C.

Empreendedorismo

O Segredo da Contabilizei por Vitor Torres - para a Revista Você S.A

Em entrevista para a Você S/A, o CEO da Contabilizei, Vitor Torres, contou como criou a maior startup de contabilidade online do país.

por Vitor Torres 15 Mar 2018

O Segredo da Contabilizei por Vitor Torres - para a Revista Você S.A
O empresário de 35 anos, Vitor Torres, participou de uma entrevista com a Revista Você S/A e contou para a repórter Melissa Diniz sobre como criou a primeira e maior startup de serviços contábeis online do Brasil, a Contabilizei Contabilidade Online.

Em 2009, Vitor voltou ao Brasil com o desejo de empreender e escolheu a capital gaúcha para fundar a consultoria em treinamento empresarial Mind On. Dois anos depois e alguns Graus Celsius a mais, mudou-se para Curitiba, de onde comanda, desde 2014, a Contabilizei.

Escolhida para participar do programa de aceleração do Google no ano passado, a startup recebeu um aporte financeiro milionário. Hoje, a Contabilizei acumula prêmios, como o de Melhor Startup da América Latina na categoria B2B, concedido pela Latam Founders, em 2016.

Ficou curioso? Confira um pouco mais sobre essa entrevista:

Como você teve a ideia de fundar a Contabilizei?
Na Mind On, eu precisava de um contador. E passei por quatro escritórios sem ficar realmente satisfeito. Eles eram lentos, caros e burocráticos. Foi aí que surgiu a ideia de abrir um negócio que otimizasse o serviço.

Falei com dois amigos contadores que acharam impossível criar parâmetros para atender todos os clientes. Fiquei três meses no escritório deles mapeando os processos até entender como tudo funcionava.

Quando estava prestes a engavetar o projeto, tive um insight e percebi que a saída era focar nas micro e pequenas empresas de serviços. Mais tarde, incluímos também o processo. Em 2013, vendi a minha participação na Mind On e, em 2014, a Contabilizei estava de pé.

Hoje, atendemos mais de 30 cidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Em breve, vamos incluir todo o Sul e Sudeste, além das principais capitais do Nordeste. O processo de integração de estados envolve tecnologia e pode levar até seis meses para ser implantado.

Quais sinais mostraram que a empresa estava no caminho certo?
A indicação pelos próprios clientes é o melhor termômetro. No primeiro ano, atendemos centenas de empresas e já éramos cinco ou seis vezes maiores do que um escritório comum. Em 2015, crescemos 11 vezes. No ano seguinte, triplicamos de tamanho e, em 2017, crescemos duas vezes.

Começamos com três funcionários e hoje temos mais de 190 - 40% são contadores ou estão cursando contabilidade. Temos também uma área financeira, RH, marketing e desenvolvimento de tecnologia.

O que fez a diferença no negócio?
No Brasil, 98% dos CNPJs são de micro ou pequenas empresas, as quais são responsáveis por ⅓ do PIB e 52% dos postos de trabalho formais. Por esse motivo, oferecer uma contabilidade mais barata gera impacto positivo na economia do país. Desde que nasceu, a Contabilizei já abriu mais de 4 mil empresas gratuitamente. Os dados estão na nuvem e podem ser acessados por um smartphone.

Outro diferencial é o valor. O custo médio do mercado convencional é de R$ 600 por mês. Nós temos dois planos mensais, o mais barato custa R$ 89 mensais - 90% da nossa base, formada por prestadores de serviço, paga isso. Empresas de comércio, pagam, em média, R$ 189 por mês.

Como foi participar do programa de aceleração do Google, em 2017?
Passamos duas semanas em imersão nos Estados Unidos, recebendo treinamentos dos executivos do Google e de outras empresas do Vale do Silício. Ganhamos 150 mil dólares (50 mil em dinheiro e 100 mil em crédito na compra de produtos da marca). Nosso time voltou com muito aprendizado em produtos e tecnologia.

Isso abriu caminho para investidores?
Sim. Nós recebemos três investidores dentro da empresa, dois deles internacionais, sendo um do Vale do Silício. Tivemos o cuidado de selecionar parceiros excelentes que, além de contribuírem com investimentos milionários, ajudam na tomada de decisões.

A empresa recebe críticas de contadores convencionais?
A maioria consegue enxergar os benefícios, mas há ainda os mais resistentes. No início, alguns duvidaram que fizéssemos nosso trabalho direito. É preciso lembrar que somos regulados pelo mesmo conselho de contabilidade, que prevê multas para quem descumprir a lei.

Hoje, com o nosso sucesso, a concorrência está investindo em tecnologia também. Quem ganha com isso é o mercado.

Conteúdo original publicado no app da Revista Você S.A., em 15 de março de 2018.

Vitor Torres
Siga no FacebookSiga no Twitter

Contabilidade online sem complicação

Receba os melhores conteúdos sobre contabilidade e empreendedorismo,
feitos especialmente para você!

Contabilizei

A Contabilizei surgiu para descomplicar a contabilidade e democratizar seu acesso. Venha descobrir o que podemos fazer por você!