Reserva financeira em micro e pequenas empresas: como fazer

| Atualizado em 22/07/21 | 6 minutos de leitura

A reserva financeira é o dinheiro guardado para emergências nos negócios, que podem acontecer por instabilidade do mercado ou ainda no fluxo de vendas do negócio e para criá-la é preciso fazer um planejamento financeiro

O exemplo mais clássico do uso da reserva financeira de emergência é o do equipamento quebrado. Com uma reserva, você pode simplesmente comprar um novo à vista, e, por isso, ainda contará com melhores condições de negociar um desconto.

O que é uma reserva financeira?

Uma reserva financeira é um montante separado exclusivamente para que você possa cobrir gastos de emergência, que não estejam previstos no seu orçamento.

Por isso, é uma quantia reservada para que você possa, de forma tranquila e sem dificuldades, quitar suas dívidas em casos de emergência ou até mesmo fazer investimentos específicos para impulsionar o seu crescimento.

Para empresas, algumas possibilidades de uso são: perder um volume grande de clientes simultaneamente; não conseguir quitar sua folha de pagamentos; crises econômicas atingindo com mais força o seu setor; entre outras possibilidades.

Qual a diferença entre reserva financeira e caixa?

Reserva financeira e caixa (capital de giro) não são a mesma coisa. Na prática, ter capital de giro é ter caixa para pagar as despesas e dívidas de curto prazo sem precisar de financiamento de terceiros. O modo de fazer isso tem até um lema: “cobre cedo e pague tarde”, ou seja, os prazos de recebimentos devem ser mais curtos do que os prazos de pagamento.

Quer ajuda para abrir uma empresa ou ter um CNPJ?

A Contabilizei é líder em abertura de empresas, deixe seus dados e nossos especialistas entrarão em contato.






TUDO CERTO!

Recebemos suas informações, logo nossos especialistas entrarão em contato.

Já a reserva de emergência é o valor em dinheiro guardado para cobrir imprevistos – demissões, queda brusca de vendas, impossibilidade de a operação funcionar. Seu montante varia conforme o somatório de suas despesas mensais. A depender de sua atividade, será recomendável ter de 6 a 12 meses deste valor como reserva de emergência.

reserva-financeira-panta-moedas

Micro e pequenas empresas podem ter dinheiro guardado?

Sim, micro e pequenas empresas podem ter dinheiro guardado para ter segurança em qualquer eventualidade que possa acontecer no negócio, como quebra de um equipamento, até baixa nas vendas devido uma crise.

Segundo uma pesquisa da The Money Magazine, 78% das pessoas passarão por um episódio imprevisível de grande prejuízo financeiro em um dado período de 10 anos. Dessa forma, as chances de você passar por algum evento financeiramente negativo, nesta janela temporal, é bem maior do que não passar.

Qual percentual do lucro se deve guardar?

O recomendado é ter entre 6 a 12 vezes o valor de seus gastos mensais. Isso vai depender muito de alguns fatores, como a segurança que você tem em sua capacidade de negócio, quantas pessoas estão envolvidas e outros.

Portanto, após identificar qual é o faturamento da sua empresa, multiplique-o por 6x ou por 12x e você encontrará o valor necessário para não sofrer impactos danosos à sobrevivência do seu negócio. Este será o valor estabelecido como meta para a sua reserva financeira.

Em que situações fazer uso da reserva financeira?

É preciso avaliar o momento interno e externo para saber em quais situações fazer o uso da reserva financeira. Pergunte-se: se é para a sobrevivência do negócio; se é para cobrir algum prejuízo; se é para manter um novo produto ou serviço, para poder tomar a melhor decisão.

Lembre-se que depois do uso do valor, é preciso fazer um novo planejamento para repor a reserva financeira e sempre ter o valor disponível para eventualidades necessárias na sua empresa.

Como investir o dinheiro guardado?

Pensando em investimentos, a poupança sempre é a primeira lembrança, mas existem outras alternativas, já que o retorno dela depende da inflação e sua rentabilidade é bem baixa.

Existem rendimentos mais atrativos para a reserva financeira, como:

  • Tesouro Selic
  • CDB com liquidez diária
  • LCI e LCA com liquidez diária
  • Fundos de renda fixa
  • Fundos DI

Como é contabilizada a reserva financeira da empresa?

A reserva financeira da empresa é aquela que serve para fortalecer financeiramente o negócio e pode ser usada de maneiras diversas como em um projeto específico como também em ações ou prejuízos da empresa.

Ela pode ser contabilizada como reserva de capital ou reserva de lucros.

reserva-financeira-porquinho

1. O que é reserva de capital?

A reserva de capital é uma espécie de fundo de reserva, um valor que a empresa possui, mas que não é resultado de nenhum serviço ou produto por ela realizado.

Em outras palavras, a reserva de capital é uma quantia de dinheiro que a empresa recebe por outros meios, que não seja a entrega de nenhum produto ou serviço. 

Essa definição da reserva de capital ocorreu por meio da Lei nº 6.404 de 1976. Sendo assim, por lei, as fontes disponíveis para a construção da reserva são:

  • Doações realizadas por proprietários ou terceiros;
  • Ágio na emissão de ações;
  • Incentivos fiscais do governo e demais benefícios que possam ser recebidos pelas pessoas jurídicas. 

Usos da reserva de capital

A reserva de capital pode ser usada de diversas maneiras, como para cobrir prejuízos, quando eles forem superiores às reservas de lucros. Além disso, ela pode incorporar o capital da empresa e, com isso, fortalecer e estabilizar a companhia. 

2. O que é reserva de lucro?

As reservas de lucros são parte dos lucros gerados pelas empresas e que não foram divididos entre os sócios ou acionistas. Em outras palavras, parte dos lucros da empresa é destinada à formação das reservas e fazem parte do patrimônio líquido da empresa. 

Como criar uma reserva financeira?

Comece criando um plano para criar a reserva financeira, organizando quantos meses é preciso para juntar o valor necessário. Analise despesas fixas e variáveis, como também as despesas anuais para saber o valor total que deve guardar.

E para ter esse planejamento alinhado com a sua empresa, entre em contato com nossa equipe de especialistas contábeis para que possamos te auxiliar nesse fluxo de maneira confortável e lucrativa para o seu negócio. 

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo

A Contabilizei faz todo o processo de abertura da sua empresa para que ela fique 100% regularizada com o mínimo de impostos. Cuidamos de toda a burocracia enquanto você economiza tempo e dinheiro.

ABRIR MINHA EMPRESA GRÁTIS

"Tornou o processo de abertura e gerenciamento da minha empresa muito simples e fácil. Plataforma única, onde consigo tudo que preciso, suporte extremamente eficiente e ágil." Leandro Bernardo - cliente Contabilizei

A Contabilizei abre a sua empresa com o menor custo
Heitor Barcelos

Escrito por:

Heitor Barcelos

Heitor é formado em Ciência da Computação pela PUC-RS, ocupou cargos como Diretor Executivo e COO em empresas multinacionais como FIS e iZettle, e foi Superintendente de Inovação, Banco Digital e Open Banking no Tribanco. Heitor lidera a área de Serviços Financeiros na Contabilizei desde Setembro de 2019.

Deixe um comentário

avatar