Emissor de RPA online grátis: Recibo de pagamento autônomo 2021

Emita seu RPA online de forma gratuita através de nossa ferramenta!
Utilize o recibo de RPA para seus contratos de trabalho autônomo.

Para começar, preencha os dados abaixo:

1

Você está prestando serviços para:

close
+ adicionar serviço

RECIBO DE PAGAMENTO AUTÔNOMO

Dados do contratante

DESCRIÇÃO DO SERVIÇO PRESTADO

    Dados do Prestador de serviços

    VALOR TOTAL

    R$ 0.00

    Descubra como a Contabilizei pode te ajudar a economizar impostos abrindo um CNPJ:

    Emitir RPA gratuito, rápido e seguro é com a Contabilizei

    O RPA (Recibo de pagamento autônomo) deve ser emitido pelo contratante, de acordo com as condições, dados e valores acordados com o contratado. A emissão pode ser física, através de formulário no qual são incluídos os dados do profissional e da empresa.

    A emissão também pode ser feita de maneira online, utilizando o emissor de RPAs da Contabilizei. A emissão, além de online, é rápida e gratuita. Preencha os dados corretamente - veja abaixo - e faça a emissão para os seus RPAs agora mesmo.

    Aproveite e compare os tributos pagos no RPA com a possibilidade de ter seu próprio CNPJ. Se achar que vale a pena, entre em contato com a Contabilizei. Temos a melhor proposta para você ter seu negócio regularizado e com a menor carga de impostos possível.

    As principais informações de um RPA são:

    Contabilizei Contabilidade
    Nome ou Razão Social e CNPJ da fonte pagadora;
    Contabilizei Contabilidade
    Dados do profissional autônomo – CPF e número de inscrição no INSS;
    Contabilizei Contabilidade
    Dados detalhados sobre pagamento do serviço prestado – Valores bruto e líquido (com os descontos);
    Contabilizei Contabilidade
    Nome e assinatura do responsável pela fonte pagadora (neste caso, a empresa);
    Contabilizei Contabilidade
    Descontos – IRRF, ISS, INSS.

    FAQ - Perguntas frequentes

    O contratante emite o RPA pois é ele o responsável pelo serviço prestado e pagamento. Importante que a empresa tenha registro de todos os RPAs emitidos por profissional, sempre levando em conta as limitações da emissão por pessoa e período. Caso o profissional tenha serviços contratados ou a contratar que ultrapassem essas duas condições, o contratante pode alinhar com o contratado que o ideal é ele abrir um CNPJ para se adequar a lei. Isso é bastante comum quando o profissional presta serviço e recebe por RPA de mais de um contratante.
    O valor do desconto legal do INSS para RPAs é feito de acordo com a tabela abaixo:

    R$ 1.045,00

    5% (não dá direito a aposentadoria por tempo de contribuição e certidão por tempo de contribuição) *

    R$ 52,25

    R$ 1.045,00

    11%  (não dá direito a aposentadoria por tempo de contribuição e certidão por tempo de contribuição) **

    R$ 114,95

    R$ 1.045,00 até R$ 6.101,06

    20%

    Entre R$ 209,00 (salário mínimo) e R$ 1.220,20 (teto)

    A RPA não tem uma validade específica. Ela deverá ser paga na data ou após a data da emissão, de acordo com o que estiver descrito na mesma. Importante, assim como todos os documentos fiscais emitidos, que sejam lançados dentro do mês de emissão para evitar problemas fiscais futuros.
    A contratação de um serviço que será pago por RPA acontece com um acordo entre as partes - com contrato ou não. Para que possa realizar este pagamento por RPA a empresa contratante deverá seguir as regras e atentar para os limites de valores a serem pagos dentro de um determinado tempo. Importante ressaltar que seguidas as regras, o RPA não tem risco para o contratante ou contratado, porém sua eficácia é baixa pois os valores e prazos são limitados. O ideal é que o contratado - se prestar serviço continuado ou mesmo que esporádico, com frequência, abra seu CNPJ. Além disso, sendo pessoa jurídica, você pagará menos impostos, o que pode ser interessante para o negócio e bom para o seu bolso. Quer falar sobre o assunto, calcule a diferença e procure a Contabilizei.
    Assina o RPA pela empresa quem tem poder legal para isso, não necessariamente o dono ou sócio. De acordo com o combinado o pagamento é feito preferencialmente por depósito em conta ou PIX para o contratado que assina o RPA, ficando com uma via e devolvendo a outra para a empresa. Este processo pode ser feito no ato da entrega do serviço ou após o recebimento do valor na conta.

    Conforme disposto no parágrafo único do Art. 464 da CLT, a transferência bancária tem força de recibo de pagamento, dispensando as assinaturas, caso estas não sejam coletadas no documento.