Empreenda Rápido: Conheça o programa, Cursos e Crédito

| Atualizado em 15/10/20 | 9 minutos de leitura

O Empreenda Rápido é o programa do Governo do Estado de São Paulo que visa incentivar o empreendedorismo por meio de cursos de qualificação e linhas de crédito exclusivas.

Lançado em julho de 2019, o Programa Empreenda Rápido é uma iniciativa do Governo de São Paulo em parceria com o Sebrae-SP.

Também fazem parte do programa o Centro Paula Souza, responsável pelos cursos de qualificação profissional que são oferecidos, o Banco do Povo, Desenvolve SP e Jucesp.

O Programa Empreenda Rápido é voltado tanto para quem deseja abrir empresa quanto para quem já empreende e quer expandir o seu negócio.

Os participantes do programa têm orientação e suporte desde o momento da abertura do seu empreendimento, passando pela qualificação, até a obtenção de crédito para financiar os seus projetos.

Baseado em seis pilares, o Empreenda Rápido Gov/Sebrae-SP auxilia empreendedores formais e informais.

Confira, agora, todos os detalhes sobre esse programa!

O que é o Programa Empreenda Rápido? 

O Programa Empreenda Rápido foi criado pelo Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. 

Em parceria com o Sebrae-SP, a proposta é auxiliar empreendedores paulistas que pretendem abrir empresa em São Paulo, ou que já têm o seu próprio negócio, mas desejam expandi-lo.

Para isso, as ações do programa são voltadas para capacitar esses empreendedores, aumentando assim a produtividade e o poder de competitividade de suas empresas.

Pensando nesse grupo de pessoas, o Programa Empreenda Rápido é direcionado tanto para empreendedores informais quanto para os formais.

O que é empreendedor informal? 

É considerado um empreendedor informal aquele que não tem registro da sua atividade, ou seja, que não possui CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Para esse conceito ficar mais claro, imagine uma pessoa que vende salgados por encomenda, ou que realize consertos de roupas, trabalhe com artesanato etc, sendo que para nenhuma dessas atividades tenha um registro formal.

De acordo com o Estudo Sobre o Empreendedorismo Informal no Brasil 2018, do Sebrae, a estimativa é que entre os chamados “donos de negócio”, 71% não tenham CNPJ.

Nesse conceito, a pesquisa considera dois tipos de empreendedores:

  • empregadores: pessoas que exploram o próprio empreendimento e que contem com, pelo menos, um funcionário;
  • conta própria: pessoas que exploram o próprio empreendimento sozinho, com sócio ou com auxílio de familiares e que não têm sem funcionários.

Dentro do Programa Empreenda Rápido, os empreendedores informais têm a oportunidade de se capacitar por meio de cursos e oficinas e, assim, entender como estruturar o seu negócio.

Além disso, recebem todas as orientações e suporte para formalizar a empresa de maneira rápida, bem como acesso a linhas de crédito especialmente disponibilizadas para quem está iniciando as atividades.

empreenda-rapido-criança-olhar-longe

O que é empreendedor formal? 

Por outro lado, o empreendedor formal é aquele que já legalizou a sua empresa. Ou seja, tem CNPJ, faz o recolhimento correto dos seus impostos, emite nota fiscal etc.

Leia também: “Quais impostos uma Microempresa (ME) paga? Veja para que servem

Os empreendimentos formais podem ser:

  • MEI (Microempreendedor Individual);
  • ME (Microempresa);
  • EPP (Empresa de Pequeno Porte)

Quanto ao regime tributário, o MEI faz parte automaticamente do Simples Nacional. Já as MEs e EPPs podem optar entre:

No Programa Empreenda Rápido, os empreendedores formais recebem instruções especialmente direcionadas para o momento atual do seu negócio.

Por exemplo, é possível receber orientação quanto à renegociação de dívidas, obtenção de licenças, regulamentações etc.

Além disso, MEIs, MEs e EPPs também têm acesso a linhas especiais de crédito e financiamento para alavancar o seu negócio.

Quais são os 6 pilares do Programa Empreenda Rápido? 

Todo o propósito do Programa Empreenda Rápido é pautado em 6 pilares, que são:

  • Qualificação técnica
  • Qualificação empreendedora
  • Formalização e regularização
  • Inovação, tecnologia e produtividade
  • Acesso a crédito
  • Acesso a novos clientes

1. Qualificação técnica

O pilar referente à qualificação técnica é promovido pelo Centro Paula Souza, que oferece diversos cursos por meio dos programas São Paulo Criativo e Via Rápida.

São Paulo Criativo

O São Paulo Criativo tem como objetivo principal a formação e a qualificação profissional com ênfase no desenvolvimento da criatividade. Essa abordagem fomenta o empreendedorismo, a inovação e contribui para gerar novos empregos.

Para alcançar esses objetivos, o programa tem cursos em diferentes áreas do setor da economia criativa, tais como marketing digital, tecnologia, design, gastronomia, artes, entre outras.

Via Rápida

Os cursos do Programa Via Rápida são gratuitos e direcionados para jovens e adultos que visam a geração de renda ou que buscam oportunidades de trabalho.

As qualificações disponíveis diferem em cada região, considerando empregabilidade local e demandas apresentadas. 

2. Qualificação empreendedora

Em parceria com o Sebrae-SP, os cursos de qualificação empreendedora são direcionados para educação e gestão financeira.

Dentro desse contexto, o empreendedor aprenderá sobre diferentes temas, tais como finanças, vendas, captação de recursos, atendimento ao cliente, entre outros.

A ideia com a qualificação empreendedora do Programa Empreenda Rápido é, considerando o porte da empresa, aumentar a sua produtividade e performance, tornando o negócio ainda mais competitivo.

empreenda-rapido-homem-gravata

3. Formalização e regularização

Para quem já atua como empreendedor formal, esse pilar do Programa Empreenda Rápido esclarece dúvidas e presta orientações acerca de pendências de regularização, expansões, mudança de categoria empresarial etc.

Já os empreendedores informais recebem todo o direcionamento necessário para legalizar o seu negócio de maneira rápida e prática.

Não deixe de ler “Como abrir empresa online? Veja como fazer o processo gratuito e online

4. Inovação, tecnologia e produtividade

Na parte de inovação, tecnologia e produtividade, a proposta do Empreenda Rápido Gov/Sebrae-SP é agregar valor aos serviços prestados e produtos comercializados.

Para isso, uma parceria com o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), promoverá diversas ações que contribuirão para que esses objetivos sejam alcançados.

5. Acesso a crédito

Tanto MEIs, MEs e EPPs têm acesso a diferentes linhas de crédito no Programa Empreenda Rápido, as quais podem ser utilizadas para iniciar o negócio, expandi-lo, ou outras aplicações.

Isso é possível graças à parceria com o Banco do Povo (programa de microcrédito) e o Desenvolve SP (instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo).

6. Acesso a novos clientes

Indo além do mundo físico, em breve os empreendedores poderão criar lojas virtuais próprias em plataformas parceiras do programa e, dessa forma, adentrar também no mercado de vendas on-line.

Quais são os serviços oferecidos pelo Empreenda Rápido?

Assim, com base nos pilares do Programa Empreenda Rápido, os serviços oferecidos aos empreendedores formais e informais são:

  • orientação de como formalizar a empresa;
  • cursos de qualificação para o empreendedor;
  • cursos de qualificação profissional;
  • acesso facilitado a créditos.

Quais são os cursos oferecidos pelo programa e como acessar? 

Acessando o site do Programa Empreenda Rápido é possível se inscrever para participar de diversos cursos, que têm versão presencial e on-line.

Para quem é empreendedor formal, os cursos são separados por porte empresarial, sendo eles:

1. MEI

  • Enfrentar: direcionado para o momento da crise atual;
  • Primeiros passos: indicado para quem está começando e quer aprender como montar e gerenciar um pequeno negócio
  • Organize seu negócio: com foco no aprimoramento empresarial
  • Pronto para crescer: indicado para quem está expandindo e migrar de MEI para ME.

Aproveite e leia também: “Desenquadramento MEI: Veja como transformar MEI em ME – Passo a Passo”

2. ME/EPP

  • Enfrentar: com ênfase na crise econômica atual
  • Performance: objetiva melhorar a performance de micros e pequenos empreendedores
  • Produtividade: direcionado para aumentar a produtividade das micro e pequenas empresas
  • Competitividade: orienta sobre como aumentar seu poder de competitividade no mercado. 

Para quem não tem CNPJ estão disponíveis os cursos:

  • Descomplique: com orientações sobre como estruturar o negócio, fazer a gestão, o que é preciso para formalizar a empresa etc
  • Enfrentar: com foco na atual crise econômica. 
mpreenda-rapido-mulher-descolada

Como funcionam os créditos e empréstimos fornecidos pelo Programa Empreenda Rápido? 

As linhas de crédito do Programa Empreenda Rápido tem condições especiais para os empreendedores.

Atualmente, é possível obter os seguintes financiamentos:

1. MEI e Produtor Rural com CNPJ

Realizado pelo Banco do Povo, para conseguir o empréstimo é preciso ter concluído o curso do Programa Empreenda Rápido, Super MEI e outros programas aprovados no projeto. 

Além disso, o empreendedor não pode ter restrições credenciais junto ao SERASA e CADIN Estadual.

  • Faixa de crédito: até R$ 8.100,00
  • Taxa de Juros e Encargos: 0,35% a 0,70% a.m. + 1% TSF ato + FDA
  • Capital de Giro: até 24 vezes
  • Investimento fixo: Até 36 vezes
  • Carência: 1 a 3 meses

2. ME/EPP

As linhas de crédito para ME e EPP são de longo prazo e obtidas via programa Desenvolve São Paulo. 

A opção de empréstimo dentro do Programa Empreenda Rápido é o Crédito Digital. Realizada de maneira on-line, conta com taxas a partir de 1%*(0,65% acrescido da TLP) ao mês.

A aprovação do pedido é concretizada em até dois dias úteis e o prazo de pagamento é de 36 meses, incluindo carência de 3 meses.

O Programa Empreenda Rápido tem como meta qualificar 1 milhão de pessoas a cada ano e fornecer R$ 1 bilhão em microcrédito, dentro dos próximos 4 anos.

Além disso, o programa tem como objetivo:

  • fornecer empréstimo para cerca de 175 mil empreendedores;
  • capacitar 250 mil pessoas com seus cursos técnicos, com foco em gestão empreendedora;
  • facilitar o acesso ao ecossistema de inovação;
  • proporcionar melhores condições de acesso ao mercado e a novos clientes.

Quer mais dicas de empreendedorismo? Então leia estes artigos exclusivos da Contabilizei:



Entre para a Contabilizei

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.





TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Contabilizei

Escrito por:

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar