Gestão e Negócios

Metas SMART: Pra que servem? Exemplos

1 jun 2020

Para entender o que são as metas SMART vamos precisar desmembrar cada uma das letrinhas que compõe esse termo:

  • S – specific ou específica
  • M – measurable ou mensurável
  • A – achievable ou atingível 
  • R – relevant ou relevante
  • T – time ou temporal

Isso quer dizer que as metas, quando criadas a partir do método SMART:

  • tem um objetivo específico e claro;
  • podem ser medidas;
  • estão de acordo com a realidade da empresa (não sendo impossíveis de alcançar);
  • são relevantes para o planejamento estratégico;
  • possuem um deadline para serem alcançadas.

Por exemplo: aumentar em 25% o faturamento do setor de smartphones até dezembro de 2020. 

Essa é uma meta criada a partir do conceito de metas SMART e pode ser um modelo para todas as demais metas que sua empresa vai criar a partir de agora. 

O objetivo de aplicar o que são as metas SMART em sua empresa é direcionar os esforços da sua equipe para resultados que são valiosos para sua estratégia. 

O modelo de metas SMART pode, e deve, ser adotado para a criação de metas para o setor de vendas, marketing, departamento financeiro, de RH, metas de produção e mais.

Por meio das metas SMART é simples entender quais são os objetivos do negócio e para onde os esforços devem ser direcionados

De maneira geral, o objetivo do que são as metas SMART é facilitar a criação de metas estratégicas e realistas, além de:

  • facilitar a gestão desses resultados;
  • ajudar a esclarecer as prioridades do negócio para a tomada de decisão e direcionamento de esforços;
  • auxiliar na criação de planos de ação;
  • na medição de resultados.

Fonte: Siteware

O que são as Metas SMART?

Mesmo sendo um acrônimo, o termo SMART já sugere que estamos falando de um método inteligente de criar metas. 

Para isso, entretanto, é importante compreender o que cada um dos termos, que compõem o que são metas SMART, quer dizer. 

Somente assim sua equipe possa adotar o modelo e tornar a gestão de metas e o acompanhamento do planejamento estratégico da empresa de maneira mais eficaz. 

A seguir destrinchamos o significado de cada uma das letras do método.

Específico 

Aumentar vendas, reduzir custos, aumentar a produtividade, ampliar a cartela de clientes, são alguns exemplos de objetivos de uma empresa. 

Definir o objeto da meta é o foco dessa primeira etapa sobre o que são as metas SMART. 

Para ser específica, uma meta deve dizer mais do que apenas “reduzir custos”. É precisa saber qual é o valor desejado para essa redução e qual área será impactada.

Reduzir custos com funcionários? 10%, 15%, 20%? 

Uma dica para criar metas específicas é usar uma outra metodologia de gestão: o 5W2H. Nela você deve responder: 

  • o que;
  • onde;
  • quando;
  • quem;
  • como;
  • porque. 

Nem todas essas respostas precisam estar descritas na frase final da meta, mas devem estar previstas em seu planejamento estratégico. 

No marketing, um exemplo de meta específica pode ser: 

  • o que: aumentar a conversão de visitantes em leads;
  • onde: na landing page de “fale com um consultor”;
  • quando: “até 31 de dezembro de 2020”;
  • quem: departamento de marketing;
  • como: por meio de ações de compra de mídia e produção de conteúdo para o blog;
  • porque: para aumentar a base de leads de fundo de funil. 

Mensurável

Ao criar uma meta SMART precisamos estabelecer um indicador. Por exemplo, 10% de aumento no faturamento. Onde 10% é o indicador de que a meta foi, ou não foi, alcançada.  

O indicador é fundamental para que você compreenda se atingiu o objetivo do negócio ou se suas ações ainda não foram o suficiente. 

Uma dica é não deixar para medir seus resultados apenas no final do período estabelecido para a medição. Acompanhe periodicamente para ajustar estratégias a fim de conquistar o resultado positivo no final. 

É importante definir como esse indicador será medido. Cada meta exigirá uma medição, como análise do relatório de vendas, fluxo de caixa, pesquisas e outros caminhos.

Atingível 

Criar uma meta que não é possível de atingir pode causar um efeito desmotivador em sua equipe e é de pouca valia para a estratégia da empresa. 

Não adianta “jogar pra cima” na esperança de que milagres aconteçam. 

Ao aplicar o conceito do que são as metas SMART é importante ter os pés no chão e usar informações embasadas para criar suas metas. 

O histórico do negócio é uma das formas de criar essas metas, por exemplo. 

Conversar com seus colaboradores, com quem vai colocar  a mão na massa, por exemplo, seus vendedores também é uma forma de validar a tangibilidade da meta definida. 

Relevância 

Antes de estabelecer uma meta responda: ela impacta os resultados da empresa?

Uma meta não é apenas uma meta. Ela é o ponto inicial (e final) de toda uma estratégia que será criada para alcançar o que foi descrito nela. 

Por isso, se você deseja que sua equipe se concentre apenas nos pontos estratégicos da empresa, tenha certeza que suas metas são relevantes para aquele momento. 

As metas da empresa devem contribuir para alcançar os objetivos estratégicos do negócio. Somente assim elas serão consideradas prioridade dentro de um setor ou departamento. 

Redução de custos, aumento da produtividade, mais vendas, satisfação do clientes são metas centrais para um negócio e impactam diretamente os resultados da empresa. Tenha atenção especial a esse fator ao criar uma meta. 

5. Temporal

Ampliar a satisfação dos clientes, alcançando o índice de 99% de ótimo ou bom na avaliação dos clientes em relação ao uso do produto. Enquanto tempo você espera alcançar essa meta?    

O prazo da meta é fundamental para estabelecer foco e compromisso com o trabalho. 

Em um planejamento estratégico de marketing, vendas, ou qualquer outra área da empresa, você pode criar metas de longo, médio e curto prazo.

Esse prazo deve ser considerado ao estabelecer o indicador da meta. Sua empresa é capaz de alcançar um crescimento de 15% no faturamento das vendas do site em 3 meses? 1 ano?

Fique atento à sua capacidade de investimento e força de trabalho. Lembre-se uma meta deve ser desafiadora, mas atingível.

Quando e onde usar as metas SMART? 

Com a definição do que são as metas SMART fresca na cabeça é hora de entender quando e como usá-las no dia a dia da sua empresa. 

A criação de metas SMART pode acontecer em todas as áreas do negócio.

Essa forma de organizar e criar metas torna o processo de concepção das metas mais simples e objetivo e também facilita a gestão e acompanhamento das metas ao longo do período, em que os planos de ação são aplicados para alcançar esses objetivos. 

Entretanto, uma dica ao criar metas SMART é se concentrar no seu planejamento estratégico e nos objetivos que seu negócio tem a curto, médio e longo prazo. 

Leia também: Entenda porque fazer um planejamento estratégico vai beneficiar a performance de seu negócio

Criar metas que te ajudam a avançar até esse objetivo é uma das forma mais eficazes de realmente torná-los reais. 

As metas devem ser usadas para guiar a tomada de decisão das empresas em relação a:

  • investimentos;
  • distribuição de recursos;
  • abertura de novos canais de vendas;
  • marketing e tantas outras ações. 

Use as metas no dia a dia do trabalho para entender se as estratégias criadas e realizadas estão de acordo com o que será medido e cobrado no final de cada período. 

Metas não são feitas para ficar na gaveta, mas para gerir as estratégias, planos de ações e tarefas da equipe. 

Esse post foi escrito pela LAHAR, um software de automação de marketing eleito a melhor ferramenta de marketing digital de 2019 pela ABComm. Gostou de entender o  que são as Metas SMART? Já aplica algum método de criação de metas? Quais dicas você já aplica no seu negócio? Conte para nós!

Deixe um comentário

avatar