Contabilidade

O que é Ativo? Contabilidade, bens e direitos nas empresas

16 set 2020

Uma das principais dificuldades da maioria dos empreendedores é a de analisar o andamento de seu negócio e identificar possíveis problemas de gestão ou novas possibilidades de ganhos.

Uma ferramenta muito importante para te ajudar nesta jornada, mas ainda pouco utilizada, é o balanço patrimonial e a demonstração de resultado da empresa. 

Estes dois relatórios são gerados pela contabilidade de forma periódica e carregam uma série de informações valiosas para analisar sua empresa. Com base neles é possível gerar vários indicadores de performance que vão trazer maior clareza quanto a evolução e crescimento de seu negócio. 

Neste post vamos falar um pouco melhor sobre o balanço patrimonial, em específico os bens e direitos da empresa, classificados no ativo. 

Quer saber mais sobre o que pode ser enquadrado como ativo em uma empresa, como ele é classificado, análises, e quais os indicadores este grupo pode gerar? Continue a leitura para aprender tudo aqui.

O que é o balanço patrimonial? 

Para iniciarmos essa jornada, o primeiro passo é entender o que é o Balanço Patrimonial e pra que ele serve. 

O Balanço Patrimonial é um relatório contábil que demonstra com valores e classificações, em uma determinada data, quanto de patrimônio a empresa possui. O balanço se assemelha a uma fotografia da empresa em determinado momento que demonstra tudo que ela tem e tudo que ela deve. 

Existem uma série de regras contábeis para a elaboração de um balanço patrimonial, emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), mas  é importante que você saiba que ele será dividido em: 

Ativo

Corresponde aos bens e direitos da empresa, ou seja, todos os valores que ela possui em caixa, conta bancária, aplicações, valores que ainda possui a receber de clientes, estoques, máquinas e equipamentos, entre outros.

Passivo

Compreende as obrigações para com terceiros, como por exemplo o pagamento de fornecedores, folha de pagamento, impostos, empréstimos com bancos

Patrimônio Líquido

São os recursos próprios da empresa como o capital social, reservas de lucros criadas e prejuízos acumulados.

O balanço patrimonial sempre é apresentado comparando o ativo com o passivo somado ao patrimônio líquido, sendo que o valor de ambos sempre tem que ser o mesmo. 

ATIVO = PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO

ativo-balanco-calculadora-

O que isso significa? 

No passivo e no patrimônio líquido temos todas as origens de recursos, ou seja, de onde o dinheiro foi tirado para operar a empresa, seja ele dos sócios como capital inicial ou de terceiros como bancos ou fornecedores em compras a prazo. 

Todo esse valor, seja ele dinheiro físico ou não, é investido na empresa, e isso será demonstrado no ativo do balanço patrimonial.

O que é ativo de uma empresa? 

O ativo da empresa corresponde aos bens e direitos que ela possui e que podem ser convertidos em dinheiro. É a parte positiva do balanço patrimonial e identifica onde os recursos da foram aplicados.

Para que um ativo possa ser considerado desta forma é necessário que ele seja considerado um bem ou um direito para a empresa, seja de propriedade da mesma (tem que ter nota fiscal em nome da empresa se for um bem, por exemplo), poder ter seu valor monetário calculado e gerar benefícios para o negócio.

O que significa a palavra ativo na contabilidade? 

Pode ser classificado como ativo tudo o que pode ser convertido em dinheiro de alguma forma. Por exemplo, o dinheiro em banco é um ativo, o estoque da empresa pode ser vendido e virar dinheiro, então é um ativo, o carro da empresa pode ser vendido e virar dinheiro, então é um ativo.

Todos estes itens são de propriedade da empresa, tem seu valor estabelecido em nota fiscal ou outro documento fiscal e geram benefícios para a empresa.

Quais são os ativos de uma empresa? 

São exemplos de ativos em uma empresa:

  • Ativo circulante: caixa, banco, aplicações financeiras, clientes a receber, estoques, entre outros;
  • Ativo não circulante: móveis, equipamentos, veículos, softwares, computadores, investimentos, entre outros.

O que é ativo circulante? 

O Ativo de uma empresa é separado entre ativo circulante e ativo não circulante. Essa divisão é realizada com base no prazo de conversão em dinheiro que estes bens e direitos possuem. 

São entendidos como contas do ativo circulante aquelas que já registram o dinheiro em espécie como caixa, bancos e aplicações financeiras. Também entram no grupo os bens e direitos que pretendem ser transformados em dinheiro a curto prazo, ou seja, até o final do ano seguinte ao do fechamento do balanço.

Por exemplo, uma empresa que encerra seu exercício social em 31 de dezembro, no balanço patrimonial de 2020 apresentará no ativo circulante todos os bens e direitos realizáveis até 31.12.2021.

O que é ativo não circulante? 

Já no ativo não circulante se encontra o grupo das contas contábeis com os bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro, mas com um prazo maior de 12 meses de realização, como a intenção de venda de móveis, computadores, etc.

No mesmo exemplo anterior, uma empresa que encerra seu exercício social em 31 de dezembro, no balanço patrimonial de 2020 apresentará no ativo não circulante todos os bens e direitos realizáveis após 31.12.2021.

Qual é a importância do ativo? 

Entender a estrutura, composição e acompanhar os saldos do ativo da empresa é importante para a análise da aplicação dos recursos da empresa. 

Em outras palavras, no ativo você vai identificar onde está aplicando o dinheiro da empresa e quanto tem disponível para pagar suas obrigações.

Como o ativo é organizado? 

Além da separação com relação ao prazo de realização do ativo, como já vimos, entre ativo circulante e não circulante, existem outras classificações importantes que são feitas para organizar o balanço patrimonial e facilitar as análises posteriores.

Vamos utilizar como exemplo uma empresa que encerra seu exercício social em 31 de dezembro. Em 2020, o balanço patrimonial terá em seu ativo:

Ativo Circulante 

Ativo Não Circulante 

Ativo Realizável a Longo Prazo: Bens e Direitos da mesma natureza das do ativo não circulante, porém realizáveis após 31.12.2021

Investimentos: Participações em outras empresas, de caráter permanente

Imobilizado: Bens e direitos necessários à manutenção da atividade da empresa e que sejam tangíveis, como máquinas, edifícios, computadores, etc.

Intangível: Bens e direitos necessários à manutenção da atividade da empresa e que sejam incorpóreos, como o fundo de comércio, marcas e patentes, softwares.

ativo-balanco-computador-

Depreciação e Amortização, o que são?

Agora que já entendemos um pouco melhor sobre a composição do ativo, é importante entender sobre algumas particularidades que também precisam ser contabilizadas e afetam o balanço da empresa, mas que não necessariamente afetam o financeiro do negócio. 

A principal delas é o desgaste que alguns ativos sofrem com o tempo de uso pelo tempo de vida útil, a chamada depreciação no caso de bens tangíveis e amortização no caso de intangíveis. 

Este desgaste reduz o valor final do bem contabilizado no balanço patrimonial e deve ser considerado para fins de análise dos investimentos realizados na empresa. 

Por exemplo, se você comprou um computador para sua empresa, a Receita Federal determina que a taxa de depreciação dele será de 20% ao ano, ou seja, ao final de 5 anos, ele não terá mais nenhum valor contábil e se você vendê-lo por qualquer valor, terá um ganho de capital. 

A depreciação e amortização são importantes pois funcionam como uma “provisão” para a aquisição de novos equipamentos, indicando o tempo de vida útil dos bens permanentes da empresa.

Por que analisar o ativo é tão importante?

Analisar o ativo da empresa é importante pois é neste grupo que teremos os recursos disponíveis da empresa para honrar com os compromissos e reinvestir na empresa.

Alguns indicadores importantes que utilizem o ativo em seu cálculo são:

Giro do Ativo

Giro do ativo = Receita Líquida / Ativo Total

Este indicador demonstra o quanto a empresa foi eficiente em seu resultado utilizando ao usar seus ativos. Se o resultado for muito baixo, o indicador pode estar demonstrando que sua empresa tem ativos que não estão gerando receitas da forma esperadas. 

Liquidez

Liquidez Imediata = DISPONÍVEL / PASSIVO CIRCULANTE

Liquidez Seca  = (ATIVO CIRCULANTE – ESTOQUES) / PASSIVO CIRCULANTE

Liquidez Corrente = ATIVO CIRCULANTE / PASSIVO CIRCULANTE

Liquidez Geral = (ATIVO CIRCULANTE + REALIZÁVEL A LONGO PRAZO) / (PASSIVO CIRCULANTE + EXIGÍVEL A LONGO PRAZO)

Os indicadores de liquidez determinam a capacidade monetária que uma empresa tem para cumprir com suas obrigações do passivo. Ou seja, analisando os resultados deste quatro índices financeiros, fornecedores, bancos, investidores, e os próprios sócios podem averiguar a saúde financeira do negócio em determinado período.

O índice de liquidez imediata corresponde a capacidade de pagamento dos compromissos com os recursos disponíveis em curtíssimo prazo: caixa, banco e aplicações financeiras. 

A liquidez seca e corrente tratam da capacidade de pagamento de contas de curto prazo, ou seja, aquelas que vencem em até um ano após o fechamento do balanço patrimonial, com os recursos do ativo circulante. 

Já a liquidez geral corresponde a capacidade que a empresa possui de pagar todas as suas dívidas considerando todos os seus bens e direitos.

ativo-balanco-caderno-antigo

Mas como analisar?

Para os indicadores de liquidez, existe uma regra que avalia os resultados da seguinte forma: 

Resultado > 1: bom grau de liquidez;

Resultado = 1: recursos se igualam ao valor dos pagamentos;

Resultado < 1: não possui como quitar suas dívidas no momento.

Desta forma, para ser considerada uma empresa com bom índice de liquidez, o resultado de suas contas deve ser sempre superior a 1, o que significa que seu ativo disponível é maior que o passivo a pagar.

Conhecer mais sobre os números de sua empresa e o que eles significam é de extrema importância para alavancar seu negócio e garantir a correta gestão e otimização de seus recursos. Com isso, o retorno será muito maior! 

Neste processo é muito importante ter uma contabilidade que te dê todo o suporte necessário para que você possa analisar seus indicadores periodicamente. 

Na Contabilizei você tem acesso aos relatórios contábeis de forma tempestiva e transparente, em sua plataforma online, a qualquer tempo.

São mais de 400 colaboradores, prontos para te ajudar a desenvolver sua empresa e desburocratizar a contabilidade do país.

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar