Como começar um negócio do Zero: Passo a passo 2021

| Atualizado em 24/05/21 | 12 minutos de leitura

Pular 7 ondas é fácil, difícil é colocar a mão na massa para levar suas ideias e projetos adiante. Mas não desanime: também não é nenhum bicho de sete cabeças montar seu negócio próprio. O importante é dar esse primeiro passo e seguir etapa por etapa – veja conosco neste artigo.

Você pode ser o tipo de empreendedor que já namora uma ideia há bastante tempo, mas também pode ser aquele que ainda não tem nenhum direcionamento e sabe apenas que quer investir em seu negócio próprio. É importante saber que nos dois casos as coisas podem dar muito certo: o que a implantação de uma empresa exige é somente que você tenha força de vontade para realmente tirar o projeto do papel.

Modelos e propostas para negócios não faltam: você pode tanto pesquisar em outra cidade o que vem dando certo e ainda não é ofertado onde você mora, como pode também consultar especialistas no assunto. A proposta do Sebrae para o projeto Ideias de Negócios – que não somente elenca mais de 350 tipos de empreendimentos possíveis para você montar, mas também classifica os mais populares, é um exemplo de consultoria que você pode buscar.

Confira o passo a passo de como abrir uma empresa aqui.

Que tipo de negócio abrir? 

Esta é a primeira pergunta que é preciso fazer. Muita gente, mesmo que tenha aquela paixão por algum tipo de empreendimento, acaba não levando a sério a sua vontade e busca modelos prontos e com caminhos mais garantidos.

Olhar para as opções de mercado que já foram testadas, como as franquias, ou mesmo para modelos que outros já implantaram, buscando fazer parecido, não é uma má ideia. Mas também não se pode descartar, de primeira, que a sua paixão seja uma boa proposta. E isso porque metade do caminho do empreendimento a ser percorrido, dependerá da sua real vontade e capacidade de se envolver com a empresa uma grande parte do tempo: será a sua vida no dia-a-dia. Então, nada melhor do que escolher um tipo de investimento que seja agradável para você, não é mesmo? 

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Você pode unir literalmente o útil ao agradável: se não tem vontade de começar o negócio sem nenhuma base de apoio, busque uma franquia ou modelo pronto que esteja de acordo com o seu perfil. E nisso fincamos a nossa primeira bandeira de como montar um negócio do zero: pesquise sobre o tipo de negócio que quer montar!

Como falamos ali na abertura do texto, o Sebrae tem um material com diversas ideias de negócio para você pesquisar. Mas além disso, a instituição oferece também cartilhas específicas sobre cada tipo de negócio. Se você procurar por pet shop, por exemplo, vai encontrar um conteúdo específico sobre o assunto – e isso tem bastante valor para quem está começando. 

comecar-negocio-open

Planejamento é sua ferramenta para o sucesso

Assim que você conseguir identificar a ideia de negócio com clareza, parta para o famoso plano de negócios. Neste momento, a intenção é que você possa responder um monte de dúvidas que surgem quando se está montando uma empresa – mas especialmente que você antecipe essas dúvidas, gerando conhecimento para enfrentar os desafios antes mesmo que se concretizem.

Conforme enfatizam os profissionais do Sebrae, “o plano de negócios é o instrumento ideal para quem quer maiores condições de sucesso e segurança.” A instituição, que está aí justamente para melhorar o ambiente para as micro e pequenas empresas crescerem, oferece várias ferramentas para que você possa, então, bolar esse plano de negócios.

Resumidamente, você vai inserir neste documento definições sobre o tipo de produtos e/ou serviços que vai oferecer; pensar sobre a concorrência e o que vai te diferenciar dela; pesquisar e detalhar seu conhecimento sobre os clientes em potencial do negócio; avaliar local, permissões públicas para implantação da sua empresa, questões de legislação; planejar quais serão os postos de trabalho que abrirá e como fará a contratação das pessoas; e somar valores que serão necessários para o investimento total nessa empresa – considerando capital de giro para os primeiros meses e também os valores de custo da abertura da empresa.

Perceba como é importante olhar para tudo isso: embora o plano de negócios não seja infalível, ele evita alguns obstáculos que podem acabar com a energia do empreendedor ou até gerar um tremendo prejuízo.

É possível observar o quanto a definição de um modelo de negócios pode ser vantajosa para uma empresa em estágio inicial ao utilizar, mais uma vez como exemplo, a compra de uma franquia. Embora existam diversas e todos os promotores garantam que a franquia que oferecem é excelente e dá resultados em toda a parte, é importante que você utilize o planejamento para verificar, você mesmo, se isso é verdade. Dados de mercado são difíceis de conseguir, mas instituições que representam os diversos setores da economia geralmente possuem informações preciosas que podem lhe ajudar. E se aquela promessa de que o resultado vem de qualquer forma não se concretizar porque a sua cidade, em específico, não tem potencial para o tipo de produto ou serviço ofertado? Tem perguntas que é melhor responder por você mesmo. 

Teste seu planejamento: faça seu negócio funcionar 

Agora que você está com tudo organizado para que o negócio vá em frente – teve resultado assertivo no plano de negócios, mostrando que o empreendimento tem futuro – porque não testar de fato?

Muitos tipos de negócios podem ser colocados em prática de forma “caseira” para que o empresário saiba, mais ou menos, como será com a empresa funcionando na prática. Seria como dizer que alguém montou um negócio informal e depois passou para a abertura correta da empresa, só que nesse caso estamos falando apenas de um período de “test drive” da coisa toda.

Por exemplo, se você está com tudo certo para abrir uma consultoria, por que não criar uma material de divulgação, online ou físico, e buscar os primeiros clientes para verificar se há retorno real da sua proposta? É claro, será preciso andar com a formalização para que se possa emitir notas fiscais, abrir conta em banco, receber benefícios dos governos, etc. Mas talvez esse teste inicial possa ajudar a investigar o melhor formato para abertura da empresa – inclusive pensando com mais clareza sobre o volume de faturamento e faixas de tributação.

Outro item interessante na testagem é o preço que você está cobrando: é bastante difícil se basear somente no mercado para definir o valor que será praticado por sua empresa. Se você tem um grau de especialização acima da concorrência, é justo que os valores sejam maiores – tudo depende dos diferenciais.

comecar-negocio-grupo

Tirando o projeto do papel: monte seu espaço físico e virtual

Quando você chega no momento de realmente fazer o negócio acontecer aparece um misto de angústia e felicidade: você já planejou bastante, então agora é hora de realizar. 

Dependendo do negócio, haverá necessidade de espaço físico para que a empresa tome forma. Assim sendo, é agora que começam também os custos – não é preciso lembrar que muitas empresas de comércio sofrem com os aluguéis altos dos pontos de vendas. De qualquer forma, tenha o Plano de Negócios como seu guia: tente levar em consideração tudo o que você pensou de antemão. Se é necessário investir no local, isso está dentro do que é esperado – então vá em frente.

Já a etapa de presença virtual das empresas, hoje em dia, não pode ficar de fora de nenhum planejamento. Quer dizer: é possível ter uma empresa sem espaço físico, mas não sem presença digital.

Mas o que isso quer dizer? Bom, novamente se mantenha firme ao que você planejou – e vá aprimorando conforme o seu conhecimento sobre o assunto também evolua. Se você pensou somente em redes sociais num primeiro momento, sem grande investimento na contratação de um site completo, siga nessa linha. É importante lembrar que os canais de venda digitais salvaram muitas empresas em 2020 – e nós estamos apenas no começo de 2021, então ainda há uma pandemia e uma grande crise em curso. 

Definir componentes do marketing da empresa, como logotipo, canais de contato e identidade visual, são etapas sagradas, e você deve estar atento. Se você acha que não está qualificado para fazer isso sozinho, contrate um especialista, porque este é um assunto que está diretamente vinculado ao sucesso do seu empreendimento.

Abra uma empresa

Agora você chegou no topo das ações de criação do seu negócio: a abertura da empresa. Esta etapa é a que torna você realmente um empresário, perante a lei. É importante conhecer bastante sobre os tipos de empresa que você pode abrir, o enquadramento fiscal, as normas municipais, estaduais e federais. Somente quem está abrindo um MEI – Microempreendedor Individual, está dispensado de ter um contador responsável – então porque não já contratar uma assessoria contábil desde o início para ajudar com os procedimentos de abertura? É realmente mais simples.

E podemos dizer que o ambiente está mais amigável para quem quer abrir uma empresa no Brasil. Os avanços vem mesmo de antes da Pandemia, porque já se sabia das dificuldades de ter que ir a diferentes locais físicos para dar entrada nos documentos – e ainda acompanhar as tramitações nos diferentes órgãos. Hoje em dia, grande parte do processo de abertura é feito totalmente online, muitas vezes precisando somente da entrega de documentos físicos. 

A sua atuação tem de ser autorizada no Município onde você está alocado, e embora pareça estranho para grande parte das empresas de serviços – que não tem grande impacto na dinâmica urbana – é necessário avaliar se o local que você escolheu pode receber o tipo de empresa que você quer abrir. O Estado é o responsável pela Junta Comercial, que faz o registro das empresas daquele território e regula também sobre questões ambientais e impostos, conforme o tipo de atividade econômica da empresa e porte do negócio. E, finalmente, é junto da Receita Federal, que acontece o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – o tão esperado CNPJ, que abre muitas portas para o empresário.

É importante lembrar que a etapa de documentação é tão crucial quanto às demais, uma vez que você só poderá contratar seus funcionários corretamente depois de formalizado. É também através da abertura da empresa que se pode criar uma conta bancária da pessoa jurídica, cuja há linhas especiais de crédito para acessar, e ainda acessar benefícios sociais para os profissionais que estão no comando da empresa caso necessário – mesmo o MEI tem acesso a aposentadoria e licença-saúde, por exemplo.

Além dos benefícios mencionados acima, o status de ter uma empresa formalmente constituída, lhe dá outro potencial de relação com os clientes: com o CNPJ é possível concorrer em licitações e concorrências públicas (e muitas grandes empresas privadas também só aceitam fornecedores com essa condição), e o seu negócio pode emitir notas fiscais, outro ponto sem o qual muitos trabalhos são perdidos.

comecar-negocio-mulheres-rindo

Passo a passo de como começar um negócio do zero 

Retomando os passos sobre os quais conversamos acima, confirma cada etapa para começar 2021 com um novo objetivo:

1. Pesquise sobre o tipo de negócio que quer montar

Vale se informar pela internet, visitar negócios similares, procurar uma franquia que esteja de acordo com o seu perfil. No início (e sempre), informação é tudo.

2. Utilize a ferramenta do Plano de Negócios

O Plano de Negócios será o seu aliado para responder perguntas sobre o seu empreendimento antes de colocá-lo em prática. Aproveite as ferramentas que o Sebrae disponibiliza sobre o assunto.

3. Faça um teste simples

Procure os primeiros clientes, verifique o nível de aceitação de seus produtos e serviços, e avalie os valores praticados. 

4. Parta para a realidade: monte o espaço físico e virtual do negócio.

Invista nos meios digitais e encontre o melhor espaço físico para a sua empresa, tudo conforme o planejamento. Não esqueça das questões relacionadas ao marketing, que são a porta para o seu sucesso.

5. Abra uma empresa

Contrate funcionários, terceiros e assessorias (principalmente contábil) para abrir a empresa. Organize as documentações a serem encaminhadas para os órgãos competentes e funcione corretamente – com alvará e legalizado de acordo com as normas brasileiras. 

Conte com a nossa equipe de especialistas para abrir a sua micro ou pequena empresa seja ela uma franquia ou um novo negócio. 

Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Escrito por:

Vitor Torres - CEO e fundador da Contabilizei

Vítor é Administrador de Empresas, Empreendedor Endeavor, CEO e fundador da Contabilizei, o primeiro e maior escritório de contabilidade online do país. Vítor lidera a maior inovação da indústria contábil das últimas décadas ao levar a contabilidade de pequenas empresas para o mundo digital. Atualmente, Vítor lidera mais de 400 fanáticos em contabilidade que impactam positivamente a vida de mais de 20.000 empresários no país.

Deixe um comentário

avatar