Contabilidade

Capital de Giro: O que é, como calcular e controlar o capital de giro na sua empresa

Atualizado em 4 nov 2020

Ter maior controle sobre indicadores financeiros e como controlá-los é de extrema importância para qualquer empreendedor, independente do porte do seu negócio.

Um dos conceitos mais fundamentais para garantir a saúde financeira de uma empresa é o do capital de giro, e os impactos que a falta desta reserva podem trazer para a continuidade da operação.

O que é o capital de giro? 

O capital de giro da empresa são todos os recursos financeiros necessários que ela precisa para se manter operando regularmente, ou seja, é a parte do investimento total que fica reservada para o pagamento de custos e despesas ao longo do tempo.

No início da empresa, o cálculo do capital de giro é realizado para avaliar quanto será necessário manter em caixa para conseguir cumprir com todas as obrigações da empresa de acordo com o planejamento efetuado para o negócio. 

Porém não é apenas antes do início da empresa que se faz necessário avaliar este indicador, ele é uma ferramenta muito importante de controle e avaliação financeira de seu CNPJ.

O capital de giro da empresa demonstra quanto a empresa já em atividade tem disponível em seu ativo de alta liquidez – bens e direitos que podem ser convertidos rapidamente em dinheiro – para pagar suas obrigações de curto prazo como: fornecedores, impostos, salários de funcionários, etc.

Qual a diferença entre Capital Social e Capital de Giro?

Antes de entendermos melhor como calcular o capital de giro de sua empresa, é importante diferenciar este conceito do conhecido capital inicial. 

Para realizar a abertura de sua empresa, é necessário que você e seus sócios, caso possua, planejem quanto será necessário investir para que o negócio comece a operação. Este montante é o chamado capital inicial e deverá ser calculado com base na necessidade de compra de equipamentos, despesas iniciais, exigências legais de capacidade financeira para determinados segmentos, entre outros. 

Já o capital de giro, como comentamos, é o montante necessário para que a empresa possa continuar suas atividades após a abertura e estruturação, ou seja, é o valor que financia a realização e manutenção da operação.

caputal-giro-moedas-arvore

Como calcular o capital de giro? 

Calcular o capital de giro vai exigir que você tenha em mãos o balancete atualizado de sua empresa, ou um controle gerencial atualizado. 

Como comentamos, o capital de giro é diferença entre os ativos de alta liquidez da empresa, chamados de ativo circulante, e as obrigações de curto prazo, chamadas de passivo circulante.

CAPITAL DE GIRO LÍQUIDO = ATIVO CIRCULANTE – PASSIVO CIRCULANTE

Mas o que são considerados ativos e passivos circulantes?

O conceito de circulante e não circulante é determinado pelo prazo de liquidez ou de pagamento de determinado item. 

Os itens do ativo, que são os bens e direitos da empresa, são classificados por sua liquidez, ou seja, sua capacidade em serem convertidos em dinheiro. Quando este prazo é inferior a 12 meses, ele é classificado como um ativo circulante. Neste grupo podemos classificar: 

  • Dinheiro em espécie
  • Saldo em contas bancárias
  • Aplicações Financeiras de curto prazo
  • Estoques
  • Contas à receber 

Já os passivos são as obrigações que a empresa tem com terceiros, seja ele um fornecedor, funcionário ou próprio governo. A lógica para ser classificado como um passivo circulante é a mesma: ter vencimento inferior a 12 meses. São alguns exemplos:

  • Fornecedores
  • Salários 
  • Impostos
  • Despesas: Luz, Água, Internet
  • Aluguel 

Com os dados em mãos, basta deduzir o total das obrigações do total dos ativos e você terá o valor de seu capital de giro atual. 

Por exemplo, vamos supor que sua empresa apresente a seguinte situação atual:

  • Conta bancária: R$ 5.000,00
  • Aplicações de curto prazo: R$ 5.000,00
  • Estoque: R$ 10.000,00
  • Fornecedores a pagar: R$ 2.000,00
  • Salários a pagar: R$ 3.000,00
  • Despesas do mês (água, luz, internet, aluguel): R$ 7.000,00

Seu capital de giro seria de R$ 8.000,00.

( 5.000,00 + 5.000,00 + 10.000,00 ) – ( 2.000,00 + 3.000,00 + 7.000,00) = 8.000,00

Ter consciência desse número é muito importante para saber se sua empresa tem capital suficiente para arcar com as obrigações de curto prazo no momento da análise. 

Caso o resultado seja um número negativo, é um sinal de alerta! 

Vale analisar a estrutura de custos da empresa, tentar estender os prazos com fornecedores, prazos de pagamento dos clientes, controlar os inadimplentes e outras ações para garantir que o fluxo de caixa da empresa não seja comprometido causando insuficiência de caixa e até mesmo a falência.

Qual é a importância do Capital de giro? 

Ter controle e acompanhar o capital de giro da empresa é fundamental para manter o fluxo de caixa sempre saudável e garantir a continuidade do negócio, evitando surpresas desagradáveis.

É importante saber, que o valor do capital de giro está relacionado a outros fatores importantes e que são particulares de cada empresa. Por isso é muito importante contar com o apoio de uma contabilidade que entenda suas necessidades e conheça a sua operação para lhe auxiliar nesta missão.

Um destes fatores é o ciclo financeiro da empresa. Ele corresponde ao caminho e ao tempo que o dinheiro leva para sair da empresa desde a compra a prazo com um fornecedor até o momento que este valor retorna para a empresa como lucro das vendas. 

Esta análise demonstra que durante os 40 dias após o pagamento do fornecedor até o recebimento pelo produto vendido a empresa precisa de capital próprio para operar. Isso significa que possivelmente uma empresa com este ciclo financeiro precisaria de um capital de giro – reserva – maior para o caso de precisar pagar outras contas durante este período. 

capital-giro-porquinho

Como conseguir Capital de Giro?

Para analisar qual o capital de giro de sua empresa, explicamos todos os itens que você precisa ter em mãos: ativo circulante e passivo circulante. 

Mas como comentamos no item anterior, o capital de giro ideal irá depender de alguns outros fatores particulares de seu negócio, como por exemplo:

  • Ciclo Operacional 
  • Ciclo Financeiro
  • Sazonalidade 
  • Índice de Inadimplência de Clientes

Por exemplo, uma empresa que fabrica um produto, possui um ciclo de produção – ciclo operacional e financeiro – muito maior do que uma empresa que apenas trabalha com revenda. Um prestador de serviços, por sua vez, tem despesas diferentes e conta com uma sazonalidade que pode comprometer muito mais o caixa por conta do volume de operações.

Ou seja, contar com o apoio de uma contabilidade que entenda sua operação e possa lhe auxiliar a entender melhor sobre o cálculo, além de fornecer os dados para o cálculo, é de extrema importância para que você tenha uma gestão financeira de qualidade.

capital-giro-dinheiro-

Dicas para manter o capital de giro saudável

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o que é o capital de giro e a importância de sempre controlar esse indicador, seguem algumas dicas para garantir uma melhor análise e melhores resultados: 

1. Planejamento é tudo

Sem dúvidas você já deve ter ouvido muito sobre a importância do planejamento para garantir o sucesso de uma empresa, mas na prática ainda é muito comum empresários começarem a abertura da empresa sem terem nenhuma idéia sobre custos, formação de preço, comercial, fluxo de operação, etc. 

Sem conhecer o mínimo do segmento que se pretende atuar e não se atentando para estas questões de gestão da empresa, o caminho para o sucesso será provavelmente mais lento.

Então, é muito importante se planejar!

2. Tenha disciplina 

Não vale realizar o planejamento ou ter o capital de giro calculado e perder o controle no meio do caminho, gastando a reserva para cobrir outras despesas.

Ter disciplina com o financeiro da empresa é o primeiro passo para garantir que você está preparado para qualquer imprevisto.

3. Saiba negociar

Entender o seu ciclo operacional e financeiro e conseguir negociar com seus fornecedores e clientes é muito importante para manter o capital de giro sempre saudável. 

Caso seu capital de giro permita, prefira negociar descontos para pagamentos à vista com os fornecedores. Do contrário, busque estender as condições de pagamento, fazendo com que a empresa fique o menor tempo possível sendo financiada com o capital de giro.

Para os clientes, quanto mais rápido o recebimento ocorrer e com as menores taxas, melhor. Por isso, incentivar pagamentos à vista podem ser uma boa pedida.

4. Revisite seus custos 

Regularmente, avalie sua estrutura de custos e identifique o que pode ser reduzido ou até mesmo cortado. 

Uma tarefa muito importante que deve ser realizada para garantir seu fluxo de caixa é a conciliação dos recebimentos por cartão de crédito. Revisitar as taxas da administradora, conferir as operações mensalmente e negociar sempre vão trazer mais lucratividade ao seu negócio.

5. Analise capital de terceiros

Caso a empresa precise pagar dívidas que não podem ser negociadas, procurar instituições financeiras para conseguir capital, seja através de antecipação de recebíveis, empréstimos, linhas de crédito, pode ser uma alternativa. 

É sempre importante tomar muito cuidado com as taxas de juros dessas operações, garantias futuras exigidas e se a empresa conseguirá arcar com esta nova obrigação. 

6. Pesquise, planeje e negocie!

Administrar o capital de giro é uma atividade que exige atenção, disciplina e monitoramento constante pois irá refletir diretamente nas decisões da empresa quanto a compras, vendas e administração de recursos.

Acompanhe de perto seus indicadores financeiros e revisite suas análises sempre que necessário para garantir um capital de giro saudável para sua empresa!

Charles Goularte

Charles é formado em contabilidade pela FAE Centro Universitário e MBA em Gestão Empresarial, Administração e Negócios. Depois de começar sua carreira como contador, trabalhou por 14 anos em uma empresa de logística como superintendente de negócios e diretor, até chegar à Contabilizei na gestão de atendimento ao cliente, operações contábeis e serviços.

Deixe um comentário

avatar