Gestão e Negócios

Como será o futuro e a retomada do sistema de saúde pós pandemia do coronavírus?

30 jul 2020

Após a pandemia, o mundo será diferente. Muitos aprendizados estão sendo oportunizados e já há várias discussões sobre o que precisa mudar e, ao contrário, o que tem que ser intensificado, valorizado. O cuidado com nossa saúde nunca teve tanta evidência. E, por isso, uma das reflexões de muito destaque durante o período de distanciamento social  tem sido o diferencial que o modelo de sistema de saúde adotado pelos países pode significar no enfrentamento à COVID-19. 

Aqui você pode conferir nosso texto que fala sobre como a pandemia afeta a abertura da sua empresa, além de todos os demais impactos do plano do governo nas empresas e na economia brasileira.

SUS (Sistema Único de Saúde)

No Brasil, desde a Constituição de 1988, foi implantado o Sistema Único de Saúde (SUS), e a saúde passou a ser encarada como “direito de todos e dever do Estado”. Por meio do SUS, o país apostava no acesso universal e igualitário à saúde. Além da assistência médica, o Sistema prevê uma atenção contínua que vai desde a qualidade da alimentação da população (papel da ANVISA, vinculada ao SUS) até a prevenção de doenças com a imunização em larga escala. 

Inspirado no sistema inglês, implantado depois da Segunda Guerra, em 1948, o Sistema brasileiro acompanha a ideia de que, mesmo em um regime capitalista, a saúde deve ficar fora da lógica do mercado, procurando um padrão de qualidade e de integração. Um desafio e tanto para atender mais de 200 milhões de pessoas distribuídas em mais de cinco mil municípios. A capilaridade do SUS e a atuação integral, como o programa de saúde da família, por exemplo, podem ser muito relevantes em momentos de epidemia.

Os riscos de não ter acesso universal

A inexistência de um sistema público de saúde pode ser apontada como uma das causas para que um dos países mais desenvolvidos do planeta – Estados Unidos – liderem o ranking de casos e mortes associados à COVID-19. Lá, o acesso à saúde é privado e, por isso, muitas vezes, por receito de a conta a ser paga ser muito alta, muitos pacientes deixam de procurar assistência no início dos sintomas – o que acaba sobrecarregando o sistema hospitalar.

E o Brasil? Existe acesso universal, mas, mesmo assim,  estamos em segundo lugar no número de casos. Infelizmente, a falta de investimentos ao longo dos anos escancarou as falhas do Sistema durante a pandemia do novo coronavírus. Mas, segundo especialistas, poderia ter sido muito pior.

Coreia do Sul e Japão, ambos com sistemas públicos de saúde, têm sido apontados como exemplos. Mas lá, ao contrário do Brasil, os investimentos públicos são significativos e contínuos, não variando ao longo dos anos.

Saúde: uma questão para todos

A crise pela qual estamos passando tem sido muito oportuna para refletirmos sobre o mundo em que queremos viver, e a saúde revela aspectos muito interessantes dessa reflexão – ela, mais do que tudo, é coletiva! A necessidade de todos termos cuidados na prevenção do coronavírus, por exemplo, enfatiza o papel de cada um de nós no cuidado com o outro, nossa interdependência. Ao usarmos máscaras para sair às ruas, não estamos apenas nos protegendo, mas, principalmente, protegendo ao outro. 

Dessa forma, viver em um país onde exista uma política de acesso universal à saúde é fundamental, pois, nessa rede interdependente, um depende do bem estar do outro. E cuidar de si é cuidar de todos. Pode-se pensar, também, que será uma questão a ser considerada em termos planetários – pois o vírus, que começou na China, rapidamente espalhou-se por todos os continentes.

A prevenção é sempre a melhor opção

Amplamente divulgadas, as medidas de prevenção ao novo coronavírus são conhecidas e deverão permanecer como hábitos incorporados ao dia a dia de todo o brasileiro, pois são muito úteis, também, para a prevenção de várias outras doenças. A principal delas é lavar as mãos com frequência – usar, preferencialmente, água e sabão e, na falta desses, álcool em gel. Outra medida fortemente recomendada é manter distância de aproximadamente dois metros de outras pessoas e usar máscaras sempre que frequentar ambientes com outras pessoas – como supermercados, farmácias, e até mesmo nas ruas. 

A recomendação de ficar em casa, sempre que possível, tem-se revelado uma atitude muito eficaz, favorecendo que os profissionais de atividades essenciais, como médicos e enfermeiros, por exemplo, possam circular com menos riscos. 

Mesmo assim, com todas as recomendações seguidas, ao sinal de febre, tosse seca e/ou dificuldade para respirar, sugere-se que assistência médica seja providenciada.

Os hábitos de higiene, nem sempre seguidos por todos, apesar de óbvios, devem ser definitivamente incorporados. O uso de máscaras também passará a ser mais corriqueiro nos próximos meses.

Ao contrário das medidas sanitárias, as recomendações associadas ao fortalecimento do sistema imunológico como forma de prevenção não são tão conhecidas. Mas são igualmente relevantes.

pos-pandemia-comida-saudavel

Cuidados essenciais em tempos de coronavírus

Especialmente no período de confinamento é importante não abrir mão do cuidado com a saúde e aproveitar para fortalecer nosso sistema imunológico. Além de uma alimentação balanceada, é importante estabelecer uma rotina de exercícios físicos, ter boas noites de sono e manter os laços afetivos. Com a vida de ponta cabeça e com o esforço para adaptar-se às novas exigências da vida durante a pandemia, pode parecer um desafio e tanto. Mas, calma, pode valer muito a pena.

Boa alimentação

Mais do que nunca a saúde do corpo e da mente são extremamente importantes. Comprovadamente, uma nutrição equilibrada e saudável ajuda a reduzir o risco de doenças crônicas, como obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes e, também, a probabilidade de sofrer depressão e ansiedade. Os melhores alimentos para o cérebro são também os mais saudáveis para o corpo.

Os chamados carboidratos  complexos, encontrados em frutas, vegetais e cereais integrais são extremamente benéficos, pois sua energia é liberada lentamente – o que acaba tendo um efeito estabilizador no nosso humor. Você pode encontrar mais informações sobre alimentação e imunidade no site Viva Bem.

Alfabeto de Vitaminas

Para fortalecer o sistema imunológico, é fundamental a inclusão de alimentos com alto teor de vitaminas A, B, C, D e E, além dos minerais ferro, zinco e selênio.

As vitaminas do complexo B tem um papel fundamental para que o cérebro libere os chamados “hormônios da felicidade” – serotonina e dopamina. Elas são encontradas em vegetais verdes, como brócolis e espinafre e, também, em feijões, bananas, ovos, aves, peixes e beterrabas. A carência das vitaminas B6, B12 e de ácido fólico (B9) pode colaborar com a depressão. 

Aproveitar o isolamento social para ter uma nutrição saudável pode ser uma oportunidade para transformar-se em um novo hábito – para o resto da vida. E, especialmente agora, sentir-se bem e com melhor humor podem ser grandes aliados no combate à COVID-19.

Outro fator que tem forte influência no humor e no bem estar psicológico é o funcionamento do intestino. Os alimentos probióticos são excelentes alternativas, pois contêm bactérias e leveduras que auxiliam na absorção de nutrientes e no fortalecimento do sistema imunológico. Eles têm efeitos anti-inflamatórios, podem melhorar o humor e as funções cognitivas e, ainda, ajudam no bom funcionamento dos intestinos. São encontrados em alimentos fermentados como iogurte, kefir e kombucha. 

Nada como uma boa noite de sono

É durante o sono que nosso corpo se revigora. Já está provado que a privação de sono tem consequências muito amplas para a saúde, além de ter um impacto negativo no bem-estar psicológico. Dormir mal também nos torna mais propensos a desenvolver doenças crônicas, como problemas cardíacos, obesidade e diabetes. Assim como manter uma rotina de boa alimentação, um ritmo uniforme de sono é bastante importante para fortalecer nosso sistema imunológico.

Dormir de seis a nove horas por noite costuma ser o suficiente para a maior parte das pessoas. Ir para a cama e acordar em horários semelhantes todos os dias ajuda, também, a manter uma normalidade na rotina. Se você tem tido problemas para dormir, uma boa dica é não assistir televisão antes de ir para cama, especialmente notícias sobre a pandemia, e desligar o telefone celular.

pos-pandemia-caminhando-parque

Ficar em casa não pode ser desculpa para ficar parado

Nunca foi tão importante manter uma rotina de exercícios físicos. Pode ser a sua chance de transformar isso num hábito para o resto da vida. Mas sem sair de casa? Claro, com um pouco de criatividade e ajuda de aplicativos e da Internet, você pode ter até o auxílio de um personal trainer – e de graça!

O exercício físico inunda o corpo com os hormônios da felicidade, auxilia na qualidade do sono, e, ainda, reduz o estresse e a ansiedade. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 30 minutos por dia são suficientes.

E você pode dividir esses minutos ao longo do dia, vale tudo para cuidar da imunidade! Alguns minutos de dança, uma corridinha na sala, yoga, pilates, subir e descer escadas – o importante é movimentar-se.

Afeto e imunidade

Agora, durante a pandemia, os amigos ganham lugar de destaque. Mais do que nunca, mesmo em isolamento, as conexões com familiares e amigos são essenciais. Além da dieta saudável, da boa noite de sono e da prática de exercício físico, manter o vínculo e trocar afeto é condição básica para a saúde física e mental. 

Cada um em sua casa, mas graças aos aplicativos como Zoom e Google Hangouts, por exemplo, é possível desfrutar de um jantar virtual com amigos e manter a conversa em dia.

Faça o que gosta sempre que possível

Nestes tempos de isolamento social, temos a oportunidade de dar uma pausa no mundo lá fora (especialmente do consumo de notícias) e dedicar tempo para aquilo que nunca tínhamos tempo – jardinagem, culinária, artesanato, meditação ou colocar em dia a leitura.

Se você chegou até aqui, pode estar pensando – É, eu vou continuar me cuidando, mesmo depois que tudo isso passar. Verdade, cuidar de si e do próximo e ter a saúde como um bem coletivo é uma das questões que a pandemia do coronavírus trouxe à superfície. Veio para ficar – não apenas a importância de pensarmos na saúde de todos e na nossa interdependência, mas de cada um cuidar de si da melhor forma. Ao cuidar de mim, estou cuidando do próximo. Assim, ganham todos, nós e o planeta.

Diferentes perspectivas, principais mudanças e futuro do cenário nacional

Conheça as principais perspectivas para o pós-pandemia sob a ótica das rápidas mudanças que já aconteceram e ainda vão acontecer em todo mundo. O Blog da Contabilizei estudou os cenários e estruturou, neste série, algumas dessas mudanças e consequências. Fique com a gente e desfrute dos conteúdos. Eles foram produzidos especialmente para você:

pos-pandemia_medico

E a saúde financeira da sua empresa?

As empresas não seres vivos mas se comportam como tal, em tempos de paz ou pandemia. é preciso manter a saúde financeira da sua empresa, gerando caixa, administrando as dificuldades, investindo quando necessário e pertinente e estando sempre com seus impostos em dia. Para ajudar você e sua empresa a estarem sempre com a melhor saúde financeira, busque a parceria correta em contabilidade. A contabilidade é o alicerce perfeito para que você tenha uma visão empresarial completa e real do seu negócio. A Contabilizei, maior empresa de contabilidade online do país e com experiência em mais de 20 mil clientes de diversos segmentos é o parceiro ideal para o seu empreendimento estar sempre saudável e dando resultado.

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar