Contabilizei

Como Emitir Boleto Simples Nacional (DAS): 2ª via e Boleto Atrasado

26 mar 2020

Se você é proprietário de micro ou pequena empresa ou ainda é um microempreendedor individual – MEI, sabe da importância de atualizar a guia do Simples Nacional.

Você provavelmente já sabe também que, o pagamento dos tributos é fundamental a todos os empreendedores para ficar em dia com a Receita Federal e evitar problemas futuros.

Mas o que fazer no caso de atrasos na data do pagamento ou de extravio do boleto? É possível quitar débitos pendentes ou emitir a segunda via da guia de pagamento?

Sim! Saiba que é possível e mostraremos o passo a passo, assim como outras informações aqui neste artigo. Para ficar por dentro desse assunto, continue a leitura até o final.

Para saber como gerar o boleto ou como renegociar, o primeiro passo é entender o que é DAS.

O que é DAS?

DAS significa Documento de Arrecadação do Simples Nacional e é um documento único que reúne os principais impostos que devem ser pagos por um empreendedor individual, micro ou pequena empresa.

Como o nome sugere, é uma arrecadação do regime tributário Simples Nacional e foi criada para facilitar a vida dos pequenos e médios empresários.

O valor arrecadado com esse imposto é automaticamente distribuído entre Município, Estado ou União, logo, você não precisará se preocupar com contas muito extensas ou processos trabalhosos. A ideia é facilitar a vida e ajudar as pessoas a empreenderem cada vez mais, não o contrário.

Esta categoria de arrecadação de impostos é simplificada. Ela permite que as micro e pequenas empresas, assim como os microempreendedores individuais, realizem a quitação de todos os tributos em uma única guia, facilitando a vida e a rotina do empresário.

DAS x DAS MEI

Há também uma distinção dentro do DAS. De um lado estão os micro e pequenos empresários, que contribuem de acordo com o seu faturamento.

Do outro lado estão os microempreendedores individuais que contribuem com um valor fixo mensal e possuem um limite de gastos por ano, que quando excedido gera cobranças extra.

E você entenderá a diferença na hora de emitir o se boleto a seguir.

Agora que você já sabe o que é DAS, vamos entender como gerar o boleto ou renegociar uma dívida?

Como gerar boleto do Simples Nacional? 

Para que você consiga gerar e quitar este documento, será preciso seguir os seguintes passos:

  1. Acessar o site oficial do Simples Nacional pelo link https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/ e buscar a opção PGDAS no lado direito da página. 
  2. Lá você poderá optar para acessar com o Certificado Digital ou com o Código de Acesso. Caso não possua nenhum dos dois será necessário gerar o código de acesso. 
  3. Acesse o Link para gerar o código de acesso: https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/controleAcesso/GeraCodigo.aspx.
  4. Guarde o seu código de acesso com segurança, pois ele sempre será solicitado para realizar quase todas as operações dentro do sistema do Simples Nacional.
  5. Quando já estiver com o código de acesso ou certificado digital, você deverá preencher os dados para efetuar o login no sistema. Os dados são: CNPJ de sua empresa, CPF do responsável e confirmação de segurança.
  6. Quando acessar o sistema é só seguir os passos e emitir o seu boleto. É bastante intuitivo e simples e não se preocupe.
  7. Após a confirmação, o boleto irá aparecer na tela e poderá ser impresso para pagamento em agências bancárias ou casas lotéricas ou por meio de internet banking, em computadores ou dispositivos móveis.Caso possua certificado digital o acesso será mais simples e a interface de emissão será a mesma.

Esses passos também servem para gerar a segunda via do boleto, caso necessário. Seguindo estes simples passos dentro do sistema você atualiza a sua guia do Simples Nacional.

Como emitir o boleto do MEI? 

O DAS MEI ou simplesmente guia MEI é o documento utilizado para quitação dos impostos relacionados às atividades do microempreendedor individual.

Emitir o boleto do MEI é muito simples. 

  1. Basta acessar o portal do empreendedor no link http://www.portaldoempreendedor.gov.br/ disponibilizado pelo Governo Federal
  2. Clicar na opção “SERVIÇOS”, localizada em “JÁ SOU” à direita da página.
  3. Feito isso, você deve clicar em “PAGUE SUA CONTRIBUIÇÃO MENSAL” e em seguida na opção “BOLETO DE PAGAMENTO”. 
  4. Agora é o momento de digitar o seu CNPJ e em seguida os caracteres de segurança, com isso, acessará o sistema e o seu boleto será gerado.
  5. Siga os passos e o imprima para efetuar o pagamento. Esses são os mesmos passos para gerar a segunda via do boleto, caso a primeira já esteja vencida.

Você também pode acessar direto pelo link https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/Servicos/Grupo.aspx?grp=t&area=2 e buscar a opção de PGMEI – Programa Gerador do DAS para o MEI.

Como faço para negociar os meus débitos?

  1. Para negociar o MEI acesse a opção “JÁ SOU”, à direita da página inicial do portal do empreendedor e clique em “SERVIÇOS”. 
  2. Em seguida escolha “PAGUE SUA CONTRIBUIÇÃO MENSAL” e por fim em “PARCELAMENTO”. 
  3. Para negociar o DAS para micro e pequenas empresas, acesse o site do Simples Nacional no link https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/  e escolha “PARCELAMENTO – SIMPLES NACIONAL”.

Ambos os portais permitem que você renegocie os seus débitos de forma simples e rápida. Lá aparecerá os valores atualizados com juros e correção monetária e todas as condições para o pagamento.

Analise com cautela para escolher a opção que realmente caiba no bolso para evitar ficar em débito com a Receita Federal.

Não se esqueça de pagar o DAS, programe um lembrete em seu celular para se lembrar de realizar esse pagamento tão importante.

Principalmente se você for MEI, pois o que pode ocorrer caso você não pague é ser desenquadrado do MEI e ser cobrado o retroativo em cima do seu faturamento. Já pensou?

Não deixe essa situação chegar a esse ponto. Se tiver em débito com o DAS MEI entre agora mesmo no sistema e negocie. As parcelas são bem acessíveis e te evitarão de entrar em um problemão com a Receita Federal.

Alguns empreendedores individuais chegam a ir à falência por conta disso. Leve a sério e assuma o controle de suas finanças. Caso necessário, peça ajuda a um contador ou escritório contábil para regularizar essa situação.

O que achou desse texto? Pensou que fosse mais difícil atualizar a guia do Simples Nacional, não é?

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar