Quanto ganha um Youtuber?

| Atualizado em 02/03/22 | 10 minutos de leitura

Se você tem cerca de trinta anos ou mais, quando criança se perguntassem qual a profissão você gostaria de ter (O que você vai ser quando crescer), provavelmente responderia: bombeiro, professor, médico, arquiteto, jogador de futebol… mas, certamente, você não responderia: Youtuber.

Mas o que é um Youtuber?

Youtuber é a pessoa que cria conteúdo como o objetivo de publicar  na plataforma de vídeos YouTube

Esta atividade surgiu quase simultaneamente com o lançamento da plataforma, em fevereiro de 2005. Jawed Karim, cofundador da plataforma, é considerado o primeiro youtuber: em abril de 2005, ele publicou um vídeo de dezenove segundos, no qual ele andava pelo zoológico observando os animais, o título era Me at the Zoo (Eu no zoológico). Este vídeo já recebeu mais de 126 milhões de visualizações.

Mas, naquela época, para ser um youtuber, bastava ter uma conta na plataforma e subir vídeos (ou fazer upload).

No Brasil, Guilherme Zaiden é considerado o primeiro Youtuber. Em 2006, ele começou a publicar vídeos engraçados, os mais famosos são: Jesus te ama, Confissões de um emo e Associação Brasileira de Vício ao Orkut. Zaiden ficou famoso, mas, na época, o YouTube tinha cerca de dois milhões de usuários em todo o Brasil.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

O número de contas no Youtube começou a crescer de forma exponencial a partir de 2015. Atualmente, a plataforma tem dois bilhões de usuários em todo o mundo. O Brasil ocupa a terceira posição com 83 milhões de usuários, ficando atrás da Índia, com 225 milhões e dos Estados Unidos com  197 milhões.

Este universo imenso de usuários acaba formando um mercado consumidor para todo o tipo de conteúdo e, por isso, surge a necessidade de produtores de conteúdo para esta plataforma, os Youtubers.

Youtuber passou a ser uma profissão e há diversos perfis, estilos, nível de engajamento, formatos… mas como estes profissionais se remuneram, considerando que, na maioria dos casos, o acesso a esses conteúdos é gratuito?

Como é possível ganhar dinheiro e viver do Youtube?

Há algumas maneiras de rentabilizar a produção e difusão de conteúdo através do YouTube, a mais comum é através de anúncios veiculados nos vídeos, banners ou janelas sobrepostas, mas, para isso, é preciso se cadastrar no AdSense – ferramenta de monetização do Google.

Porém, atualmente, há outras formas de monetizar a produção e difusão de conteúdo no YouTube. Para ter acesso a outras formas de monetização de vídeos no YouTube, é necessário se inscrever no Programa de Parcerias – os pré-requisitos são possuir pelo menos 4 mil horas de exibição nos últimos 12 meses e pelo menos mil inscritos.

É essencial para um produtor de conteúdo ficar por dentro do Programa de Parcerias, termos de serviço e as diretrizes da comunidade do YouTube para ter certeza se seu canal respeita todos os critérios. Por exemplo, o uso de materiais com direitos autorais sem devida liberação de uso ou muitos “unlikes” e comentários negativos nos seus conteúdos não são bons sinais.

quanto-ganha-um-youtuber-jovem-sorrindo

Como monetizar seu canal no Youtube

Depois de aprovado no Programa de Parcerias do YouTube é possível optar entre algumas opções de monetização:

1.Anúncios

Quase sempre que acessamos algum conteúdo do YouTube somos obrigados a visualizar anúncios publicitários no início ou, até mesmo, durante o vídeo. Estes anúncios  significam a rentabilização para os criadores de conteúdos. 

Aqueles produtores que participam do Programa de Parcerias podem receber entre US$ 0,25 e US$ 4 a cada mil visualizações do anúncio. A contabilização se dá quando o espectador clicar no anúncio ou visualizá-lo por inteiro. 

Dentro do Programa de Parcerias, o criador de conteúdo pode selecionar os formatos de propaganda que deseja exibir na página do seu vídeo. Destas opções, somente os banners são obrigatórios. Entre as possibilidades estão: os anúncios de sobreposição na parte inferior do conteúdo, os cartões patrocinados, nas laterais e os clipes puláveis.

2.Clubes dos canais

Outra forma de receita recorrente oferecida pelo YouTube são os Clubes de Canais. Neste formato, o produtor de conteúdo oferece benefícios exclusivos para os espectadores que se tornarem membros do seu clube de assinaturas por um valor mensal. É possível oferecer lives privadas, emojis personalizados, acesso a vídeos em primeira mão e outros materiais.

Mas existem alguns requisitos para que o criador possa trabalhar neste modelo:

  • O canal tem que ter pelo menos 30,000 inscritos
  • A monetização do canal deve estar ativada
  • A função de live stream do canal deve estar disponível
  • O criador tem que ter pelo menos 18 anos de idade
  • O criador deve estar num dos países onde o serviço está disponível
  • O criador deve cumprir os Termos e Políticas do YouTube 

O YouTube fica com 30% dos rendimentos obtidos pelo criador neste formato.

3.Super Chat

O Super Chat é um recurso disponível para a realização de transmissões ao vivo (lives)  no YouTube e exclusivo para canais que geram receita. Durante as lives os espectadores podem pagar entre R$ 1,00 a R$ 500,00 para terem seu comentário destacado no chat – quanto maior o valor, mais tempo de destaque. 

Da mesma forma que ocorre no Clube dos Canais, do valor pago pelos espectadores, 70% fica com o criador de conteúdo e 30% com a plataforma

4.YouTube Premium

O YouTube Premium é a versão paga da plataforma e pode ser outra maneira para gerar  receita para os canais de conteúdo. Este modelo de monetização independe de publicidade e o produtor recebe um percentual das taxas de assinatura, o valor é proporcional à quantidade de assinantes que assistiram seu conteúdo.

Existem outras formas de monetização oferecidas pelo YouTube, mas são direcionadas a um número restrito de canais, normalmente aqueles que já fazem parte de milhares de visualizações, independentemente da quantidade de inscritos ou curtidas, o que importa é a frequência.

quanto-ganha-um-youtuber-tutorial-maquiagem

Quanto ganha um Youtuber no Brasil?

Mesmo com várias formas possíveis de rentabilizar o conteúdo, não é muito fácil lucrar com a exibição de conteúdo no Youtube. A Universidade de Ciências Aplicadas de Offenburg, realizou um estudo, na Alemanha,  e identificou que 90% das visualizações de vídeos no YouTube são concentradas em 3% dos canais. 

Nesta mesma pesquisa  estimou-se que canais com 1,4 milhão de views mensais faturam menos que US$ 17 mil dólares por ano. Ou seja: até os grandes produtores enfrentam dificuldades para lucrarem com seus conteúdos. 

Por este motivo, os produtores de conteúdo acabam buscando outras formas de rentabilizar, como parcerias com marcas (para promover determinados produtos ou serviços), anúncios e até participação em eventos e outras atividades, de forma remunerada, o que é chamado monetização do “branding pessoal” .

Pelo que comentamos acima, é muito difícil saber exatamente quanto ganha um youtuber, a não ser que ele mesmo decida revelar. Pode-se estimar valores com base no quanto o YouTube paga em média aos canais, números de visualizações e outras métricas.

Principais Youtubers brasileiros

A Netshow.me fez uma lista dos principais Youtubers brasileiros e seus ganhos estimados pelo Social Blade. São os números pagos pelo YouTube e não englobam outras receitas, que reproduzimos aqui os cinco primeiros da lista.

1.KondZilla

KondZilla é um canal de de funk e é o maior do Brasil, com 64,8 milhões de inscritos, o diretor e produtor de vídeos do canal revelou faturamento mensal de R$ 1 milhão em entrevista à Veja São Paulo – valor é referente a pagamentos feitos pelo YouTube, mais a receita com a produção de videoclipes. Segundo estimativas do Social Blade, seus vídeos apresentam um rendimento entre US$ 435,3 mil a US$7 milhões só no YouTube. 

Em reais, isso representa um faturamento de R$ 2,3 milhões a R$ 37 milhões por ano, ou seja, por mês o youtuber ganha em torno de R$ 200 mil a R$ 3 milhões.

2.Whindersson Nunes

Whindersson Nunes  produz conteúdo de humor, como paródias, críticas de filmes e séries, entre outros. O produtor, que é do Piauí, tem  um dos maiores canais do país com 43,1 milhões de inscritos e 3,8 bilhões de visualizações no YouTube. 

Estimativas do Social Blade apontam faturamento mensal do canal entre US$ 8,1 mil e US$ 130 mil dólares, ou R$ 42,4 mil a R$ 689 mil reais.

3.Felipe Neto

O carioca Felipe Neto possui o terceiro maior canal do Brasil, com 42,9 milhões de inscritos e mais de 13,7 bilhões de visualizações. Neto produz conteúdo voltado ao público jovem, na sua maioria, de cunho humorístico. 

Segundo o Social Blade, o canal fatura entre US$ 676,1 mil a US$ 10,8 milhões por ano. Em reais, isso representa uma receita de R$ 3,5 milhões a R$ 57,2 milhões por ano. 

Por mês, o Youtuber ganha entre R$ 291 mil a R$ 4,7 milhões de reais.Felipe Neto já declarou que para cada 1 milhão de visualizações no seu canal do youtube, ele ganha US$ 687.

4.Luccas Neto – Luccas Toon

Lucas Neto é irmão de Felipe Neto, ele é dono do canal Lucas Toon e produz conteúdo voltado ao público infantil. Seu canal tem 35,8 milhões de inscritos e 17,2 bilhões de visualizações. 

De acordo com as estimativas do Social Blade estima o canal Lucas Toon recebe entre US$ 882,5 mil e US$ 14,1 milhões de dólares anuais ao do YouTube, convertendo para  reais, Lucas Neto ganha de R$ 4,6 milhões a R$ 74,7 milhões por ano, ou R$ 380 mil a R$ 6,2 milhões por mês.

5.Porta dos Fundos

Porta dos Fundos é uma produtora de vídeos fundada por vários comediantes (Antonio Tabet, Fábio Porchat, Gregório Duvivier, João Vicente de Castro e Ian SBF). 

Seu canal no Youtube é de Comédia e conta 16,9 milhões de inscritos e 6,6 bilhões de visualizações. Pelo o levantamento do Social Blade, o Porta dos Fundos fatura entre US$ 131,5 mil e US$ 2,1 milhões anualmente. Convertendo para reais, o Porta dos Fundos recebe entre R$ 697 mil ea R$ 11 milhões por ano, ou de R$58 mil a R$ 927 mil por mês.

Quer virar YouTuber?

Se você é produtor de conteúdo, sabe qual o seu público alvo, pode construir uma estratégia para lançar o seu canal no YouTube.

Além de um conteúdo relevante, produção constante, estratégia de captação e fidelização dos espectadores, você precisará cuidar da parte burocrática, como abrir uma empresa e cuidar da contabilidade mensal.
Para esta parte, você pode contar com a Contabilizei, que além de abrir sua empresa, ajuda você a cuidar do dia-a-dia de forma simples, rápida e econômica.

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Escrito por:

Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Vítor é Administrador de Empresas, Empreendedor Endeavor, CEO e fundador da Contabilizei, o primeiro e maior escritório de contabilidade online do país. Vítor lidera a maior inovação da indústria contábil das últimas décadas ao levar a contabilidade de pequenas empresas para o mundo digital. Atualmente, Vítor lidera mais de 400 fanáticos em contabilidade que impactam positivamente a vida de mais de 20.000 empresários no país.

Deixe um comentário

avatar