DBE – Documento Básico de Entrada: O que é, como solicitar e quanto tempo leva para liberar

| Atualizado em 23/09/21 | 6 minutos de leitura

Se você está iniciando no mundo do empreendedorismo, já deve ter se deparado com uma série de siglas, não é mesmo? E, provavelmente, DBE seja uma delas. É bom entender bem o que significa e para que serve, pois esse conjunto de letras vai acompanhar o seu negócio desde a abertura da empresa até o encerramento

Antes de conquistar o seu CNPJ e se tornar definitivamente uma pessoa jurídica, há uma série de etapas a serem cumpridas. Uma delas é  solicitar o DBE e, depois, fazer a consulta DBE. Isso porque, essa documentação é necessária, também, para a própria solicitação de CNPJ.

Por ser um documento bem amplo, com diversas funções, fazer a consulta DBE logo após a sua solicitação junto à Receita Federal pode ser necessário para diminuir a ansiedade de ter em mãos o seu CNPJ.

Independentemente do tipo de empresa que você vai abrir, o CNPJ é importante, pois é a identidade do seu negócio. E tudo começa por meio de um DBE, como vamos ver ao longo deste texto.  

O que é DBE?

O DBE significa Documento Básico de Entrada, e é um processo concedido pela Receita Federal. Ele é utilizado para qualquer movimentação relacionada à empresa, desde a solicitação do CNPJ como para qualquer outra alteração que você deseje fazer, como mudanças de dados ou cancelamentos.

Para que serve o DBE?

O Documento Básico de Entrada foi criado para agilizar os processos de abertura de empresas. Ele facilita a vida do empreendedor que precisa de um CNPJ e o da Receita Federal, que consegue lidar melhor com as solicitações de abertura de CNPJ.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

O DBE também é utilizado pelas empresas que desejam terceirizar serviços e contratar colaboradores como pessoas jurídicas.  Em relação às funções para o CNPJ, o DBE serve para fazer a inscrição, alteração de cadastro, baixa da inscrição, restabelecer a inscrição e declarar a nulidade do cadastro. Ou seja, é um documento com o qual você vai lidar antes mesmo de realmente abrir a sua empresa. 

Como solicitar o DBE?

O DBE é o documento que a pessoa física vai preencher para solicitar a criação de uma pessoa jurídica, para solicitar a inscrição como CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas. 

Para solicitar é bem simples. Você pode fazer pelo site da Receita Federal, em delegacias da Receita Federal, nas inspetorias ou em instituições financeiras que sejam autorizadas pela Receita. 

Normalmente, para encaminhar o pedido de DBE, são solicitados documentos como RG, CPF e título de eleitor. Para os microempreendedores individuais, MEI, não são gerados DBEs. 

Apesar de simples, sempre é bom você ter ajuda de um contador, pois para preencher o DBE, você já vai precisar dispor de algumas informações importantes como a natureza jurídica do seu empreendimento e a viabilidade – que é saber se ele é permitido no território em que você está a partir da natureza da atividade que você quer desenvolver. 

Como solicitar o DBE pela Redesim?

A Redesim, Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios, é um sistema integrado que permite a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas que simplifica muito os procedimentos e reduz a burocracia. A rede pode ser acessada, também, por meio da plataforma da Receita Federal

Como fazer o DBE pelo e-CAC?

O Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte é um serviço da Receita Federal, também disponível pela plataforma. Para acessá-lo é preciso realizar um cadastro e possuir certificado digital. 

dbe-homem-computador

Quanto tempo leva para liberar o DBE?

Se você solicitar pela RedeSim, normalmente, em dois ou três dias úteis o parecer estará à disposição. Pelo site, faça a consulta em “Acompanhamento de Solicitação de CNPJ”. Depois que você conseguiu o protocolo inicial, ele será liberado para a impressão, uso digital ou constará alguma pendência.

Caso apareça pendência, ela vai precisar ser corrigida para que o DBE possa ser recuperado e transmitido novamente para análise. Um caso de pendência possível é haver débitos com a Receita Federal no Estado onde a empresa está sendo aberta. A dívida terá que ser quitada antes de o processo ser retomado. 

No caso de aprovação, ao consultar o DBE na RedeSim, outro link para impressão do documento será liberado. Você poderá salvá-lo e dar continuidade ao processo. Como as juntas comerciais, hoje, estão digitalizadas não é necessário que o DBE de abertura, alteração ou encerramento sejam assinados e reconhecidos firma. 

Em alguns casos, como nos processos de encerramento ou alteração, você precisará transmiti-lo por meio do Certificado Digital e-CNPJ. Já para a abertura, ele poderá ser apenas transmitido. 

Como saber se o DBE foi aprovado?

Como vimos neste texto, se o DBE for aprovado, você terá acesso ao link para impressão e dar continuidade ao processo. Para consultar, no site da Receita, você deverá inserir o número do recibo e número da identificação, que são recebidos após o envio dos documentos necessários para dar entrada na solicitação do DBE.

Como consultar o DBE?

A consulta do DBE serve para verificação de pedidos e pendências relacionadas ao processo. Para a consulta, a Receita Federal disponibiliza essa possibilidade na aba “Acompanhamento da solicitação CNPJ”.

Você deve ter em mãos os dez números referentes ao recibo gerado na solicitação do DBE. Além disso, você precisará ter, também, os números que correspondem à identificação pessoal de cada profissional ou empresa. 

Depois de preencher corretamente os dados solicitados pela página, vai ser possível fazer a sua consulta DBE e descobrir qual é o status da sua solicitação.

No site da Receita Federal, também é possível encontrar outras informações sobre os documentos necessários para o contribuinte.

dbe-calculadora

Conte com ajuda de especialistas

Agora que você já conhece uma das siglas importantes para quem quer empreender, pode estar curioso sobre os outros passos necessários até ter o seu negócio em pleno funcionamento. Sempre é bom ter informação e ser conhecedor dos processos – afinal, o negócio é seu! Mas para evitar dor de cabeça e poupar seu tempo, é amplamente recomendável que você conte com a ajuda de um contador experiente desde o início – isso pode custar muito menos do que você imagina e lhe ajudar a tocar seu negócio bem redondinho de acordo com a legislação e em dia com todas suas obrigações.

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Charles Gularte

Escrito por:

Charles Gularte

Charles é formado em contabilidade pela FAE Centro Universitário e MBA em Gestão Empresarial, Administração e Negócios. Depois de começar sua carreira como contador, trabalhou por 14 anos em uma empresa de logística como superintendente de negócios e diretor, até chegar à Contabilizei na gestão de atendimento ao cliente, operações contábeis e serviços.

Deixe um comentário

avatar