Gestão e Negócios

Entenda o que é Antecipação de recebíveis, como funciona e como fazer

25 jun 2020

Você precisa de uma alternativa para pagar as contas da sua empresa sem ter que recorrer a um empréstimo? Já pensou em utilizar o serviço de antecipação de recebíveis?

Esse recurso pode ser uma saída simplificada a curto prazo, para quem estiver precisando capital de giro. Mas,  antes de recorrer à operação, é importante planejamento e organização para não prejudicar a saúde financeira da sua empresa. Você pode antecipar recebíveis de cartão de crédito por exemplo. 

Se o seu negócio está precisando de capital de giro, a antecipação de recebíveis é uma alternativa para pagar contas de curto prazo.

Porém, como todo recurso que advém de fora da empresa, é preciso ter planejamento e gestão para não prejudicar o seu negócio Lembre-se que você estará antecipando um recurso que no futuro não estará no seu caixa.

Para te ajudar a entender melhor sobre antecipação de recebíveis e quando utilizar esse serviço de forma sustentável, confira as informações abaixo.

O que é e como funciona a antecipação de recebíveis? 

A antecipação de recebíveis é um recurso financeiro que permite às empresas receberem valores antes do prazo previsto, utilizando-se legalmente de empresas especializadas neste tipo de operação, ou seja um adiantamento de recebíveis futuros. Neste cenário é possível receber dinheiro referente a vendas a prazo, parceladas, com duplicatas, carnês, cheques pré-datados ou até mesmo antecipação de recebíveis por cartões de crédito. 

Uma das principais vantagens para empresa é ter um dinheiro que já seria dela só que teria que esperar para receber. Ou seja, acaba sendo uma alternativa de curto prazo para cobrir despesas urgentes. Nessa modalidade, ela paga juros menores do que na contratação de um empréstimo.

De uma forma simplificada, você está adiantando um recurso e deve usar esta alternativa pensando no curto prazo, já que operações seguidas de antecipação podem se transformar em um bola de neve, prejudicando seu fluxo de caixa.

Vamos imaginar você tenha uma fábrica de cadernos e tenha feito uma grande venda. O comprador solicitou o pagamento em 10 parcelas, com o primeiro pagamento apenas em 60 dias.

É um caso típico em que você terá que colocar dinheiro na frente para produzir e garantir a entrega. E muitas empresas não têm esse capital e precisam de dinheiro a vista para pagar fornecedores de matéria prima. 

Dessa forma é possível recorrer à antecipação de recebíveis para obter, de uma vez só, os valores a serem pagos pelo cliente, a frente. É um dinheiro que garante a produção e a continuidade do negócio.

A principal vantagem desse processo é ter o dinheiro antes com uma taxa de juros menor do que o mercado de empréstimos. Custos menores de tomada de crédito significam maior tranquilidade para as finanças da empresa e para o empreendedor.

Além disso, por oferecer menor risco a instituição, já que a antecipação está diretamente relacionada a um contrato já firmado, este processo normalmente é mais fácil de contratar do que um empréstimo para o capital de giro, principalmente para as micro e pequenas empresas.

Qual a diferença entre antecipação e empréstimo?

Os empréstimos costumam ser mais caros, uma vez que os bancos incluem taxas de avaliação de crédito e juros mais altos nesse recurso, além disso, há necessidade de aprovação de cadastro e crédito e o risco é levado em conta.

Já para uma antecipação de recebíveis, o dinheiro já é da empresa, a única coisa que ainda não recebeu e está fazendo, através de uma operação legal, um adiantamento deste recebível. Por isso, o risco de inadimplência acaba sendo mais reduzido. Nesse caso, o banco “compra” os seus recebíveis, mas paga por eles um valor menor que o nominal.

Se você não está acostumado com esse tipo de transação é fundamental entender a diferença entre antecipação de recebíveis e empréstimo. Isso é fundamental para que você escolha a opção mais adequada ao seu negócio. Em toda oferta de crédito, a instituição financeira faz uma avaliação do risco de o contratante não pagar sua dívida.

No empréstimo, o banco vai emprestar a você um dinheiro dele. Como o próprio nome diz, ele pega emprestado um valor que, depois, deve ser devolvido com taxas de juros adequadas ao risco do negócio.  A dívida contraída normalmente é paga em parcelas, mas também pode ser quitada em uma vez apenas.

Com certeza tomar um empréstimo não é a melhor alternativa porque o dinheiro para pagar as parcelas e os encargos, não existe. Precisa ser gerado e estar disponível no caixa no momento dos vencimentos.  

Já na antecipação de recebíveis – ou adiantamento de recebíveis, a empresa adquire um valor que já é dela e por acordo comercial será pago em prazos determinados. Portanto, o risco de inadimplência é muito reduzido.

Para a instituição que está antecipando, o pagamento é praticamente garantido. Para quem contrata, o resultado são juros e taxas menores.

Mas lembre-se a melhor opção sempre será aquela que tiver menor custo financeiro para o negócio.

Em linhas gerais, a antecipação de recebíveis dá mais segurança às duas partes. Por um lado, o empreendedor mostra que tem condições de quitar a dívida. Por outro, a instituição financeira tem condições de cobrar menos pelo risco.

Antes de definir a sua escolha, fale com o seu gerente pessoa jurídica e veja qual a melhor alternativa no curto prazo. Avalie todas as condições oferecidas pela instituição financeira, para não ser ter surpresas desagradáveis mais tarde.

Como funciona e que levar em conta na antecipação de recebíveis?

Antes de tudo, é importante uma análise das taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras. Nesse mapeamento, considere a escolha da modalidade para cadastro da sua empresa.

A antecipação pode ser feita em três modalidades, são elas: bancos, FIDCs e factorings.

  • Banco: taxas competitivas com maior burocracia;
  • Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs): taxas menores com processo de recebimento mais rápido, além disso isenção de IOF.
  • Factoring: taxas maiores com menos burocracia em relação aos demais.

Veja algumas agências bancárias que oferecem este serviço à pessoa jurídica.

O que é taxa de antecipação de recebíveis?

Diversas instituições financeiras podem realizar a antecipação de recebíveis. A diferença entre elas, além da burocracia, pode ser o valor das taxas. Outro ponto é o prazo de liberação do recurso, sendo uma variação média de um período de 24h até sete dias úteis.

Já em relação às taxas, pode existir uma grande variação de percentual, considerando a somatória de todos os custos e o seu relacionamento com a instituição. 

Algumas cobranças consideram apenas a taxa percentual de desconto de cada título. Outras cobram uma tarifa fixa a cada título antecipado, tarifa de transação, tarifa de antecipação e taxa de IOF.

Como calcular a antecipação de recebíveis? 

A taxa de antecipação é realizada a partir de uma taxa de desconto referente a 30 dias. A cobrança obedece a proporção dos dias antecipados de cada parcela.

Dessa forma, a primeira coisa a fazer é descontar a taxa administrativa do valor total da venda e depois dividir o novo valor pela quantidade de parcelas que a venda foi feita.

Por último, você realiza o desconto da antecipação.

O que é Aquisição de recebíveis?

Na prática a aquisição de recebíveis é o processo inverso da antecipação, ou seja, empresas de factoring ou financeiras adquirem o seu recebível de maneira online de cartão de crédito, promissórias e contas a vencer futuras pagando a você o valor presente com uma taxa de juros embutida. Você vende o seu recebível por um valor mais baixo do que ele efetivamente vale e obtém o dinheiro no tempo presente fortalecendo seu caixa. Quem fez a aquisição do seu recebível irá receber no tempo futuro o valor integral que você deveria receber.

Como usar a antecipação de recebíveis? 

Como a antecipação é um recurso que acaba sendo utilizado mais para uso  emergencial, antes de recorrer a essa alternativa tenha um planejamento. Isso significa respostas prontas para algumas questões, como: onde o dinheiro será utilizado? Por que recorrer a ele agora?

Avalie se não pode esperar pelo dinheiro. Mesmo com juros mais atraentes, qualquer decisão errada pode prejudicar a saúde financeira da sua empresa. Pensando nisso, seja o mais organizado possível para que isso não se torne uma dívida. 

Você pode fazer uma projeção de caixa em cima do montante antecipado, utilizando planilhas. Ou ainda contar com ajuda de contadores para facilitar o processo. 

E aí, tirou todas as suas dúvidas sobre antecipação de recebíveis?

A Contabilizei está nas principais redes sociais. Se inscreva no nosso canal no YouTube para ficar por dentro de outras dicas sobre contabilidade e empreendedorismo.

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar