe (por exemplo, a OAB).

Além disso, o autônomo não trabalha com vínculo empregatício (sob o regime da CLT), já que presta o serviço de forma livre, podendo atuar em diversos segmentos. Exemplos de autônomos são pintores, eletricistas, vendedores, designers, etc.

Obrigado

Assine nossa newsletter e
receba conteúdos exclusivos



Entre para a Contabilizei

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Quais as vantagens de ser Profissional Liberal com CNPJ?

São muitas as vantagens de ser Profissional Liberal com CNPJ. Com o passar do tempo você vai entender porque cada vez mais os profissionais estão optando por ser PJ e atuar de maneira independente para um ou mais clientes.

Confira as principais vantagens que você pode ter abrindo o seu CNPJ e atuando com profissional liberal:

1. Economia de Impostos

O IRPF quando você não tem CNPJ pode chegar a 27,5%, enquanto o total dos tributos de uma PJ pode representar menos que a metade desse percentual dependendo da forma que foi constituído e da atividade exercida. Fale com o contador de confiança e entenda por que você deve optar pelo CNPJ.

2. Crédito Bancário

O crédito bancário para seu negócio será muito mais fácil se você possuir o CNPJ, devidamente registrado e pagar seus impostos de maneira correta. E hoje existem muitas opções de abertura de conta Pessoa Jurídica e em poucos minutos você pode ter a sua com as facilidades que a concorrência entre os bancos está trazendo.

3. Credibilidade

A confiança cada vez mais faz a diferença nas relações de prestação de serviço. O profissional liberal ganha mais credibilidade quando constitui uma empresa através do CNPJ.

4. Oportunidades

Além da oportunidade de atuar para diferentes clientes e fazer a sua agenda profissional independente, com a flexibilização das leis trabalhistas brasileiras, a busca por profissionais PJ tem aumentado e algumas vagas são exclusivas para esse modelo de trabalho.

Não é fácil, nem difícil, mas melhor se você contar com a ajuda de especialistas. Para ter um CNPJ e administrar suas finanças e contabilidade, nada melhor do que o Contabilizei Experts. São profissionais dedicados à gestão de rotinas do seu negócio, seja você uma micro ou pequena empresa, profissional liberal ou autônomo.

Profissional Liberal é um prestador de serviços?

O profissional liberal é considerado, normalmente, um prestador de serviço, pois ele vende a sua expertise profissional para um cliente que paga por isso, sem manutenção de vínculo empregatício. 

Se o profissional liberal for registrado em conselhos e sindicatos, precisa reservar parte da renda obtida para o pagamento de taxas desses órgãos. E no caso dos impostos, é importante verificar qual a situação mais vantajosa para não pagar mais tributos do que o necessário.

Qual a diferença entre o profissional liberal com CNPJ e autônomo?

A principal diferença entre o profissional liberal com CNPJ e autônomo está nos impostos pagos. Quando autônomo sem CNPJ, o profissional lança seus ganhos todos como pessoa física, ou seja, segue as regras do IRPF e do INSS. Em um primeiro momento ele precisa decidir qual o percentual vai contribuir com o INSS e  fazer o pagamento mensal através de uma guia de pagamento pelo site do governo ou comprando um formulário/carnê na papelaria.

O profissional liberal deverá pagar 20% do valor do seu salário mínimo, caso opte por manter a aposentadoria por tempo de contribuição; Se, por algum motivo, não desejar receber esta aposentadoria em questão, o profissional liberal ficará sujeito ao pagamento de 11% sobre o valor do seu salário mínimo, para o INSS.

No caso do IRPF, o profissional liberal ele pagará o valor relativo a sua faixa de renda recebida no ano e declarada, o que dependendo do valor, pode onerar bastante o contribuinte.

Como é a contabilidade de um profissional liberal com CNPJ?

As obrigações fiscais e contábeis são uma das principais dúvidas e incertezas para qualquer profissional liberal que decide abrir uma empresa.

Acompanhe os tópicos a seguir e saiba o que é necessário fazer para manter seu CNPJ regularizado e cumprir todas as obrigações que surgem com ele.

1. Pagamento de impostos pelo Profissional Liberal com CNPJ

Quando um profissional começa a atuar como PJ, deve recolher os seguintes tributos:

  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • INSS;
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Aqui é importante destacar que não há uma decisão melhor do que a outra. É importante entender qual o seu momento. Ter um CNPJ faz com que você tenha obrigações importantes junto a Receita Federal que a Pessoa Física não tem. Por outro lado, além de pagar menos impostos na maioria dos casos, ter um CNPJ e tocar um empreendimento pode gerar um resultado com horizonte interessante. É uma questão de decisão.

Outro ponto importante e que você deve contar com o suporte de um serviço de contabilidade, é a definição do regime tributário. Os regimes tributários disponíveis no Brasil são o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real. Normalmente os profissionais liberais optam pelo regime do Simples Nacional, que foi criado para facilitar a vida do empreendedor, já que possibilita o pagamento dos impostos de maneira conjunta, em um único DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

2. Enquadramento tributário correto

Durante a abertura de uma empresa ou entre os exercícios (período entre os envios das declarações anuais), você pode escolher entre três regimes tributários em que os tributos são calculados diferentemente. Entenda-os:

  • Lucro Real — os impostos incidem diretamente sobre a receita bruta (todos os recebimentos do negócio);
  • Lucro Presumido — parte do pressuposto de que o CNPJ reserva um certo percentual da receita bruta e sobre esse valor incide os principais tributos;
  • Simples Nacional — exclusivo para pequenos negócios — Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (EPP) —, as alíquotas são reduzidas e as obrigações simplificadas.

É importante ter o apoio de um contador para que ele faça simulações e cálculos para decidir pelo enquadramento mais benéfico para você.

3. Emissão de notas fiscais

A emissão de notas fiscais é obrigatória por lei. Esse é um documento que comprova a legalidade e o recolhimento dos tributos que incidem em qualquer atividade. Assim, ao emitir a nota fiscal, a empresa colabora para se manter regularizada.

O documento pode ser complicado e complexo à primeira vista, mas você pode utilizar uma plataforma de contabilidade online para emitir Notas Fiscais de Serviço Eletrônica (NFS-e) com mais agilidade e segurança e em poucos cliques.

4. Contador responsável

De acordo com a legislação brasileira (especificamente o Código Civil), todas as empresas devem entregar diversas declarações anualmente — além das obrigações que já abordamos aqui —, como balanços patrimoniais e escriturações, entre outras.

Para isso, a contratação de um contador é mais que necessária, é obrigatória para todas as empresas (exceto MEI), sendo que o profissional deve ser legalmente habilitado com registro no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

A melhor relação custo benefício que alinha contabilidade e gestão de rotinas financeiras é o Contabilizei Experts. Com expertise na integração da burocracia, os assessores do Contabilizei Experts entregam valor no dia a dia da empresa ou para o profissional liberal. é a união da melhor contabilidade com a segurança da gestão financeira consistente.

Quem pode ser Profissional Liberal?

Na prática, qualquer profissional que tenha uma profissão regulamentada pode ser considerado profissional liberal. Neste caso a nomenclatura é menos importante, por exemplo, quando comparado a autônomo. Para fins didáticos, profissional liberal é um tipo de profissional autônomo, na maioria das vezes que atua na sua profissão através de um CNPJ próprio.

Podem ser profissionais liberais, entre outros:

  • corretores de imóveis
  • arquitetos
  • advogados
  • jornalistas
  • engenheiros
  • arquivista
  • administrador
  • assistente social
  • bibliotecário
  • contabilista
  • corretor de seguros

Profissional Liberal pode ser MEI?

Aqui um ponto importante para a tomada de decisão entre ser profissional liberal ou optar por ser empregado sob a CLT. A maioria das atividades de profissionais liberais são consideradas intelectuais e não possibilitam a formalização como MEI (Microempreendedor Individual). Para saber mais, consulte o consultor de CNAEs que mostra todas as atividades que podem ser exercidas como MEI. 

Para os casos não enquadrados no MEI – que são a maioria dos profissionais liberais – existem, ainda cobertos no regime tributário do Simples Nacional, a ME (Microempresa) e a EPP (Empresa de Pequeno Porte). A diferença entre as duas está no faturamento anual, já que a ME pode chegar a R$ 360 mil anual e a EPP fica entre R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões no ano.

Como posso me tornar um Profissional Liberal com CNPJ?

O mais importante ao tomar a decisão, é procurar um serviço profissional para lhe dar o suporte necessário na constituição da empresa e na prestação de serviço de contabilidade. Além disso, você pode optar por se manter apenas de maneira executiva no seu negócio, ou seja, terceirizar a parte burocrática com especialistas.

Não é fácil, nem difícil, mas melhor se você contar com a ajuda de especialistas. Para ter um CNPJ e administrar suas finanças e contabilidade, nada melhor do que o Contabilizei Experts. São profissionais dedicados à gestão de rotinas do seu negócio, seja você uma micro ou pequena empresa, profissional liberal ou autônomo.

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Escrito por:

Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Vítor é Administrador de Empresas, Empreendedor Endeavor, CEO e fundador da Contabilizei, o primeiro e maior escritório de contabilidade online do país. Vítor lidera a maior inovação da indústria contábil das últimas décadas ao levar a contabilidade de pequenas empresas para o mundo digital. Atualmente, Vítor lidera mais de 400 fanáticos em contabilidade que impactam positivamente a vida de mais de 20.000 empresários no país.

Deixe um comentário

avatar