Contabilizei

Abrir filial ou nova empresa? O que fazer para investir no crescimento da sua empresa.

30 jan 2020

Como saber se é melhor abrir filial ou nova empresa? Seja na infraestrutura, número de funcionários ou recursos tecnológicos, uma empresa bem sucedida precisa tomar uma importante decisão quando o negócio cresce tanto que se torna pequeno demais para uma única filial. Para estes casos, é melhor abrir filial ou nova empresa?

A minha empresa cresceu. Até onde ela pode chegar?

Diferente do microempreendedor individual, que após o crescimento monetário alcançado deve mudar sua modalidade para se adequar ao novo lucro recorrente, uma empresa de modalidade mais robusta deve tomar a importante decisão do caminho de crescimento de seu negócio.

Ainda que existam vantagens e desvantagens em ambos os casos, é preciso ir além na escolha dessas possibilidades, afinal, o erro, entre abrir uma filial ou uma nova empresa, pode impactar diretamente a companhia principal, seja por influência ou prejuízos de um mau planejamento.

Mas afinal, o que é uma filial?

Se você chegou a este artigo sem necessariamente compreender o porquê uma filial seria ao menos considerada como alternativa a uma nova empresa, talvez seja importante compreender alguns pontos sobre a prática.

Ao lado dos pontos positivos, é possível destacar o fortalecimento da marca através da prática, afinal, ela estará disponível em mais lugares, além de também fortalecer a empresa matriz de maneira vitalícia no sucesso de suas filiais.

Já nos pontos negativos, o cuidado deve ser maior em relação a qualidade das empresas filiais, pois o mal atendimento ou práticas desagradáveis em qualquer unidade podem ser fatais para a rede inteira, ainda que possuam sua independência.

Isso porque uma filial representa todas as outras, simplesmente pelo compartilhamento da marca.

Embora possuam pontos semelhantes, uma filial não pode ser confundida com uma franquia. Isso porque as franquias dependem dos investimentos da matriz e da colaboração de seus empresários, também conhecidos como “franqueados”, enquanto a filial é totalmente independente, sendo subordinada apenas no que se refere ao uso da marca.

No geral, apesar de todas as diferenças, alguns pontos negativos entre as duas modalidades são semelhantes:

  • Investimento alto para expansão;
  • Risco alto no caso da iniciativa falhar;
  • Maiores despesas para manter as novas lojas;
  • Dificuldade na integração entre as filiais e matriz de forma eficaz.

Quais as diferenças entre abrir uma filial e uma nova empresa?

Em resumo, na criação de uma empresa, temos de pensar em tudo ao que se refere a ela de maneira isolada, planejar cada detalhe de sua criação e funcionamento, enquanto no caso de uma filial os investimentos ocorrem em negócios já validados além do apoio da matriz.

A abertura de uma filial pode ser mais econômica do que uma nova empresa, isso porque no primeiro caso já existe uma estrutura base e a dispensa de ICMS na transferências e possibilidade de centralização dos casos em um único lugar – sendo a própria matriz. Sendo assim, a principal diferença das duas possibilidades são os processos e tributação. 

Empresas do simples nacional podem ter filiais?

O simples nacional é uma regime de tributação vantajosa para pequenos empresários porém com suas limitações para negócios em maior escala. No caso empresas optantes por esse faturamento, a abertura de filiais é permitida, porém está condicionada aos limites de faturamento estipulados por ele.

Em todos os casos, a assessoria contábil é um recurso necessário para melhor planejamento e tomada de decisões. A Contabilizei é líder no mercado de contabilidade online e pode tornar-se uma grande parceira na hora de abrir uma filial ou uma nova empresa.

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar